Você está aqui
Home > Vídeos > HIV > AIDS é diferente de HIV

AIDS é diferente de HIV

AIDS é diferente de HIV

AIDS é diferente de HIV

Uma pessoa pode ser portadora do vírus HIV e não ter a doença da AIDS.
AIDS é uma sigla que vem do inglês e significa ¨Síndrome de Imunodeficiência adquirida”.
A baixa da imunidade pode ocorrer por várias causas, e muitas delas são primarias, ou seja, não são doenças infecciosas.

O que é AIDS?

A AIDS é um conjunto de sintomas que ocorrem devido a uma queda importante da imunidade causada pelo Vírus HIV.

Como ela ocorre?

Temos contato com vários microorganismos todo o tempo.

A maioria desses microorganismos não conseguem nos causar doenças pois nosso sistema imune nos protege.

O vírus da Imunodeficiência Humana, o HIV, ataca as células de defesa do organismo, mais precisamente as células linfócitos CD4.

Com a imunidade baixa microorganismos que normalmente não nos causaria nenhum mal, podem causar infecções graves. São as chamadas infecções oportunistas.

O tempo em que uma pessoa leva para chegar a fase AIDS da infecção pelo HIV varia de pessoa para pessoa;

Os sintomas da AIDS são muito variáveis

A pessoa pode inclusive não apresentar nenhum sintoma mesmo tendo AIDS. Até que pega uma infecção oportunista e apresenta sintomas relacionados ao local da infecção.

A Infecção oportunista pode muitas vezes levar à morte.

O tempo entre a infecção pelo HIV e o desenvolvimento da AIDS pode variar de 1 ano a mais de 10 anos.

A única forma de impedir da evolução da infecção pelo HIV para a AIDS é fazendo o diagnóstico precoce e iniciando o tratamento para o HIV o quanto antes.

 

  • Saiba mais sobre o HIV

 

 

CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.

57 thoughts on “AIDS é diferente de HIV

  1. Dra Keilla, boa noite
    Desculpe incomodá-la, mas estou preocupado com alguns sintomas que venho sentindo. Há 4 meses tive uma relação de risco, dois dias depois comecei a sentir uma queimação (formigamento) nos pés que perduram até hoje…Além disso, sinto febre baixa, fadiga, manchas vermelhas e escuras no corpo, cabelo caindo e caspas (nunca tive antes). Isso já dura 4 meses….Seria a fase aguda do HIV? Demora tanto tempo!Esses sintomas nunca cessaram….as vezes diminui uns mas outros persistem….Obrigado.

    1. Boa noite, você precisa realizar uma consulta com um médico infectologista pessoalmente para que ele te avalie e solicite todos os exames necessários para chegar a um diagnóstico.
      Att,
      Dra Keilla Freitas

      1. Boa noite…Providenciarei a consulta, criei coragem pra enfrentar e arcar com a consequência do ato irresponsável que tive…Até porq estou na iminência de ser nomeado num concurso, tenho medo de ser reprovado no exame de saúde. Do jeito que estou é praticamente certo que o médico me considerar inapto…Obrigado

  2. Dra. Um teste da 4 geração feito num laboratorio particular CMIA negativo apos 1 ano e 3 meses e dois testes rápidos com 1 ano e 8 meses da relacao tbm negativo. Posso ficar segura e encerrar o caso ja que nao tive mais relacao de risco nesse intervalo? O que é soroconversão tardia? É possível falar em soroconversão depois de quase 1 ano e 6 meses de uma relação sexual de risco ou o contágio está definitivamente descartado?

  3. Dra. Keilla, boa noite
    Fiz 2 testes rápido no CTA – 150 dias após exposição de risco. Deu NAO reagente para Hepatites e HIV 1/2. Método Imunocromatografia e Bio-Manguinhos. Não existe soroconversão com mais de 120 dias certo? Fiquei mais tranquilo.Só que continuo sentindo os mesmos sintomas. Procurei um infectologista e ele solicitou alguns exames. Esperar os resultados. Grato pela atenção dispensada.

  4. Dra. é possível uma soroconversão tardia depois de um ano, quando realizado um exame de 3 e 4 geração? Ou a soroconversão mesmo que tardia ocorre em menos que 1 ano? O exame com um ano já é suficiente para excluir definitivamente o hiv após uma relação de risco?

  5. Dra. é possível soroconversão tardia após 1 ano relação de risco quando se faz exames da 3 ou 4 geração? Ou seja, é necessário repetir os após 1 ano da relação de risco?

  6. Boa noite, tive uma relacao de risco, recebi sexo oral sem preservativo, depois tivemos uma pequena penetração homem mulher com preservativo, mas sem ejaculação, paramos no meio, ja fiz uns exames de hiv com 24 , 31, 40, 50 60 80 80, 4 geracao, todos negativos, tenho que repetir mais?

  7. boa tarde! gostaria que tirasse uma duvida, exame com intervalo de 1 ano após exposição e confiável? tenho vários sintomas, e tenho relação com uma pessoa fixa durante esse tempo, ela e confiável.
    Outra duvida, se voce tiver relação com uma pessoa com o virus por varias vezes isso pode mudar o resultado mesmo depois de 1 ano?
    poderia responder em meu email? Grato!

    1. Se o testes for confiável, com este tempo após a última exposição, todos os tipos de teste já teriam positivado.
      Cada relação desprotegida com alguém com vírus detectável no sangue é um risco de se infectar.
      O tempo máximo para a janela muda de acordo com o tipo de exame usado e deve ser considerado a partir da ultima exposição de risco.

  8. Boa noite Dr. Kailla , há possibilidade de um profissional de saúde ser contaminado por uma punção venosa de um paciente que é HIV positivo sem tratamento? Acidente por perdir o cortante com exposição de resíduo de sangue na ponta do jelco ? Em quanto tempo a pessoa passará a ser Hiv positivo.

  9. Dra. Keilla, meu esposo está com diagnóstico de Aids. Descobrimos recentemente. Fiz o primeiro teste no CTA e deu não reagente. Após o período de janela imunológica de 30 dias, fiz o teste novamente e deu não reagente. Fiquei muito nervosa neste período e agora surgiram carocinhos doloridos no meu pescoço. Em quanto tempo devo realizar o teste novamente?

  10. Eu fui cortar o cabelo e em um certo momento percebi que o dedo do cabelereiro estava sangrando e como usava um borrifador, o dedo tava cheio de agua e ele balançou a maos para tirar o exesso de agua.
    Minha pergunta é: corro o risco de ter respingado alguma gota de sangue no meu olho sem eu perceber e ter o risco de contaminaçao com doencas tipo hiv?
    Lembrando que ele estava atras de mim quando balancou a mao, e logo ele enrolou um band aid no dedo.

  11. Olá, Primeiramente queria parabenizar pelo seu trabalho, visto ao conteúdo do site e a atenção a todas as pessoas.
    Minha duvida é o seguinte. Fiz um Exame que diz : teste de 4° geração que detecta antigeno P24, fabricante Roche. Resultado foi 0,150 Obs fiz com 86 dias.
    Porem ao analisar o exame esta informando que meu sangue foi colhido as 09:00 AM que foi de fato e liberado por uma pessoa as 21:00 do mesmo dia isso foi na sexta o laboratório foi a DASA é possível resultado no mesmo dia ?

  12. Dra. transmite HIV logo após a relação tirar o preservativo com a mão e com a mesma mão pegar no pênis, tendo em vista que a mesma contém secreção vaginal ?

  13. Boa tarde doutora tive uma esposicao de risco há 113 dias…fiz exames teste rápido 30 e 77 dias e laboratório 4 geração com 18 45 60 90 e 105 todos negativos…porém tive todos os sintomas dor no corpo cabeça garganta feridas na boca coceiras em varias parte do corpo…dor de garganta ate diarréia duas a tres vezes semana pele ho saiu vários sinais pequenos pretos e tbm marrons puchado pra cinza essas com volume acentuado,detalhe foi uma pulada de cerca é minha esposa tbm ta com a pele assim

    1. Bom dia. Teste de 4ª geração com resultado negativo, realizado em local de confiança, com mais de 90 dias após última exposição de risco, pode encerrar o caso. Em relação aos sintomas apresentados, sugiro que procure um médico infectologista de sua confiança, para que possa te avaliar pessoalmente e solicitar os exames cabíveis para seu caso, em busca de outro possível diagnóstico.

  14. Doutora simplifiquei minha história,minha esposa sabe de tudo ela me perdoou e estamos juntos porém eu não me perdoo…o médico clínico geral q me acompanha esses três meses disse q não tenho nada,mas eu sei q alguma coisa tenho minha esposa disse q não vai fazer nenhum exame pois tem certeza q não tem nada mas eu conheço o meu corpo e o dela sei q ta diferente oq me intriga é q depois de tudo de praticamente levar a crer q contrai o vírus os exames deram negativo os dois últimos q fiz com

  15. 90 e 105 dias foram de 4 geração hiv1 hiv2 p24…estou desesperado não posso me abrir com ninguém não aguento mais essa pressão ja me passou na cabeça de tirar minha vida não sei mais o q faço….

  16. Olá tive relação de risco em 14/11/17.
    Estava também numa fase de muito stress no trabalho, em 17/11 tive perda de peso, dores na nuca com febre no final do dia, aumento da temperatura corporal e sudorese. Fiquei preocupado até que 3/02/18 ou seja 81 dias depois é outro em 01/03/18 com 107 dias de 4 geração em laboratório particular de referência. Deram resultado não reagente. Negativo. Posso encerrar ?

  17. Doutora, um homem ter duas relações de risco com duas mulheres pode atrasar a detecção de anticorpos em um eventual contagio? Fiz um Elisa quarta geração com 175 dias e 101 dias das duas relações, respectivamente. Tive vários sintomas esquisitos e persiste uma espuma na minha urina.

    1. Bom dia. Com relação ao HIV, teste de 4 º geração negativo feito em local de confiança a partir dos 90 dias após a última exposição de risco, já exclui o caso.
      Com relação aos sintomas apresentados, sugiro que procure um médico Infectologista de sua confiança para te avaliar pessoalmente e solicitar todos os exames cabíveis para o seu caso.

  18. Havia feito um exame de quarta geração com 70 da primeira relação e também negativo. Infelizmente senti que o preservativo pode ter escapado.

  19. Doutora, a detecção de anticorpos do hiv através de um exame de quarta geração depende do tipo de exposição que a pessoa teve? Por exemplo, receber muito vírus, pouco vírus na infecção aguda? Ou isso não existe?

  20. Boa noite! Eu tive uma relação com um rapaz que conheço e houve uma penetração e ele retirou logo ( sem ejaculação) uns 10 segundos. Eu fiz exames de 4 geração e ele tb após 7 meses meses após o esse contrato, é que foi o único por sinal. Ao conversar com o médico perguntei se eu poderia doar sangue e o mesmo disse: vá doar e ele tb. E fomos com quase 8 meses após o contato rápido que houve. Deu tudo certo. Posso encerrar o caso?

  21. Bom dia

    Dr.
    138 dias teste de quarta geração negativo, sendo que fiz tratamento com profilaxia encerra o caso? Fiz teste com 44, 61,93,138 dias todos quarta geração.
    Ainda tem algum risco?

  22. Sofri exposição ao risco. 5 dias depois comecei com uma faringite que durou 15 dias e ainda sinto minha garganta sensivel, está vermelha, irritada. Nao tive febre, só um pouco de dor no corpo. Isso pode ser sintoma da fase aguda?

    1. Dificilmente sintomas de fase aguda começam tão cedo. de todo jeito, uma vez que houve exposição ao risco, o médico deve ser consultado e exames específicos devem ser realizados. assim como a avaliação de seus sintomas, caso eles ainda persistam.

    1. soroconversão tardia é quando uma pessoa demora mais que o habitual para positivar o teste. ESTES CASOS NÃO EXCEDEM MAIS QUE O TEMPO MÁXIMO DE JANELA JÁ ESTIPULADA PARA CADA TIPO DE TESTE.

  23. Doutora Keillá, primeiramente receba meus cumprimentos.
    Eu tive em torno 5 relações de risco com a mesma pessoa. Desconfiei dela e fomos juntos ao cta e fizemos o teste rapido que deu negativo. Tivemos relações espaçadas durante 40 dias. O teste no cta foi realizado após 16 dias da última relação . Como devo prosseguir com relação aos demais exames ?

    1. Com relação ao HIV, se a pessoa com quem você se expôs não teve exposição de risco nos últimos 30 dias da ultima exposição de vocês, pode encerrar o caso. Agora se você não pode afirmar isso, considere teste de 4 º geração negativo feito em local de confiança a partir dos 90 dias após a última exposição de risco, para excluir o caso completamente.

  24. Dra boa tarde

    O método eclia eletroquimiolunescencia feito no Lavoisier depois de 130 dias de uma exposição de risco mais um por quantitativo dando não detectável posso encerrar o caso? Esse exame busca pelo antigeno p24 e anticorpos da gp 41 e 36 mais transcripiase reveza, obrigada é parabéns pelo seu trabalho!

    1. Com relação ao HIV, Teste diagnósticos específicos realizados em locais de confiança (ou seja, aqueles locais nos quais você confia no resultado do teste) após o período máximo da janela imunológica (tempo entre contato com o vírus e o aparecimento de resultado positivo ou reagente pelo exame) descartam o diagnóstico de HIV. No caso do teste de 4 º geração, um resultado negativo a partir dos 90 dias após a última exposição de risco, já exclui o caso. No caso de teste de 3 geração, o tempo máximo é de 180 dias.

      O teste de 4ª geração são aqueles que IDENTIFICAM anticorpos da pessoa contra o vírus que estão presentes no sangue e proteínas virais como o p24.

      Se persistir alguma dúvida, consulta um médico infectologista de sua confiança. Ele é o especialista mais indicado para te avaliar e interpretar os seus exames.

  25. Doutora sou casada e meu marido é soro pisitivo e a gente tem relaçoes sexuais sem camisinha mas ele faz o tratamento certinho mas nao ejacula dentro de mim eu posso pegar mesmo asim????

  26. Olá, Dra! É possível ter os sintomas da fase aguda mesmo fazendo uso da Pep? Sr sim, tambem é possível o teste rápido dar negativo mesmo 15 dias após o início da fase aguda?

    1. Boa noite. Os sintomas de infecção recente do HIV aparece cerca de 2 a 4 semanas após a infecção. Antes do início da PEP deve ser realizado um teste para verificar se houve contato com o vírus anteriormente. Lembrando que o seu uso só há benefício se iniciado até 72h após a exposição de risco.
      Caso os sintomas sejam realmente do HIV, o teste positivaria.
      Você precisa se consultar com um médico infectologista de sua confiança para te avaliar pessoalmente e pedir os exames necessários.

Deixe uma resposta


*Os comentários são limitados a 500 letras. Obrigada.

Top