Você está aqui
Home > Vídeos > HIV > Quando iniciar os remédios do HIV

Quando iniciar os remédios do HIV

Quando iniciar os remédios do HIV

 

O tratamento do HIV, deve ser iniciado, o mais cedo possível, independente da imunidade estar boa.

Não podemos esperar a imunidade abaixar para iniciar o tratamento do HIV

O Vírus circulando no sangue provoca muitas outras complicações ao organismo, muito além da queda da imunidade.

Complicações causadas diretamente pelo vírus HIV (mesmo com a imunidade normal)

  • Nefropatia associada ao HIV (Lesão renal)
  • Manifesta-se por proteinúria intensa e hipoalbuminemia (proteína na urina que deixar a urina com espuma)
  • Hipertensão arterial
  • Edema (inchaço nas pernas ou em todo o corpo)
  • Depressão  e outras doenças psiquiátricas
  • Alterações neurológicas
  • Alterações neurocognitivas, como perda da memória
  • Lentificação psicomotora (movimentos ficam mais lentos)
  • Déficit de atenção
  • Distúrbios da marcha (alterações na forma de caminhar)
  • Tremores
  • Perda da habilidade motora fina (dificuldade de fazer coisas como escrever, amarrar sapatos)
  • Alterações cardiovasculares
  • Cardiomiopatia (Doença do coração)
  • Alteração do colesterol, inflamação dos vasos sanguíneos
  • Aumento do risco de desenvolvimento de diabetes.

O efeito do vírus HIV circulando no sangue é o de uma Inflamação crônica generalizada, aumentando o risco cardiovascular e causando um processo de envelhecimento do corpo maior que o que ocorreria naturalmente:

  • Osteopenia (enfraquecimento do osso)
  • Com o passar do tempo pode levar a osteoporose, com o aumento do risco de fratura do osso
  • Perda de massa muscular

Quem devemos tratar?

– Todos que possuem o vírus do HIV circulando no sangue (carga viral detectável):

  • Mesmo com baixa viremia (níveis baixos da carga viral no sangue)
  • Mesmo que a imunidade esteja normal

– Controladores de elite nas seguintes situações:

  • Diminuição progressiva dos linfócitos CD4, mesma com carga viral baixa ou indetectável no sangue
  • Desenvolvimento de alguma complicação possivelmente relacionada ao HIV
  • Aumento dos marcadores de arteriosclerose

Quem são os controladores de elite?

São pessoas com sorologia reagente ao HIV, ou seja, que tiveram contato com o vírus HIV, mas mantêm sua carga viral indetectável no sangue por muitos anos, mesmo sem Tratamento Antirretroviral – TARV.

 

Veja o texto completo em: Tratamento do HIV

 

Compartilhe nas redes sociais:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Dra. Keilla Freitas
Dra. Keilla Freitas
Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.
http://www.drakeillafreitas.com.br/

Deixe uma resposta


*Os comentários são limitados a 500 letras. Obrigada.

Top