Você está aqui
Home > Infecção Viral > Infecção pelo vírus Chikungunya

Infecção pelo vírus Chikungunya

chikungunya
Compartilhe
  • 35
    Shares

O vírus Chikungunya (CHIKV) é um arbovírus

(nome dado aos vírus que podem ser transmitidos por artrópodes)

O nome Chikungunya vem da língua Makonde, falada por algumas tribos na Tanzânia e Norte de Moçambique (África) e significa “aqueles que se dobram” já fazendo menção à sua principal característica que é a dor articular intensa.

Ela foi descrita pela primeira vez na Tanzânia em 1952.

Houve relatos de surto em vários países do mundo, mas só chegou nas Américas em 2013, quando houve uma grande epidemia nas ilhas do Caribe.

Transmissão

A transmissão ocorre pela picada das fêmeas dos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus infectadas pelo CHIKV.

O vírus pode ficar circulando no sangue por até 10 dias após o inicio dos sintomas.

A transmissão de mãe para filho pode ocorrer quando a mãe possui vírus circulando no sangue durante o parto (cesariana não diminui o risco de transmissão).

Existem também notificação de casos de transmissão do vírus ela transfusão sanguínea, mas são raros.

Sintomas

O período entre a infecção pelo vírus e o início dos sintomas pode variar de 1 a 12 dias, mas a média é de 3 a 7 dias.

O Vírus pode ficar circulando no sangue a partir de dois dias antes do início dos sintomas até 10 dias depois.

É durante este período que a pessoa pode passar o vírus para um mosquito caso seja picada. Os sintomas são inespecíficos e similares à infecção pelo vírus da Dengue:

  • Febre  alta (Temperatura axilar acima de 38,5 °C, que geralmente dura até 7 dias), calafrios;
  • Dores articulares e musculares (artralgia e mialgia).

A dor articular costuma vir associada a sinais inflamatórios e acometer mais de uma articulação bilateral ou unilateralmente:

  • Dor de cabeça, dor atrás dos olhos;
  • Vermelho nos olhos (conjuntivite);
  • Dor de garganta (faringite);
  • Vontade de vomitar (Náuseas), diarreia, dor abdominal;
  • Aumento dos gânglios no pescoço (Linfadenopatia cervical), que podem estar dolorosos;
  • Cansaço (astenia);
  • Manchas vermelhas pelo corpo que coçam ou não (Exantema pruriginosos ou não),
  • Úlceras orais,
  • Nódulos dolorosos pela pele,
  • Lesões vesicobolhosas,
  • Escurecimento da pele,
  • Sensibilidade da pele à luz;
  • Costuma surgir do 2º ao 5º dias após o início da febre.
  • No caso dos recém-nascidos que se infectaram durante o parto, costumam ficar sem sintomas nos primeiros dias e por volta do 4º dia (3 a 7 dias após o nascimento), inicia um quadro de febre, irritabilidade, recusa da mamada, manchas vermelhas pelo corpo (exantema), descamação de pele, inchaço das articulações, hiperpigmentação da pele.

artrite-em-pessoas-com-chikungunya

exantema-na-chikv

rash-chikunv

alteracoes-cutaneas

olho

Evolução da doença e complicações:

A fase de febre com os sintomas de doença aguda costuma durar 10 dias.

Problemas articulares (juntas do corpo)

Esses problemas geralmente duram até 3 meses, mas pode se estender por 2 anos após a infecção ou mais.

Após a fase febril, a dor articular pode prevalecer e em alguns casos até se intensificar. Pode acometer várias articulações, inclusive sacro ilíaca, coluna lombo-sacra e cervical.

  • Dor articular pode ser persistente ou recidivante, geralmente apresenta outros sinais inflamatórios locais como:
  • Inchaço,
  • Calor,
  • Área avermelhada,
  • limitação do movimento e
  • Doença articular destrutiva semelhante à artrite reumatoide ou psoriática

Quem tem mais risco de desenvolver dor articular crônica:

  • Pessoas maior de 45 anos, que tiveram dores articulares intensas durante a fase aguda
  • Pessoas que possuem doenças articulares prévias
Cansaço

A Astenia também pode acompanhar o doente por muitos meses após a resolução da fase aguda, trazendo grande impacto na qualidade de vida e absenteísmo (faltas ao trabalho)

Alterações cutâneas
  • Coceira pelo corpo,
  • Queda de cabelo,
  • Manchas vermelhas pelo corpo;

Mulheres podem evoluir com persistência das manchas vermelhas na pele, náuseas, sangramentos ou úlceras orais após a fase febril.

Lesões Vasculares

Estas alterações geralmente duram até 3 meses mas em alguns casos pode ser irreversível.

  • Linfedema (acúmulo de líquido nas pernas devido ao bloqueio dos vasos linfáticos)
  • Edema no dorso do pé
linfedema
Lesões oculares
  • Neurite óptica (inflamação do nervo do olho)
  • Lesões na retina

Essas alterações oculares podem levar à perda parcial ou total da visão de forma irreversível.

Alterações neurológica

Estes sintomas podem durar até 3 anos após a doença:

  • Dor de cabeça,
  • Alteração do sono,
  • Diminuição da memória,
  • Déficit de atenção,
  • Alterações do humor,
  • Turvação visual,
  • Depressão,
  • Alterações da sensibilidade: Disestesia, parestesia (formigamento),
  • dor neuropática,
  • Ataxias cerebelares (instabilidade ao andar como se estivesse bêbado);

Veja abaixo como se vê a ataxia cerebelar:

É importante salientar que nem todas as pessoas que entram em contato com vírus desenvolvem doença, muitas nem sabem que tiveram este contato, mas ainda assim podem transmitir o vírus ao mosquito durante o período em que o vírus estiver circulando no sangue, caso seja picada.

Na Américas, a taxa de morte pelo CHIKV é menor que a observada na dengue. Mas traz grandes transtornos e tempo de afastamento laboral prolongado devido aos sintomas articulares persistentes em adultos.

Quem possui maior risco de desenvolver complicações ou formas graves da doença:

  • Idosos
  • Portadores de doenças reumatológicas
  • Portadores de doenças hematológicas,
  • Diabetes Mellitus,
  • Insuficiências cardíacas,
  • Hipertensão Arterial (HAS),
  • Uso crônico de alguns fármacos como aspirina, anti-inflamatórios e paracetamol em altas doses

Complicações em recém-nascidos

Já para os recém-nascidos que se infectaram durante o parto, existe maior risco de evolução para quadros graves como:

  • Hemorragias;
  • Inflamação dos rins.
  • Complicações cardíacas: pericardite, disfunção ventricular;
  • Alterações oculares: inflamação de varias partes do olho que podem levar à perda irreversível da visão.
  • Complicações neurológicas: edema cerebral, convulsão, hemorragia intracraniana, meningoencefalite, encefalopatias, Síndrome de Guillain-Barré

Essas complicações podem aparecer tanto na fase aguda como meses após a doença.

A Chikungunya na gestação não está associada a má formações fetais e há raros relatos de abortamento espontâneo em mães doentes.

Diagnóstico diferencial

Existem algumas doenças infecciosas que podem se confundir com a Chikungunya. É importante descartá-las porque essas doenças precisam de um tratamento específico:

Malária:

A febre segue um padrão diferente, com periodicidades, costuma vir acompanhada de insuficiência renal, aumento do fígado e baço. Deve-se suspeitar dessa doença em pessoas vindas de áreas endêmicas;

Leptospirose:

dor muscular intensa, principalmente em panturrilhas, com lesão muscular (aumento da CPK no exame de sangue), pele muito amarelada (icterícia), hemorragia subconjuntival, Insuficiência renal com potássio baixo no sangue. Deve-se pensar nesta doença principalmente diante da história de exposição recente do doente à águas de chuva, inundações;

Febre Reumática:

Poliartrite migratória de grandes articulações, história de infecção  de garganta.

Considerar os critérios de Jones para a febre reumática

Evidência de infecção prévia pelo Streptococos (cultura positiva de orofaringe, positividade em testes rápidos para detecção de antígenos estreptocócicos ou títulos elevados de anticorpos anti-estreptocócicos);

Artrite séptica:

  • Leucocitose,
  • Derrame articular,
  • Acometimento de grandes articulações
  • História de trauma.

Exames laboratoriais

Exames de hemograma, transaminases, função renal e eletrólitos podem estar alterados, mas não existe alterações especificas da doença.

Contudo, eles devem ser sempre solicitados durante os atendimentos pois podem alertar para possíveis evoluções para formas graves.

  • Confirmação diagnóstica

A confirmação pode ser realizada por exame de detecção direto do vírus ou por detecção de anticorpos, a escolha do teste é feita de acordo ao tempo de evolução da doença, e pode ser feita a partir de amostras de sangue ou líquor (líquido da coluna) que deve ser colhido em caso de suspeita de acometimento do Sistema Nervoso Central – SNC

  • Isolamento direto do vírus por técnica de PCR: dia 1º ao 5º dia dos sintomas;
  • Pesquisa de carga genética viral (técnicas de PCR em tempo real ou convencional): Até o 8º dia dos sintomas;
  • Detecção de anticorpos: Sorologias – IgM ou IgG por técnica ELISA (serão realizados em amostras de soro ou plasma): a partir do 7º dia de sintomas.

Tratamento

A avaliação de todo e qualquer caso suspeito deve ser feito por um médico que deverá

  • Fazer o diagnóstico diferencial com outras doenças,
  • Realizando o tratamento específico se indicado,
  • Estipulará a frequência de reavaliações de acordo a gravidade do paciente e a doenças previas que podem representar um maior risco de complicações,
  • Fará a notificação de doença,
  • Orientará as condutas necessárias para cada caso.

Infelizmente, não existe tratamento específico para o vírus.

Veja como realizar o tratamento da Chikungunya

Medidas de prevenção:

Nenhuma vacina contra Chikungunya foi licenciada para uso até o momento.

Como combater o Mosquito Aedes
Como combater o Mosquito Aedes

Referências:

 


Compartilhe
  • 35
    Shares
CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.

41 thoughts on “Infecção pelo vírus Chikungunya

  1. Doutora. Tive chikungunya e, após três meses,estou com fraqueza nas mãos e espasmos musculares. A dor insuportável se foi,mas esses sintomas prevalecem. Isso é possível na doença?
    Obrigada.

      1. Dr. Peguei Chicungunha estou fazendo tratamento. Ocorre que apareceu uma dor forte que não para. Parece um caroço atrás da orelha que dói sistematicamente a noite toda e nada faz parar. O que fazer?coloco compressa e nada.

  2. Doutora,

    Tive chikungunya a tres semanas, meu pescoço continua a doer muito, não consigo virar a cabeça nem levantar. Este sintoma ainda é da doença?

  3. Boa Tarde Doutora. tive Chikungunya em 25-2-2017, ha uns 4 meses começei a ter queda de cabelo, será que é por isso? o que é bom tomar para para de cair o cabelo. E quem tem Diabetes Mellitus, quais o risco que eles correm se for infectado.

    1. Desconheço qualquer relação direta entre chikungunya e queda capilar. Mas, como há muitas causas, você precisa ser avaliada por um médico e fazer os exames necessários.
      As consequências da diabetes depende de varios outros fatores como doenças associada, idade, tempo de diabetes, controle da mesma.

  4. Há 7 meses atrás tive febre por 2 dias. Fiquei com dor nos Ísquios que persiste até hoje. Após começou uma dor no lombar, sacro ilíaco que piorava quando dormia. fazendo eu acordar com dor, cada vez mais cedo. O meu reumatologista receitou anti-inflamatórios. Agora, após 7 meses eu estou pouco melhor, com pioras e melhoras. Posso ter contraído chikungunya? Existe algum exame após tantos meses? Muito obrigado doutora!

  5. Vai fazer 2 anos q contraí o vírus, de tempos em tempos tenho crises com dores em alguma articulação, sinto uma coceira intensa no meu corpo, principalmente a noite, as vezes nem consigo dormir. Minha memória já não é mais a mesma, tenho dificuldade de concentração e depois de todo esse tempo eu sei quando terei crises Pq eu sinto uma coisa correndo dentro de mim, passando pela minha corrente sanguínea, as vezes penso q são formigas, mas quando vejo não é nada é dentro da minha pele.

  6. Me sinto também exausta, de repente tenho um sono absurdo, engordei 10 kg com a chikugunya e não consigo eliminar de forma alguma faz 6 meses q voltei a malhar com intensidade, mas ainda tenho limitações. Fico me perguntando até quando vou sentir essas coisas?

    1. Boa tarde. Não consigo emitir um parecer sem examiná-la pessoalmente. Caso tenha interesse, estou à sua disposição. Basta ligar para o telefone (11) 2533 0292 ou pelo WhatsApp (11) 96338 2866 e agende uma consulta. Será um prazer recebê-lo.
      https://www.google.com.br/maps/place/Dra.+Keilla+Mara+de+Freitas+-+Consult%C3%B3rio+de+Infectologia/@-23.6020032,-46.6565661,17z/data=!3m1!4b1!4m5!3m4!1s0x94ce5a19c5c5b82f:0x4b974edcf8286daf!8m2!3d-23.6020081!4d-46.6543774

  7. A leitura do seu artigo me foi muito útil. Minha mãe, 78 anos e eu,48, estamos com chicungunia. Já temos história de dor crônica anterior, inclusive trato a dor com metadona,entre outros medicamentos. Existe algum anti inflamatório que possa ajudar na recuperação. Eu estou sofrendo muito, mas minha mãe está muito pior…

    1. Bom dia e obrigada por suas palavras. Existem varias opções de remédios para controle da dor.
      Sugiro procurar um medico infectologista para avaliá-la pessoalmente e tomar as devidas condutas.
      Reumatologista também pode ajudar no controle das dores nessa fase da doença.

  8. Boa Noite,tive chikungunia,há 2 meses,estou tomando,predisolona recomendado pelo reumatologista,quando paro de tomar,volta as dores,no pescoço fica rígido,mãos e dedos inchados,vou ter que tomar sempre esse remedio,fiz exame de sangue deu toxina alta,ouvi falar de tratamento remédio diurético que elimina as toxinas deixada pelo vírus

  9. estou preocupada quando parar de tomar o remédio,tenho conhecidos que tiveram a doença há 1 ano,e até hoje sente dores,meu exame de padrão nuclear pontilhado 1\160,

  10. Estou com os sintomas da chikungunha à 20 dias e ant ontem começou uma dor nas costas do lado direito , como se eu tivesse fraturado a costela e essa dor tá se intensificando cada dia mais , hoje é o terceiro dia e estou com dores fortíssima do lado direito da coluna, ao me mexer sinto fiscadas fortíssima, quero saber se isso é normal ??

  11. Fui em março deste ano ao hospital com sintomas de chincungunha chegando lá fiz hemograma completo é não acusou estava a 3 dias me sentindo muito mal , mas pedi também o exame de Beta HCG e descobri que estava grávida provavelmente de um mês . Fui procurar o obstetra logo após ter ido ao hospital melhorei o mesmo me encaminhou ao infectologista pediu exames dentre eles o chincungunha IgG e IgM deu reagente os dois devo ficar preocupada ainda sinto um pouco as articulações .

  12. Dra Keila, boa noite!
    A Sra atende no Rio de Janeiro? Minha mãe parece está c chikungunya. Tem 74 anos é hipertensa. A levei a UPA e disseram q era somente pelo exame físico. Atualmente ela sempre vomita e está c diarreia, além dar dores articulares. Graças a Deus , sem febre. Há 2 dias ela vomitou pela primeira vez, ficou tonta e quase desmaiou. Fui rapidamente p a UPA e a pressão dela estava 18×8. Deram Captopril sublingual e liberaram qdo a pressão baixou. Estou muito preocupa!

  13. Boa noite! Fui diagnosticada com o vírus fiquei com os olhos vermelhos,muita dor no corpo não conseguia me mexer,com 3 dias fiquei toda pintada me pipocando já se passaram 18 dias ainda sinto muita dor nos pés nos joelhos e nos dedos das mao6, não sei oq fazer sou vendedora trabalho 8hrs em pé choro de dor não consigo me abaixar que toda minhas costas dói…! Gostaria de saber por quanto tempo vou ficar assim todos os médicos que vou diz que é assim mesmo que preciso de repouso como se eu trab.

    1. A primeira coisa é saber se houve confirmação do diagnóstico, pois a confirmação é feita APENAS com exames de sangue específicos e não apenas através dos sintomas.
      Uma vez com resultado confirmado, o tempo de sintomas vai variar de pessoa para pessoa como já dito no texto.
      NO caso das dores, também podem variar e podem evoluir para outros problemas como desencadear doenças auto-imunes. para saber mais sobre a dor nessa doenla acesse aqui: https://www.drakeillafreitas.com.br/tratamento-da-chikungunya-na-sua-fase-aguda-e-cronica/

  14. Boa tarde Dra. Keilla!
    Fiz exames e tive o diagnóstico de “o mosquito ter me visitado” e vários sintomas que são características da chikungunha. Já tive hepatite há mais de 20 anos . Agora complica muito o meu fígado? Senti muitas dores nas pernas e coceira no corpo principalmente à noite. Estou melhorando e gostaria de saber se posso voltar a consumir bebida alcoólica.

    1. Não posso dar nenhuma orientação neste sentido sem te conhecer pessoalmente assim como sua historia. Sugiro que procure um médico infectologista infectologista para te avaliar pessoalmente e pedir os exames necessários. somente a partir daí pode-se dar alguma orientação mais acertada para o seu caso em específico.

      1. Dra. Boa tarde fui diagnosticada com o virus da chikungunha em março de 2017 ainda tenho alguns sintomas como dores nas articulações inferiores e insônia e raciocínio lento tenho 35 anos só um filho e gostaria de engravidar de novo
        Posso engravidar normalmente ?
        Ou teria de fazer um tratamente antes ?

        1. A principio não há contra indicação para engravidar de pessoa que já tiveram Chikungunya confirmada (ter sintomas sugestivos não é confirmação de doença). Contudo, se você ainda tem sintomas, o ideal é ser avaliada pessoalmente pelo médico para te avaliar como um todo e pedir os exames necessários para que os sintomas não piorem durante a gestação e até mesmo para descartar a presença de outras situações que podem sim atrapalhar a gestação.

  15. Eu to com sintomas faz 3 dias, hoje fiz os exames e deu negativo. Isso é possivel? pois não não me sinto bem, sores, inchaço, dor no olhos, enjoo, e etc… A medica me liberou e mandou eu me hidratar.

  16. Boa noite!
    A 4 dias estou com febre,dor nas juntas dor no fundo dos olhos fui a emergência e foi pedido exame de sangue para dengue que deu não reagente.
    E disseram que é chicungunya.
    Fui liberada e só passaram dipirona e pediram para hidratar bastante.
    Tá certo isso?

  17. Bom dia dra. Existe alguma relação da doença com ruptura muscular? Quando voltei a fazer atividade senti dor no tornozelo q foi embora no segundo dia mas uma das pernas inflamou o tendao de aquiles e apareceu uma dor na fibula forte. Nem.com anti inflamatorio e Paco segura. A duvida eh se foi pelo tempo parado ( vinha de 1 mes d repouso ) ou da doença

    1. Para saber a diferença estre estas duas possibilidades, apenas fazendo os exames pertinentes. sugiro que procure o seu médico para identificar o que está ocorrendo e fazer o tratamento adequado para a sua situação.

  18. Fui diagnosticada com chikungunha há 1mes, após passar a febre, vermelhidão na pele náuseas… Não sei o que é vida normal. Ao acordar tenho dificuldade em ficar em pé de tanta dor nos pés e pernas, que ficam inchados, as mãos então, nem se fala, perdeu a força e vive inchada. Com quanto tempo isso passa?!! Sendo que, não tinha nenhum.

    1. As dores do chikungunya podem durar até 2 anos ou mais caso esteja associado com alguma doença reumatológica.
      de todo jeito isso tem controle e tratamento específico que deve ser feito junto ao médico infectologista especialista no assunto e que poderá chamar o médico reumatologista caso seja necessários.

  19. Bom dia, dra. Em 27/09 apresentei repentinamente, febre e dores. Sintomas se intensificaram e de 28 para 29 apareceram bolhas (plantas pés e mãos), exaustão e ausência de força física. Em 29/09 coleta de sangue para dengue (não reagente). Alguns sintomas arrefeceram (febre/dor nos olhos) e outros se intensificaram. Nova coleta de sangue em 06/10 não reagente para Chicungunya. No entanto, sintomas muito característicos e dor articular persistente. Pode ser chicungunya não localizada no exame?

    1. Não consigo emitir um parecer sem te examinar pessoalmente, você precisa se consultar com um médico infectologista de sua confiança para te avaliar pessoalmente e pedir os exames necessários.

  20. a chicungunha começou em abril deste ano, minhas pernas foram as mais afetadas, ate setembro estava sob uso de corticoides para dor . agora estou com 3 nodulos dolorosos na perna direita com edema calor e coceira, afastada a possibilidade de ser trombose fui indicada a voltar ao reumatologista para tratamento

    1. Boa tarde. Não é o Reumatologista que acompanha os pacientes com diagnóstico de Chikungunya. São os médicos infectologistas que devem fazer este acompanhamento.
      Dependendo da evolução, outras especialidade poderão ser necessárias, como especialista em dor (que podem ser anestesiologistas, neurologistas, fisiatras, etc) ou no caso da necessidade de uma imunossupressão maior para controle de sintomas, é que um médico Reumatologista pode ser uma opção. Mas o primeiro medico que deve ser buscado para este primeiro acompanhamento, é o Infectologista.

Deixe uma resposta


*Os comentários são limitados a 500 letras. Obrigada.

Top