Você está aqui
Home > Coronavírus > O que Significa Carga Viral Na Covid 19?

O que Significa Carga Viral Na Covid 19?

Carga Viral
Compartilhe

Muitas pessoas estão acostumadas a ouvir o termo carga viral. Já outras, a associam com doenças específicas como o HIV. O fato é que a carga viral está ligada a qualquer doença de manifestação viral que atinge o organismo, logo, pode-se dizer que a carga viral também pode ser encontrada em pacientes com covid-19.

Continue a leitura deste artigo e saiba mais sobre o significado de carga viral e suas aplicações no novo coronavírus.

O Que É Carga Viral

A carga viral refere-se à quantidade de vírus que um indivíduo tem circulando no seu organismo. Em termos médicos, pode-se dizer que a carga viral refere-se à quantidade de vírus medida em um volume padrão de fluido, sendo ele o sangue ou o plasma.

Apesar de ser utilizado com frequência por pacientes que possuem HIV, o termo também pode ser visto em outras condições derivadas de infecção viral como a covid-19, doença que está em alta desde o final de 2019.

Carga Viral e a Transmissão da Covid-19

Quando uma pessoa é exposta ao vírus e infectada, ele invade as células e começa a se replicar. Essa ação continua acontecendo durante vários dias, fazendo com que a quantidade de vírus no organismo se torne maior com o passar do tempo.

Quando falamos que a carga viral de um paciente de covid-19 está alta, queremos dizer que a concentração de vírus no organismo é alta. Isso faz com que a pessoa seja mais transmissível (mais fácil de transmitir a infecção a outras pessoas) mas não necessariamente significa maior gravidade da doença.

Como a Covid-19 se Instala no Organismo

Se um indivíduo tem o vírus Sars-CoV-2, causador no novo coronavírus, é provável que ele se aloje na parte superior do trato respiratório, facilitando a disseminação pela respiração ou pelas ações responsáveis por expelir gotículas de saliva como a tosse, o espirro e a fala.

Quando essas gotículas caem no chão ou em outras superfícies, as tornam contaminadas. Por isso é importante cobrir bem o rosto ao espirrar ou tossir e manter um distanciamento social de pelo menos 1,5m de cada pessoa.

Sintomas de Covid-19

Com o passar do tempo e com o surgimento das novas variantes, os sintomas do novo coronavírus podem sofrer pequenas alterações. Os principais sinais citados são:

Testagem para Covid-19

É possível realizar alguns testes para confirmar a presença do novo coronavírus dentro do organismo humano. Chamados de teste de PCR, teste de anticorpos e teste de antígenos, eles possuem uma média de 70% de acerto nos resultados.

A diferença entre eles é o método de testagem. No PCR, materiais genéticos como amostras de escarro ou saliva são colhidos para uma busca de materiais genéticos compatíveis com o do vírus. Já nos testes de anticorpos, não é possível detectar o vírus em si e sim algum anticorpo específico criado por nosso sistema imune a partir do contato com o vírus.

Testes de antígenos são testes que detectam proteínas pertencentes ao vírus, geralmente em na capa proteica protetora que o envolve. Apesar destes testes serem a maneira mais rápida e fácil de encontrar uma substância estranha no organismo humano, ainda não existe um teste desse tipo confiável para o COVID-19.

Para saber mais sobre o novo coronavírus, clique aqui.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:

Compartilhe
Dra. Keilla Freitas
CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.


https://www.drakeillafreitas.com.br/quem-somos/

Deixe uma resposta

Top