Você está aqui
Home > Vídeos > Infecções urinarias > Quando chamar um Infectologista para avaliar uma bactéria na urina

Quando chamar um Infectologista para avaliar uma bactéria na urina

Quando chamar um Infectologista para avaliar uma bactéria na urina

Quando chamar um Infectologista para avaliar uma bactéria na urina.

Muitos médicos tratam  uma infecção urinaria. O mais difícil, porém, é saber quando não devemos tratar.

A presença de uma bactéria na urina costuma gerar uma grande ansiedade em médicos e pacientes por um tratamento, com medo de que vire uma ” infecção generalizada” por exemplo.

A grande questão é que nem toda a bactéria na urina significa infecção.

Se não há sinais laboratoriais ou sintomas de infecção, a bactéria na urina significa apenas uma bacteriuria assintomática.

Bactérias que não geram infecção não devem ser tratadas.

Essas bactérias, na verdade, funcionam como uma proteção para a pessoa, pois são cepas menos patogênicas.

O que acontece quando tratamos uma bacteriúria assintomática:

  • Matamos uma cepa com menos poder de causar infecção
  • Deixando o “espaço livre” para que cepas de bactérias com maior capacidade de causar infecção possam se proliferar.
  • Expomos as bactérias aos antibióticos, induzindo a formação de mecanismos de resistência
  • Matamos as que não os têm este mecanismo de resistência
  • Apenas as bactérias mais patogênicas e que são resistentes aos antibióticos usados se proliferam
  • Quando o paciente finalmente apresenta uma infecção de verdade, é por uma superbactéria.

Saiba mais sobre bacteriuria assintomática no matéria: completa sobre ” Quando não tratar a bactéria na urina

 

CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.

12 thoughts on “Quando chamar um Infectologista para avaliar uma bactéria na urina

  1. Boa tarde, a minha sobrinha está usando antibióticos desde novembro para combater a e. Coli. Ela não tem sintomas, mas quando faz EAS e urocultura sempre dá alterado. Enquanto está fazendo uso do antibiótico, no quinto dia de tratamento a urocultura dá negativa, mas três dias depois do término do uso, a urocultura dá positiva. Isso já se repetiu umas três vezes de novembro até hoje. Hoje ela foi ao médico e prescreveram um novo antibiótico, e falaram pra levá-la a um nefrologista. O que fazer?

  2. Boa noite, dra. tive uma infeccao renao em 01/2018 e fui internada. Fiz tratamento com antibiotioticos intravenosos e liberada com orais. Apos 2 meses, a infeccao voltou, e fui tratada novamente com antibioticos. Depois, fiquei 3 meses sem infecção, mas ha uma semana notei algo estranho, fiz exame de urina I e foi detectada a infecção. Estou no aguardo da cultura de urina. Minha duvida é, eu deveria ja ver um medico antes do resultado de cultura? Melhor infectologista ou nefrologista? Obrigada

  3. Boa Tarde, Dra Keilla.
    Gostaria de saber se é pertinente um tratamento continuo de Cefalexina para tratamento de infecção de urina? Minha namorada toma esse medicamento a 5 anos sem interrupção. Obs.: Essa prescrição é de um Urologista…. É melhor ela procurar infectologistas para um melhor diagnostico e tratamento?

    1. Ela deve fazer uma consulta um médico infectologista de sua confiança. Ele é o especialista mais indicado par avaliá-la e interpretar os resultados dos exames e encontrar uma melhor opção de tratamento.

  4. Meu bebê de 7 meses tem infecção de repetição. Várias bactérias diferentes. Ele agora está c pseudomonas. Toma remédio profilático mas mesmo assim as infecções desenvolve. O que devo fazer? Já está acompanhando c nefro mas até agora nada foi resolvido.

  5. Bom dia tive uma infecção chamada cândida em 2016 quando estava grávida tentei combater essa infecção mas até hj ela vai é volta já não sei mas oq fazer

Deixe uma resposta


*Os comentários são limitados a 500 letras. Obrigada.

Top