Você está aqui
Home > HIV/AIDS > Cura funcional do HIV

Cura funcional do HIV

cura funcional do hiv
Compartilhe
  • 12
    Shares

 


Compartilhe
  • 12
    Shares
CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.

8 thoughts on “Cura funcional do HIV

  1. Boa tarde, Keilla.
    Tenho algumas dúvidas e, peço por favor que as esclareça.
    São elas:
    1) um paciente que, desde o seu diagnóstico, ocorrido há 10 anos atrás, apresenta carga viral indetectável, deve usar TARV?
    2) A infecto que o acompanha prescreveu a TARV em junho do ano passado e, desde então, ele faz uso regular. O uso da terapia é capaz de prolongar os 10 anos médios que hoje encontramos na literatura como sendo o tempo sem a detecção de cv?

    1. Bom dia. Tem que ver se a carga viral vai manter indetectável, se o local onde está realizando os exames é de confiança, ou seja, qual a qualidade do exame, como está sua imunidade e os outros marcadores inflamatórios que o vírus causa no organismo. A pessoa mais indicada no momento para dizer qual tratamento seguir, é o infectologista que está acompanhando o caso.

  2. Fiz o teste hj e foi diagnosticado com HIV positivo. Minha cabeça esta girando, sinto um mundo desabando na minha cabeça. Medo de tudo, medo da vida inclusive. Medo do que me espera, se os remédios irão me ajudar, se o meu sistema imunológico ficara bom para me ajudar a enfrentar. Li vários texto pela internet que os remédios deixam as pessoas muito mal, derrubam muito. Nao sei o que fazer para me ajuda!

  3. Boa noite Dra
    Fiz um teste rápido e deu não reagente
    Aí fiz oral deu não reagente
    Mas ando sentindo sintomas de fraqueza , aquela candida na língua brava e febre anoite . Oque me aconselha fazer ? Fazer um Elisa ou ir num médico infectologista ?

Deixe uma resposta


*Os comentários são limitados a 500 letras. Obrigada.

Top