Você está aqui
Home > Infecção Bacteriana > Infecção Urinária De Repetição

Infecção Urinária De Repetição

Infecção Urinária De Repetição
Compartilhe

Infecção Urinária De Repetição. Dores constantes na região abdominal, ardor ao urinar ou durante as relações sexuais são as principais características de uma infecção urinária. Quando o problema ocorre mais de 2 vezes em um período de 6 meses ou mais de 3 vezes em menos de um ano, a condição é considerada como uma infecção urinária de repetição.

Continue a leitura deste artigo e compreenda melhor os detalhes dessa subcategoria da IU.

Infecção Urinária de Repetição

A infecção urinária de repetição afeta principalmente as mulheres e não costuma estar relacionada a nenhum problema anatômico identificado no trato urinário. Já em pacientes do sexo masculino, apesar de rara, pode sim ter relação direta com problemas estruturais nas vias urinárias.

Existem dois tipos de infecção urinária denominadas cistite e pielonefrite. A primeira consiste em uma infecção que afeta a bexiga, já a segunda ataca ambos os rins, o que desencadeia um quadro de infecção bem mais grave.

Causas de Infecção Urinária de Repetição

  • Uso de cateteres vesicais permanentes;
  • Nefrostomias – Tubo (cateter) que drena a urina desde o rim para o meio externo;
  • Diabetes Mellitus descompensada;
  • Infecções vaginais como vaginoses, gonorreia ou clamídia;
  • Colonização da entrada da vagina e uretra por bactérias patogênicas;
  • Esvaziamento incompleto da bexiga;
  • Retenção urinária nos distúrbios urológicos;
  • Obstrução urinária por cálculos;
  • Incontinência fecal;
  • Alterações anatômicas das vias urinárias;
  • Alteração hormonal;
  • Alteração da flora microbiana habitual;
  • Alterações hormonais.

O que pode Causar Alteração da Flora Bacteriana Habitual

  • Lavar a região genital várias vezes no dia;
  • Uso de espermicidas;
  • Uso de diafragma vaginal;
  • Tratamento de bacteriúrias assintomáticas;
  • Uso frequente de antibióticos independente da indicação;
  • Uso de sonda vesical de demora.

O que Fazer para Prevenir Infecções Urinárias de Repetição

  • Após a evacuação, limpar com o papel higiênico de frente para trás para não empurrar as bactérias que existem no intestino para a Uretra (canal por onde sai a urina);
  • Beba de 2 a 3 litros de água por dia. Urinar com mais frequência ajuda a expelir as bactérias da uretra;
  • Não segure a urina. A urina parada na bexiga facilita a proliferação bacteriana, por isso o ideal é urinar com menos de 4 horas de intervalo;
  • Use roupas leves para não deixar a região genital úmida pelo suor;
  • Lavar os genitais somente com água e sabão apenas na hora do banho. A higienização excessiva retira a flora natural de germes que são protetores;
  • Não faça duchas vaginais. Jatos de água direto na vagina facilitam a migração de bactérias;
  • Evite banhos de banheira. As bactérias do intestino que colonizam a região perianal podem migrar para a uretra através da água;
  • Não use produtos químicos (perfumes, desodorantes, espermicidas, etc). Eles podem causar irritação da mucosa facilitando a aderência das bactérias;
  • Troque o absorvente íntimo com frequência, principalmente se estiver cheio, pois a presença de umidade e sangue aumenta a proliferação de bactérias;
  • Evite o diafragma, pois ele pode comprimir a bexiga dificultando o seu completo esvaziamento. Com a urina parada, aumenta a proliferação bacteriana;
  • Procure urinar após as relações sexuais. Isso ajuda a empurrar para fora as bactérias da própria pele da mulher que costumam entrar na uretra durante o atrito da relação sexual;
  • Evite o sexo anal;
  • Consuma alimentos com cranberry (oxicoco), é uma frutinha vermelha que altera o PH vaginal, dificultando a proliferação das bactérias.
Mais Informações sobre este assunto na Internet::

Artigo Publicado em: 30 de abr de 2017 e Atualizado em: 18 de maio de 2021


Compartilhe
Dra. Keilla Freitas
CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.


https://www.drakeillafreitas.com.br/quem-somos/

4 thoughts on “Infecção Urinária De Repetição

  1. Tenho Por ano umas 4 infecção de urina
    Só que o PS receita antibiótico, sem pedir exame de urina.
    Tomo, o remédio após 3 meses lá vem ela com td.

    1. Sugiro que agende consulta com um infectologista de sua confiança para te avaliar pessoalmente e pedir todos os exames necessários, tanto para confirmar o diagnósticos das infecções, quanto para avaliar a causa das mesmas ocorrem de forma tão frequente.

      1. Dr. , você indica algum ou alguma infecto no Rio de Janeiro ou Niterói que trate infecção urinária de repetição?

        Atr. Larissa Dantas

        1. Boa tarde, Larissa. Como vai? Não temos nenhuma indicação no Rio de Janeiro, mas faço atendimento online também. Caso interesse, os números para agendamento de consulta são: (11) 3522-9515 ou (11) 9 6581-5547 (WhatsApp). Forte abraço.

Deixe uma resposta

Top