Você está aqui
Home > Infecção Bacteriana > Infecções por Contato com Água Contaminada – Como se Proteger

Infecções por Contato com Água Contaminada – Como se Proteger

Infectologista - Infecções por Contato com Água Contaminada – Como se Proteger
Compartilhe

Infecções por Contato com Água Contaminada – Como se Proteger – Nada melhor do que uma boa chuva para amenizar o calor e tempo seco.

Porém com as mudanças climáticas trazendo maiores tempo de estiagem intercalados com maior volume acumulado de chuvas associado ao desenho das grandes cidades e inadequado descarte de lixo causam frequentes alagamentos e inundações

Contudo, mesmo o contato direto com uma enxurrada pode causar sérios problemas à saúde

O Que é Considerado Água Contaminada?

Água contaminada, ou imprópria, é aquela na qual estão presentes elementos que apresentam algum risco à saúde.

Todo acúmulo de água nas ruas é considerada contaminada. Principalmente em locais onde o esgoto não tratado é despejado nos leitos de rios.

O que pode conter em águas de enchentes:

  • Excrementos e urina de animais e seres humanos
  • Lixo orgânico em decomposição
  • Substâncias químicas

Contato com águas de enchentes ou alagamentos pode causar

  • Feridas infectadas na pele
  • Doenças gastrointestinais (hepatites virais, diarreias infecciosas)
  • Tétano
  • Leptospirose

Algumas substâncias que podem ser frequentemente encontradas durante os alagamentos são:

  • Fósforo;
  • Fosfato;
  • Amônia;
  • Nitrato.

Principais bactérias encontradas em alagamentos e que podem causar problemas à saúde são:

  • Salmonella;
  • E. Coli;
  • Shigella;
  • Klebsiella pneumoniae;
  • Pseudomonas.

Quais Infecções Podem Ser Transmitidas Pela Água Contaminada?

O contato com a água imprópria, tanto pela pele quanto pela sua ingestão pode ser um grande perigo para a saúde, uma vez que a pessoa pode desenvolver quadros de:

Leptospirose – Infecções por Contato com Água Contaminada

Conhecida também como doença do rato, a leptospirose é transmitida para o ser humano por meio do xixi de roedores, sendo contraída pela ingestão ou contato direto da água contaminada com o corpo do paciente, onde a bactéria penetra a pele molhada e se instala no organismo.

Seus principais sintomas são fortes dores no corpo e na panturrilha, vômito, indisposição e febre alta. Em alguns casos, a pessoa pode apresentar sangramentos, olhos amarelados e diminuição na quantidade de urina.

Hepatite A

A hepatite A é uma doença viral que provoca a inflamação do fígado. Sua transmissão ocorre pela ingestão da água imprópria. Os principais sintomas dessa condição são a fadiga, perda de apetite, náuseas, vômito e desconforto abdominal.

Febre Tifóide

A febre tifóide é uma doença bacteriana considerada como rara capaz de causar úlceras no aparelho digestivo.

Sua transmissão parte por meio oral-fecal pela ingestão de água ou alimentos contaminados.

Os sintomas mais aparentes nesse quadro são a constipação, dores de cabeça, aumento do volume do braço e febre.

Diarréia infecciosa – Infecções por Contato com Água Contaminada

Ao se expor à água contaminada, o paciente entra em contato com uma grande variedade de microorganismos que podem causar a alteração intestinal.

Diarreias infecciosas podem ser causadas por:

  • Bactérias (como E coli, Salmonella, Shigella, etc)
  • Vírus (como enterovírus, hepatites virais, etc)
  • Parasitas (como ameba, giardia, etc)

Sintomas – Infecções por Contato com Água Contaminada

  • Náuseas (vontade de vomitar)
  • Vômitos
  • Dor abdominal
  • Perda de apetite
  • Febre
  • Mal estar geral
  • Urgência para evacuar
  • Aumento da frequência das evacuações (mesmo sem alteração de consistência)
  • Alteração da consistência das fezes
  • Tenesmo
  • Perda de controle de esfíncter anal (não conseguir segurar antes de chegar ao banheiro)

Complicações de diarreias infecciosas:

  • Desidratação
  • Presença de sangue nas fezes
  • Dor abdominal importante

Como prevenir doenças associadas a águas de enchentes ou alagamentos

Se mesmo sabendo dos riscos, você precisar atravessar uma enchente, o ideal é se proteger com luvas e botas de borracha.

Com esses acessórios, você consegue minimizar o contato com a água e consequentemente diminui o risco de contaminação.

É recomendado que se jogue fora qualquer material, objeto ou alimento que esteve em contato com a água durante os alagamentos a fim de prevenir alguma infecção.

Cuidados após contato com águas de enchentes ou alagamentos – Infecções por Contato com Água Contaminada

  • Lavar bem a área que esteve em contato com água de enchente com sabão e água limpa o mais rápido possível.
  • Cuide bem das feridas e se possível for, procure ajuda médica
  • Lave as roupas com água quente e detergente antes de usá-las novamente.
  • Se possível for, use botas e luvas de borracha e óculos de proteção durante o contato com água de enchente
  • Em caso de ferida cortante, procurar o médico para avaliar necessidade de reforço da vacina antitetânica
  • Se já tiver uma ferida antes de entrar em contato com a água,. cobrir bem a ferida para não molhar.

Quando procurar o médico:

  • Se houver um objeto estranho dentro da ferida (terra, madeira, metal, etc)
  • Feridas com alto risco de infecção (feridas causadas por mordida ou picada de animais ou objetos sujos)
  • Sinais de infecção (aumento de dor, inchaço, vermelhidão, saída de secreção ou aparecimento de febre)
  • Sintomas ou sinais de sepse como confusão mental, falta de ar, batimento cardíaco acelerado
  • Deve-se também informar ao profissional da saúde que estará te atendendo que você esteve em contato com a água de enchentes.

Compartilhe
Dra. Keilla Freitas
CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.


https://www.drakeillafreitas.com.br/quem-somos/

Deixe uma resposta

Top