Você está aqui
Home > Febre > Causas de Febre: Quando nos Preocupar?

Causas de Febre: Quando nos Preocupar?

Infectologista - Causas de Febre: Quando nos Preocupar?
Compartilhe

Existe uma Infinidade de Causas de Febre

As causas de febre podem ser doenças infecciosas ou não.

Às vezes significa gravidade e indica que a pessoa deve procurar um pronto socorro imediatamente. Outras vezes, a melhor atitude a ser tomada é ficar em casa, descansando, tomando analgésicos e bebendo líquidos.

Febre é um sinal, não um sintoma. Ou seja, é importante medi-la objetivamente com o termômetro e não apenas “achar” que se está com febre. Ela pode vir associada a muitos sintomas, como sudorese ou calafrios.

Não existe “febre interna”. Apenas a medida da temperatura pode mostrar se alguém está ou não com febre. Este sinal caracteriza-se pelo aumento da temperatura corporal acima de certo nível, que varia conforme o local em que se mede.

– Febre segundo a forma de se medir a temperatura:

  • Oral (colocar o termômetro dento da boca): acima de 37.8ºC;
  • Axilar: acima de 37.2ºC;
  • Ouvido: acima de 38ºC;
  • Testa: acima de 38ºC;
  • Retal: acima de 38ºC.

Como Medir a Temperatura Adequadamente?

– Para se medir a Temperatura pela Boca:

  • Se o paciente ingerir qualquer coisa quente ou fria, deve-se aguardar 30 minutos antes de medir;
  • O termômetro deve estar bem limpo, seco e em temperatura ambiente (alguns modelos permitem limpeza com água e sabão);
  • Colocar a ponta do termômetro na parte de baixo da língua, na direção da parte de trás;
  • O paciente deve segurar o termômetro com os lábios, não com o dente;
  • Manter os lábios fechados em torno do termômetro.

Medir a temperatura pela via oral é um pouco mais complicado que a axilar, mas é uma opção mais fidedigna (correta), pois existem uma série de fatores que podem atrapalhar a especificidade da temperatura axilar, fazendo com que ela não mostre exatamente a real temperatura  do corpo, tais como:

  • A temperatura ambiente pode aumentar ou diminuir a temperatura da pele por fora, em relação à de dentro do corpo;
  • Pessoas mais obesas ou mais magrinhas podem sofrer alterações no resultado da medição.

– Para se Medir a Temperatura pela Axila:

  • O termômetro deve estar limpo, seco e na temperatura ambiente, ou “zerado” dependendo do modelo do termômetro;
  • Secar bem a axila antes de colocar o termômetro;
  • Colocar a ponta do termômetro bem no meio da axila, comprimir o mesmo braço contra o corpo para prendê-lo;
  • Aguardar pelo menos 3 minutos se o termômetro for de vidro;
  • Aguardar até o sinal de “concluído” dependendo do modelo do termômetro.

Quando se Deve Procurar um Médico por Causa de Febre?

  • Gestantes com Febre;
  • Febre iniciada logo após viagem recente à lugares com doenças endêmicas, como áreas com histórico de Malária;
  • Inicio de febre logo após alta hospitalar, procedimento cirúrgico, ou outro procedimento médico invasivo;
  • Febre durante tratamento com quimioterapia ou outro tratamento imunossupressor. Nesses casos, procurar atendimento médico em caso de Temperatura oral maior ou igual a 38ºC por mais de uma hora ou imediatamente após:
  1. Alcançar 38,3ºC;
  2. Febre que dura vários dias ou retorna depois de algum tempo;
  3. Febre após picada de inseto;
  4. Febre em pessoas com problemas de saúde graves como diabetes, doença cardíaca, câncer, lúpus eritematoso sistêmico ou anemia falciforme.
  • Causas de Febre associadas a algum dos sintomas abaixo:
  1. Rash (manchas vermelhas na pele);
  2. Falta de ar;
  3. Dor de cabeça severa ou dor na nuca;
  4. Crise convulsiva;
  5. Confusão mental;
  6. Vômitos severos ou diarreia;
  7. Dor intensa em barriga, costas ou lados;
  8. Qualquer outro sintoma que não seja comum ou te incomode.
Causas de Febre: Quando nos preocupar?
Exemplos de Rash – Causas de Febre

O que Precisa ser Testado para se Descobrir as Causas de Febre?

Após avaliação Médica, ele Avaliará a Necessidade de Exames Como:

  • Exame de Sangue;
  • Exame de Urina;
  • RX ou Tomografia de Tórax.

O que Fazer para se Sentir Melhor?

  • Repousar;
  • Tomar bastante líquidos (isso é muito importante pois com a febre perdemos muito líquido, e se não repusermos adequadamente, aumenta o risco de complicações graves como o desgaste dos rins);
  • Tomar analgésicos como paracetamol ou dipirona;
  • Banhos frescos (refrescar a pele ajuda o corpo a abaixar a temperatura);
  • Comer coisas leves (para não forçar o organismo).

Medicações que não são indicadas em quadros de febre sem orientação médica:

  • É importante evitar medicações como aspirina (Acido Acetil Salicílico – AAS);
  • Anti-inflamatórios (AINE) como ibuprofeno;
  • Corticoides como Prednisona.

É muito importante saber exatamente qual medicação você está usando. Acostume-se a ler o nome da substância na caixa.

Vários medicamentos de nome comercial ou fantasia e até mesmo formulações de vários remédios possuem em sua formulação alguns dos componentes mencionados acima.

É fundamental que o paciente se acostume a conhecer a medicação pelo nome da substancia e não pelo nome comercial, para evitar remédios não indicados ou a dosagem excessiva ao tomar mais de um tipo de remédio que na verdade possuem as mesmas substâncias.

Nem toda Febre é por Infecção

Causas de febre de origem não infecciosa:

  • Vários tipos de câncer;
  • Doenças autoimunes;
  • Estado inflamatório. 

Nem toda Infecção Grave Causa Febre

  • Pessoas com a imunidade baixa podem ter infecções graves mesmo sem apresentar febre;
  • Idosos podem ter outros sintomas que indicam infecção mesmo sem febre, como confusão mental, agitação, sonolência ou até mesmo hipotermia (temperatura baixa);
  • Pessoas em tratamento com medicações imunossupressoras ou pessoas com HIV em fase AIDS podem ter infecções graves sem febre.

Consulte sempre um Médico.

Fontes:

Uptodate
FDA Statistics PDF


Compartilhe
Dra. Keilla Freitas
CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.


https://www.drakeillafreitas.com.br/quem-somos/

118 thoughts on “Causas de Febre: Quando nos Preocupar?

  1. Dra me ajuda por favor! Minha filha de 1 ano e 12 dias, apresenta febre alta de 39,6°c/39.8°c a mais de 16 dias. Ja levei ela umas 10 vzs para o hospital , é medicada e liberada. Procurei um pediatra que receitou hemograma, oricultura,usg (pois a criança tem uma ernia umbilical) e os resultados foram todos normais. Pra cessar a febre faz uso de ibuprofeno e parecetamol. Estou desesperada pois os medicos nao conseguem descobrir a causa dessa febre que é diaria. Me ajude por favor!

  2. Minha filha de 9 anos teve febre a noite de 38 graus não apresenta sintomas e a febre passou pode ser algum problema

  3. Qual é o protocolo, após a criança de 2 anos apresentar febre, maior que 38,5 por mais de sete dias, com hemograma e urina normais, somente uma alteração na pcr?
    Quais tipos de exames podem ser pedidos? Há necessidade de internação?

  4. Olá, então, eu tenho 14 anos e começou me dar febre ontem, após o banho, eu comecei a tremer sem parar, e foi parar só depois de um tempo. Não sinto dores na garganta, minha garganta está normal, sinto meio que uma tontura ao levantar, e se balançar a cabeça, dói no lado direito. O que eu faço?

  5. Meu filho tem 3 anos ele tem umas febres que aparecem do nada sem ta doente e depois dessas febres aparecem manchas roxas pode significar algo?

    1. Se essas manchas não forem decorrentes de traumas (pancadas) de atividades do dia a dia de uma criança, ou se forem maiores do que poderia ser, deve sim ser investigados, principalmente pelo fato de ser acompanhadas por febre alta. Eu não consigo emitir um parecer sem examiná-lo pessoalmente e solicitar os exames necessários. Sendo assim, sugiro que procure um pediatra de sua confiança para que possa ser avaliado e fazer os exames pertinentes ao caso.

  6. Ao acordar a tempwratura do meu corpo apresenta normal, depois que eu me levanto logo logo ela eleva e fica o dia todo até a hora de dormir em 37,2, o que pode ser?

    1. Não consigo emitir um parecer sem te examinar. Você precisa se consultar com um médico infectologista de sua confiança para te avaliar pessoalmente e pedir os exames necessários.
      Mas essa temperatura não se caracteriza necessariamente como febre, como explicado no próprio texto.

Deixe uma resposta

Top