Você está aqui
Home > HIV/AIDS > Dovato – ANVISA libera tratamento para HIV em 1 só comprimido

Dovato – ANVISA libera tratamento para HIV em 1 só comprimido

Compartilhe

Dovato: A ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) do Brasil celebrou o dia Internacional de luta contra o HIV liberando um novo tratamento para o Virus feito com 1 só comprimido diário.

O medicamento chamado Dovato, já aprovado pela agência do departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, (Food and Drug Administration – FDA), desde 2019, é a coformulação de 2 antirretrovirais já disponíveis no Brasil há muitos anos, mas em comprimidos diferentes.

O Tratamento de primeira escolha no Brasil é a terapia Tripla com 2 comprimidos: um comprimido contendo 50 mg de dolutegravir e outro comprimido contendo 300mg de Tenofovir associado a 300 mg de Lamivudina.

Para se retirar o Tenofovir, acabávamos aumentando um comprimido a mais, uma vez que o comprimido de lamivudina disponível no Brasil é de apenas 150mg por comprimido. Então, o paciente ao invés de tomar 2 cps, sendo um de dolutegravir e o outro com lamivudina e tenofovir, passava a tomar 1 cp de dolutegravir e mais 2 cps de lamivudina uma vez ao dia

O Dovato veio para facilitar a comodidade do uso da terapia dupla.

 

Terapia Dupla com Dovato

Durante muitos anos o tratamento do HIV foi feito com pelo menos 3 medicações para evitar a criação de resistência do vírus aos antirretrovirais.

Com a evolução do tratamento para o HIV isto passou a ser quase que um paradigma. Atualmente as opções de tratamento se referem não apenas aos medicamentos em si como também ao número de medicações que podem ser usados em um esquema e, dependendo do antirretroviral utilizado, podemos ter a mesma eficácia com menor toxicidade.

Atualmente muitos pacientes no Brasil já estão usando a terapia dupla com Dolutegravir e Lamivudina.

  • Dolutegravir – tem o intuito de inibir a replicação do vírus HIV, impedindo que o DNA viral se integre ao material genético das células células T.
  • Lamivudina – É um inibidor da transcriptase reversa, que tem a função de interferir na conversão do RNA viral em DNA, o que, por sua vez, impede também a multiplicação do vírus.

A retirada do Tenofovir do esquema de tratamento confere uma menor toxicidade renal sem com isso colocar em risco a eficácia do tratamento.

No entanto, para aqueles que já utilizam o esquema com 3 drogas passar a utilizar a terapia dupla, é preciso cumprir alguns critérios:

  • Ausência de qualquer falha prévia
  • Adesão regular à TARV
  • Carga viral indetectável nos últimos 12 meses, sendo a última CV realizada há menos de 6 meses.
  • Não ter nenhuma indicação ao uso da dose dupla do dolutegravir
  • Exclusão de coinfecção com Hepatite B ou Tuberculose
  • Idade maior a 12 anos
  • Peso acima de 40 Kg
  • Não estar gestante

O Dovato não cura a infecção pelo HIV, ele reduz a quantidade de HIV no organismo, mantendo-a em níveis muito baixos desde que usando continuamente.

 

Dovato – Medicamento Antirretroviral

Dovato – Medicamento Antirretroviral Aprovado Pelo FDA

O Que São Medicamentos Antirretrovirais? Dovato

A função dos antirretrovirais é impedir a multiplicação do vírus causador da AIDS no organismo, ajudando a evitar o enfraquecimento do sistema imunológico. Vale ressaltar que nenhum tipo de medicamento – por enquanto – é capaz de acabar definitivamente com a circulação desse vírus no corpo humano.

Dovato reduz a quantidade de HIV no organismo, mantendo-a em um nível baixo.

Além disso, promove aumento na contagem das células CD4, tipo de glóbulo branco do sangue que exerce papel importante na manutenção de um sistema imune (de defesa) saudável, ajudando a combater as infecções.

HIV – O que preciso saber?

Apesar de todo avanço nos tratamentos contra o HIV, esta infecção segue sendo um problema mundial.

Ainda que uma pessoa seja portadora do vírus HIV, a reinfecção existe. Ou seja, ela pode se infectar com outros vírus se tiver novas exposições de risco e isso aumenta o risco da criação de resistência do vírus aos antirretrovirais, causando assim a falha do tratamento.

A transmissão do vírus se dá por meio do contato com sangue infectado, secreções antes e após o contato sexual, líquido amniótico, líquor e líquido articular contaminados.

Sendo assim, contatos como beijo, aperto de mão, abraços não são situações de risco para a infecção. (saiba mais sobre risco de transmissão aqui)

 

Importância do Uso de Antirretrovirais no Tratamento do HIV

Manter o tratamento correto e o uso do antirretroviral em dia é importante para reduzir a quantidade de vírus HIV no sangue, uma vez que ter a carga viral suprimida em pessoas que vivem com o HIV previne a progressão da doença e ainda pode ajudá-los a ter uma melhor qualidade de vida visando sua longevidade.

Além disso, pessoas que vivem com esse vírus e tomam medicação com o intuito de manter uma carga viral indetectável, não têm, efetivamente, qualquer risco de transmitir a doença sexualmente aos seus parceiros soronegativos.

 

Fonte:


Compartilhe
Dra. Keilla Freitas
CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.


https://www.drakeillafreitas.com.br/quem-somos/

10 thoughts on “Dovato – ANVISA libera tratamento para HIV em 1 só comprimido

  1. Mesmo o tratamento com 2 drogas – DTG e Lamivudina – não adotado no Brasil, se o médico receitar há impedimento para negativa da dispensação?

  2. Voce sabe porque o Dovato não é indicado pra quem já tem outro tratamento, seria momentâneo ou nunca sera indicado?
    E o Joluca ?

    Eles não serão adotados no Brasil?

    Abraço.

    1. Dependendo do caso pode ser usado para quem já usou outro esquema. O Dovato é uma coformulação de medicamentos já usados no Brasil, Já o Joluca possui uma droga que ainda não está disponível no Brasil

      1. Poderá ser usado depois para quem já está em TARV? O Brasil irá adotar esses regimes de 2 medicamentos?

Deixe uma resposta

Top