Você está aqui
Home > DSTs > Profilaxia pós-exposição ao vírus HIV: o que você precisa saber

Profilaxia pós-exposição ao vírus HIV: o que você precisa saber

Profilaxia Pós-Exposição ao HIV

Você sabe o que Profilaxia Pós-Exposição ao HIV (PEP)?

A PEP é um esquema de antirretrovirais usados em pessoas que se expuseram ao risco de contrair HIV.

Este esquema teve algumas modificações importantes no ano de 2015, inclusive com a mudança dos Antirretrovirais usados no esquema.

A PEP está recomendada em todos os casos de exposição com risco significativo de transmissão do HIV.

Existem casos, contudo, em que ela não está indicada.

Como toda medicação, o esquema PEP tem o seu risco de toxicidade.

Os benefícios do esquema devem superar os riscos para estar bem indicada

A avaliação do médico infectologista é fundamental para avaliar se existe indicação e benefício para a PEP.

Veja o que devemos ter em conta antes de prescrever a profilaxia pós exposição ao HIV

O tipo de material biológico envolvido

Materiais que podem transmitir o vírus do HIV:

  • Sangue e outros materiais contendo sangue contaminado;
  • Sêmen e liquido pré-ejaculatório;
  • Fluidos Vaginais;
  • Líquido peritoneal (liquido que fica dentro do abdômen),
  • Líquido Pleural (liquido que fica entre o pulmão e a pleura que é uma capinha de proteção que envolve o pulmão),
  • Liquido pericárdico (líquido que fica entre o coração e o pericárdio que é uma capinha de proteção que envolve o coração),
  • Líquido amniótico (que fica dentro da placenta, protegendo o bebê que está sendo gerado),
  • Líquor (liquido que fica dentro do cérebro e no meio da coluna)
  • Líquido articular (que fica dentro das articulações);

Materiais que NÃO podem transmite o vírus HIV

  • Suor
  • Lágrimas
  • Fezes
  • Urina
  • Vômitos
  • Secreções nasais
  • Saliva (exceto em ambiente odontológico)

O tipo de exposição

Exposição é quando um material potencialmente contaminado entra em contato direto com uma pessoa a través de uma das formas abaixo:

  • Percutânea (perfuração da pele por instrumentos como agulha);
  • Membranas mucosas como: genitais, ânus, olho, nariz, boca;
  • Pele não íntegra (contato direto do material com pele lesionada como feridas, cortes ou alguns tipos de doenças de pele que comprometam a integridade da pele);
  • Mordedura com presença de sangue (quando uma mordida é tão forte a ponto de tirar sangue, tanto a pessoa que mordeu, quanto a que foi a mordida devem ser avaliadas para a PEP);
  • Contatos com material contaminado nos quais a pele está íntegra ou mordeduras que não tiram sangue, não possuem risco de contaminação pelo HIV.

O tempo transcorrido entre a exposição e o atendimento

A medicação deve ser iniciada em até 72 hs após a exposição, mas quanto mais cedo for iniciada, maior sua eficácia.

A condição sorológica para HIV da pessoa fonte  e da pessoa exposta

Antes de se iniciar a medicação, a pessoa exposta deve ser submetida a um teste rápido para o HIV (teste rápidos têm seu resultado em até 30 minutos).

Caso dê positivo (reagente), significa que a infecção pelo HIV ocorreu antes dessa exposição e a profilaxia não está indicada.

Nesse caso, a pessoa deve procurar um médico infectologista que pedirá os exames iniciais para iniciar o tratamento para o Vírus, mesmo que a pessoa não esteja com nenhum sintoma de doença e não deve iniciar a PEP

Caso seja possível realizar um teste rápido na pessoa fonte (pessoa dona do material biológico) e o mesmo der negativo, a PEP não está indicada para a pessoa exposta.

Mas se a pessoa fonte tiver se exposto ao risco de se contrair HIV nos últimos 30 dias, a pessoa que acabou de se expor tem a indicação da PEP pois o teste da pessoa fonte pode ter dado negativo por causa da janela imunológica (a pessoa se infectou há tão pouco tempo, que ainda não apareceu no exame).

Se o teste rápido da pessoa fonte for positivo ou não for possível de ser realizado, a PEP está indicada para a pessoa exposta.

O esquema de profilaxia

A pessoa deve ingerir 3 comprimidos diferentes uma vez ao dia por 28 dias. 1 comprimido contendo o Tenofovir e a Lamivudina, 1 contendo o Atazanavir e 1 contendo o Ritonavir.

Eles devem ser tomados preferencialmente no mesmo horário e não se deve pular nenhum dia.

Tomá-los da forma errada pode diminuir a eficácia do esquema e a pessoa acabar se infectando pelo vírus HIV).

Existem outros esquemas disponíveis caso a pessoa não se dê bem com eles ou tenha alguma contraindicação a algum desses medicamentos.

Resistência do vírus aos remédios usados no esquema

Em caso da pessoa fonte ser sabidamente portadora do HIV, deve-se analisar o esquema antirretroviral que usa.

Situações que podem sugerir que o vírus da pessoa fonte é de um tipo resistente:
  • A pessoa fonte já fez uso de vários esquemas antirretrovirais
  • Evidências de falha virológica (carga viral detectável após seis meses de início ou troca de esquema)
  • Teste de genotipagem da pessoa fonte prévio indicando resistência a uma ou mais droga do esquema

Em caso de suspeita de vírus resistência viral, a pessoa exposta deve receber o mesmo esquema que a pessoa fonte já faz uso ou outro esquema de acordo ao teste de genotipagem da pessoa fonte.

Caso o melhor esquema para aquela situação não esteja disponível o inicio da profilaxia não deve ser atrasada. Neste caso, inicia-se o esquema disponível e pessoa deve fazer nova avaliação o mais rápido possível para troca de esquema

Acompanhamento com o infectologista

A pessoa que está fazendo a PEP deve ser acompanhada por um médico infectologista desde o início, pois pode sofrer alguns efeitos colaterais que devem ser avaliados e orientados pelo médico.

Como deve ser o acompanhamento com o infectologista:

  • Após 7 dias do inicio da PEP

Para verificar possíveis efeitos colaterais e como está a tolerância da pessoa a medicação.

  • Repetir o teste diagnóstico de HIV ao final da PEP, ou seja com 30 dias após a exposição
  • Repetir novo teste após 90 dias da exposição.

linha-do-tempo-pep

Caso um dos testes dê um resultado indeterminado, isso pode significar infecção recente pelo vírus HIV e um novo teste deve ser realizado 30 dias depois.

Caso se trate de uma infecção recente pelo HIV, em 30 dias o teste já terá um resultado positivo para o Vírus.

Sempre que ocorre uma exposição a matérias biológicos, o HIV não é a única doença que pode ser transmitida e outros exames específicos como hepatites B e C, SífilisHTLV devem ser sempre solicitados.

Leia mais sobre:Diagnóstico do HIV,  Tratamento do HIV, Infecções Sexualmente Transmissíveis

Fonte:

 

Compartilhe nas redes sociais:
  •  
  •  
  • 41
  •  
  •  
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
    42
    Shares
Dra. Keilla Freitas
Dra. Keilla Freitas
Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.
http://www.drakeillafreitas.com.br/

430 thoughts on “Profilaxia pós-exposição ao vírus HIV: o que você precisa saber

  1. Doutora, inicialmente, parabéns pela clareza nas informações. E, por último, porque com o uso da PEP o período de janela passa a contar 30 dias APÓS O TERMINO desta, diferentemente do que ocorre em casos na qual esta não fora ministrada? Isso significa que um elisa negativo após a PEP, ou seja, 29/30 dias após a EXPOSIÇÃO não teria valor em razão da prorrogação do prazo pela PEP?

    1. Boa noite e obrigada.
      O tempo máximo da janela não muda com a Profilaxia Pós Exposição. Segue sendo de 90 dias após a exposição.
      Agora, tanto os testes de carga viral, que detectam o material genético do vírus no sangue, quanto os testes de 4 geração, que identificam anticorpos anti-HIV específicos e proteínas do corpo do vírus, podem ter sua sensibilidade prejudicada durante a profilaxia pós exposição pois o esquema diminui a quantidade de virus HIV circulando no sangue, mesmo que haja falha do esquema. já os anticorpos serão produzidos independentes do uso da Profilaxia.

      1. Dra., Boa tarde.
        Parabéns pelo site. No dia 23/12/16 estive em exposição de risco. No dia 26/12/16 fiz o teste rápido e iniciei a PEP com +- 60 horas após a exposição. Hoje, dia 24/01/17 fiz meu 1o TR1 (Abon) no CTA e deu negativo para todas as testagens (HIV, Sífilis, Hepatite). Posso ficar tranquilo? Obviamente, mantendo todos os cuidados até o final da janela de 90 dias e após ela tambem. Obrigado e aguardo sua resposta.

        1. Boa noite.
          Obrigada pela sua pergunta.
          A maioria dos testes já positivam antes mesmo do primeiro mês após a exposição. Mas existem casos em que se demora mais para positivar (até 90 dias após a exposição).
          Concluindo.
          As chances do seu teste de HIV positivar, ainda existe, mas é menor.

      2. Doutora, boa noite…
        Acabei agora de tomar a medicação, tomei durante o prazo certo, 28 dias corridos…
        preciso tomar uma injeção de febre amarela… tem alguma contra indicação? Posso tomar sem sobrecarregar o corpo?
        Já realizei o teste no ponto de atendimento e deu negativo, amostra não reagente para HIV.

    2. Bom dia e obrigada.
      O exame de sorologia deve ser realizado antes do inicio do PEP, para ver se já não tem a infecção sem saber, logo após o seu término e 60 dias após o término. Ou seja, 90 dias após a exposição ao risco.
      A janela imunológica muda dependendo do tipo de teste e não pela PEP.
      Para os testes de 4ª geração, são de no máximo 90 dias após a exposição.
      O PEP não atrapalha a sensibilidade dos testes sorológicos. Eles podem sim atrapalhar os resultados dos testes moleculares tipo o de PCR, pois a carga viral durante o uso do PEP pode ficar indetectável, mesmo em sua falha. Mas não usamos testes moleculares de rotina para este objetivo.
      Att,

    3. Bom dia. O tempo máximo de janela imunológica não muda com o uso do PEP. A diferença, é que pode ter mais casos com um tempo maior para positivar o exame com relação a quem nao faz o PEP (nunca com mais de 90 dias após a exposição para quem usou o PEP ou não).
      A orientação do Ministerio da Saúde é de realizar o teste para HIV em 3 momentos:
      1) logo após a exposição (para ver se a pessoa já tinha o viris sem saber),
      2) Com 30 dias APÓS A EXPOSIÇAO, ou seja, logo APÓS O TÉRMINO DA PEP
      3) Com 90 DIAS APÓS A EXPOSIÇÃO, ou seja, 60 dias após o termino da PEP.

  2. Prezada Dra,

    Em 11/12/16 tive uma exposição sexual, onde não sei a situação sorológica da pessoa. Usei preservativo mas mesmo assim tive medo por causa das preliminares. Procurei profissional médico e comecei usar o PEP com 65 horas pós exposição. Com 2 semanas de uso do PEP realizei um exame no laboratório “A” ( método imunocromatográfico) que deu indeterminado. O mesmo enviou o material para o Hermes Pardini, (método quimioluminescência abbott) e foi NEGATIVO.
    Na terceira semana, repeti o teste no mesmo laboratório “A”, e deu NEGATIVO. Porém, procurei um laboratório “B”, que deu indeterminado e mais uma vez, também enviou o material para o Hermes Pardini e coletou outro material no outro dia, voltando os dois exames NEGATIVOS.
    Com 30 dias, na quarta semana, e assim que acabou o PEP, realizei novo teste imunoenzimático num laboratório “C”, que deu NEGATIVO.
    Agora, dia 27/01/17, com 46 dias de exposição e 15 dias pós PEP, realizei novos testes nos anteriores laboratórios “A” e “B”. No laboratório “A”, de NEGATIVO, no laboratório “B” tornou dar indeterminado. Foi coletada nova amostra, enviado para o Hermes Pardini ( método quimioluminescência abbott ) + Carga Viral ( PCR QUANTITATIVO EM TEMPO REAL ), sendo o primeiro exame NEGATIVO e o segundo NEGATIVO ( Não detectado RNA do HIV 1).
    Porém, como lí na matéria da Sra que, em casos onde há “resultados indeterminados” os exames devem prevalecer até 90 dias. Alguns médicos dizem que podem encerrar o caso tranquilamente, outros com 6 meses. Estou super confuso. Não sei como lidar com isso. Pode me esclarecer por gentileza?!

    1. Boa noite, Cesar.
      O tempo de janela imunológica, que é o tempo máximo para positivar o teste (90 ou 180 dias após o contato), varia de acordo com o tipo do teste realizado. Para os testes de 4ª geração, que são os utilizados atualmente na maioria das vezes, o tempo máximo é de 90. Para os testes mais antigos (3º geração), o tempo máximo é de 180 dias.
      O resultado Indeterminado do teste pode ter 3 motivos:
      – Problemas de especificidade do próprio teste, nesse caso um teste de mesmo tipo feito em outro laboratório será negativo
      – Situações que podem positivar os testes de rastreio, mas não o teste confirmatório (veja algumas dessas situações aqui: http://www.drakeillafreitas.com.br/como-fazer-o-diagnostico-do-hiv/)
      – Infecção recente pelo vírus HIV.

      Repetir o teste após 30 dias do teste indeterminado é para descartar a infecção recente como motivo, pois caso o valor Indeterminado corresponda a uma infecção recente, ao se repetir o mesmo teste em 30 dias, ele já estará positivo ou reagente.
      SE ao repetir o teste Indeterminado após 30 dias e esse vir negativo ou novamente indeterminado, exclui-se a infecção recente.

  3. Boa noite Dra.
    Eu estou fazendo o uso da PEP e fiz um exame hoje 30.01.17 com 17 dias de janela de 4 geração, vi que você disse que pode prejudicar mas não é uma regra….
    Minha pergunta é: 17 dias com exame de 4 geração negativo, posso considera – lo como fechado, considerando que não faço parte do grupo de 0,1% da soroconversão tardia

    1. Já vi casos de pacientes sem doenças auto-imunes ou imunodeficiências que positivou mais tardiamente, perto dos 90 dias após a exposição. Por isso que mesmo já sendo quase 100% dos pacientes portadores identificados com 15 a 20 dias após a exposição, sugiro que se faça um ultimo teste após 90 dias após a exposição. Passado isso, caso encerrado.

  4. Boa noite Dr Keilla Freitas…Tive uma exposição de risco 20 de novembro de 2016, fiz PEP por 35 dias,realizei um teste BIOEASY no CTA após 70 dias de exposição e 40 dias pós PEP, hoje dia 10 de fevereiro realizei um teste de fluido oral biomanguinhos, todos não reagentes,posso ficar tranquilo,disk AIDS e Dr Espero Kallas dizem que 30 dias após PEP e seguro. Os 90 dias q a senhora se refere é casos de sorocoversão tardia de doença autoimunes??

    1. Na grande maioria dos casos os testes de 4ª geração já positivam por volta de 2 semanas após o contato. Este tempo de 90 dias como máximo já é considerando as pessoas fora da curva, que podem demorar mais tempo para positivar neste tipo de testes.

    1. O PEP é uma prevenção para a infecção apenas pelo HIV. Contudo, quando uma pessoa se expõe ao risco de tegar HIV da mesma forma ela se expões a riscos de outras infecções como HTLV< sifilis, hepatite B e hepatite C, gonorreia, clamidia etc; O ideal é realizar estes outros exames juntos com o de HIV logo no inicio e caso negativos, repetí-los por causa da janela imunológica de cada um

  5. Boa noite dra.
    No dia 07/01/2017 tive uma exposição de risco, no dia 08/01/2017 fui até um 24 hrs fiz o teste rapido pra hiv e deu não reagente e o médico me receitou a PEP comecei a utilzarr a PEP com 24hrs.
    No dia 09/02/2017 fui até o C.TA e fiz novamente o teste rapido (33 dias após a exposicao e 3 dias após terminar a PEP) e o teste deu não reagente para sifilis, hiv e hepatite.
    A PEP pode ter interferido no resultado?
    Posso ficar tranquilo ou ainda há um risco muito grande de contrair o hiv?
    É verdade que mesmo com o uso da PEP a maioria das pessoas positivam nos 30 dias e já é pego no teste rapido?
    Por favor me responda estou desesperado.

    1. Boa tarde. A PEP não interfere nos resultados das sorologias que geralmente positivam antes do primeiro mes apos a exposição.
      Contudo, em alguns casos, nos testes de 4ª geração. pode levar até 90 dias após a exposição para positivar;

  6. Boa tarde.
    Tive uma exposicao de risco e utilizei a PEP e tive que ir no CTA fazer o teste rapido pós exposição de 30 dias e Deu não reagente para HIV, SÍFILIS E HEPATITE.
    Mesmo eu tomando a PEP esse teste rapido que fiz com 30 dias já é uma boa notícia? Ou a maioria das pessoas positivam depois dos 30 dias?
    Qual é o nome do teste que os CTA ‘s oferecem, são os testes de 4° geracão?
    Fico no aguardo da resposta excelente postar dra.

    1. A maioria dos testes de 4ª geração (que são os geralmente utilizados na maioria dos CTAs) já ficam reagente entre 15 e 20 dias após a exposição. Mesmo com o uso da PEP. Mas ainda assim, tem pessoas que podem demorar até 90 dias após a exposição.

  7. Dra
    Terminei de utilizar a PEP e fui até o COA fazer o teste de 30 dias após exposição e deu não reagente.
    Qual é a tecnologia do teste utilizado nos COA’s ?
    Qual a janela imunologica, com 30 dias mesmo utilizando a PEP caso ela não funcione já é possível dar positivo no teste rapido do COA?
    Posso ficar tranquilo com esse teste de 30 dias não reagente ?
    Com toda sua experiência dra a maioria das pessoas que se contaminam com HIV e utilizaram PEP e o esqua falhou , já dá positivo no teste rapido do COA com 30 dias?

    1. A grande maioria das pessoas independente de estar em uso da PEP, já tem o teste de 4ª geração reagente antes do final do primeiro mês. Os teste mais usados nos centros do Brasil atualmente são os de 4ª geração.

  8. Dra obrigado pela resposta.
    É verdade que o homem circunsidado é mais difícil contrair o hiv e outras dsts?

    1. Sim, a circuncisão é uma forma de reduzir o risco de um homem pegar HIV no caso do sexo insertivo (não de transmitir).
      Isso ocorre porque diminui a área de exposição ao material possivelmente contaminado.

  9. Dra,
    Fiz o teste rápido – HIV 1/2 BIOEASY – MÉTODO: IMUNOCROMATOGRAFIA, esse método é o de 4° geração?

  10. Dr.Keilla Freitas bom dia!
    Gostaria de saber se o Stugeron 75 MG ,Bestadina ou Predinisolona 20 MG interfere nos teste rápido feitos no CTA. Se interferi, quantos dias após eu tenho q deixar de tomar a medicação para realizar o teste?

    1. Boa noite.
      Estes medicamentos não interferem nos testes diagnóstico para o HIV. Não precisa de interromper estas medicações antes de fazer o teste e segue sendo o mesmo temop de janela imunológica geralmente de 15 a 20 dias apos o contato e em casos mais raros até 90 dias apos o contato

  11. Dr Keilla Freitas boa noite…Tenho labirintite é uma doença autoimune,os medicamentos que eu tomo pra essa doença pode interferir no teste após 90 dias e dar um falso negativo?Tenho que para de tomar a medicação quanto tempo antes do teste???

  12. Dr Keilla Freitas boa noite…Tenho labirintite é uma doença autoimune,os medicamentos que eu tomo pra essa doença pode interferir no teste após 90 dias e dar um falso negativo?Tenho que para de tomar a medicação quanto tempo antes do teste???

  13. Dra Keilla,boa noite,gostaria de encerrar minha dúvida sobre o teste BIOEASY HIV 1/2, esse teste é eficaz após 90 dias ou tem que esperar 180, no disk AIDS eles dizem que é conclusiva,mas eles não são infectologistas, gostaria de saber a sua opinião?

    1. Boa tarde. Este teste é um teste rápido que fica pronto no mesmo dia (geralmente após 30 minutos). É ótimo para realizar em situações de emergência ou locais sem muita estrutura técnica.. Ele é muito sensível e específico. O problemas é que existe uma serie detalhes que podem prejudicar a eficacia do teste e um resultado negativo em qualquer momento não exclui a possibilidade de uma infecção HIV-1 ou HIV-2.
      Sugiro realizar um novo teste de 4º geração que não seja um teste rápido. e dái se for realizado apos 90 dias do ultimo contato de risco e for negativo, pode encerrar o caso.

  14. Dra Keilla,boa noite,gostaria de encerrar minha dúvida sobre o teste BIOEASY HIV 1/2, esse teste é eficaz após 90 dias ou tem que esperar 180, no disk AIDS eles dizem que é conclusiva,mas eles não são infectologistas, gostaria de saber a sua opinião?

  15. Dra. Keilla, boa noite! No dia 29/12/16 tive um contato de risco (recebi sexo oral). Depois fiquei sabendo q está pessoa era soropositiva. Fiz um teste rápido no dia 14/01/17, e mais dois de quarta geração no dia 21/01/17 e repeti no dia 24/02/17 (dois meses após). Ainda há algum risco ?

  16. Olá…… Hoje faz 23 dias que me expus. Estou tomando a PEP mas ainda sim estou preocupada pois passei muito mal, como por exemplo, tive FEBRE e TOSSE SECA, GARGANTA INFLAMADA, além de náusea, mal estar. Mas acredito que FEBRE, TOSSE SECA E GARGANTA INFLAMADA não sejam efeitos colaterais da PEP. Será que é um mal sinal ou pode ser pura coincidência eu estar tendo esses sintomas, pois eu li que na fase aguda do HIV esses sintomas aparecem.

    1. Não é comum se ver sintomas de infecção aguda pelo HIV durante o uso de PEP pois estes sintomas estão relacionados a altos níveis de vírus no sangue e mesmo que a PEP falhe, ela não deixa que os níveis de vírus fiquem altos no sangue.
      Contudo a unica forma de saber isso com certeza é através dos exames diagnósticos. pq para chegar a ter sintomas de fase aguda, o exame diagnóstico tem que estar positivo pois terá vírus circulando no sangue suficiente para dar sintomas, então também aparecerão nos exames disgnósticos.

  17. Boa noite dra.
    Por favor me responda , tive uma exposiçao de risco, tomei a PEP por 30 dias e logo após o término da medicação aos 33 dias fiz o teste rapido no COA e deu não reagente, como estava muito nervoso paguei um teste em um laboratório particular, fiz o teste aos 46 dias após a exposição de risco e 16 dias após o término da PEP, o teste foi o de quimioluminescemcia e deu não reagente.
    Perguntas:
    As chances do meu teste ainda positivar são grandes?
    O teste de quimioluminescemcia é de qual geracão?
    Pode ter dado falso negativo por causa da PEP?
    Em média com quantos dias as pessoas que utilizaram a PEP positivam no teste de quimioluminescemcia?

    1. Boa noite, AS chances de positivar o teste de 4ª geração após os 30 dias da exposição são muito pequenas, mas podem ocorrer. o Ministério da saúde orienta em caso do uso de PEP repetir o teste logo apos o termino e depois os 90 dias da exposição para encerrar o caso.

  18. Doutora Boa tarde. No dia 2 de Março eu fiz sexo oral no meu parceiro , ele também fez em mim. No dia 3 ele me contou que é soro positivo. Fui no CTA e eles avaliaram que o PeP não era recomendado pelo risco ser 0-004. No entanto , a enfermeira falou que pelo parceiro se declarar soro positivo seria melhor tomar. No sábado com 50 horas comecei a tomar o medicamento. Dia 7 comecei a sentir uma gripe. Aqui na minha cidade e muito quente e arcondicionando e também o meu parceiro nos dias o beijei estava gripado por conta da imunidade baixa pelo Hiv. O PeP evitaria essa gripe? Pode ter alguma relação pelo fato dele ta gripado e não pela minha possível contaminação com o hiv. Posso tomar remédio pra gripe? Obrigado

  19. Olá, Doutora Keilla. Eu tive uma situação de risco há cerca de 29 dias. Comecei a PEP com cerca de 65 horas após a exposição, pois tive dificuldades de achar, passei por 3 hospitais até encontrá-la. Meu infectologista recomendou que fizesse o exame dia 15 deste mês. No entanto, acessando algumas informações atualizadas, inclusive seu blog, resolvi fazer um teste sorológico ontem, 27 dias após a exposição, porque estava sofrendo com crises de ansiedade e depressão, pois já tenho um histórico de transtornos de ansiedade. Tive a motivação devido a um terçol que apareceu e a um gosto amargo, ardência e uma saburra esbranquiçada/amarelada muito fortes no fundo da língua. Fiquei profundamente assustado, todos associam as questões da língua aos remédios, mas isto potencializou demais as minhas crises, tive que começar a recorrer com mais frequência ao alprazolam para poder tocar a vida, recomendado em pequenas doses pelo infecto para me ajudar a relaxar um pouco. Então, decide fazer o exame. Foi feito num grande laboratório e o resultado já saiu hoje. Segue abaixo:

    HIV1/HIV2, ANTICORPOS E ANTÍGENO, soro
    Métodos: Imunoensaio quimioluminescente de 4a geração -CMIA
    HIV1 : envelope (antígeno recombinante e peptídeosintético)
    HIV2 : envelope (peptídeo sintético)
    Anticorpo monoclonal contra antígeno p24
    RESULTADO VALOR DE REFERÊNCIA
    NÃO REAGENTE (NEGATIVO) Não Reagente : Inferior a 1,0
    Índice: 0,07 Indeterminado: De 1,0 a 7,0
    Reagente : Superior a 7,0

    Sei que, por medidas de segurança, sobretudo, não posso dar como encerrado. Dia 15 repetirei o exame. O farei doravante, também. Mas, com este tempo de exposição e as metodologias usadas, o exame já tem um grau de confiabilidade elevado? Tomo a última dose da PEP amanhã.

    Não posso deixar de enaltecer o trabalho que fazes no blog, visto que para pessoas que passam por situações tão severas como estas, como a que eu estou passando, acaba sendo a única alternativa de conforto e auxílio especializado. Cheguei a procurar o endereço do consultório, pois gostaria de fazer o acompanhamento com você. Porém, na procura, descobri que se localiza em São Paulo. Infelizmente, moro em outro estado.

    Grande abraço!

    1. Boa noite.
      Na maioria das vezes os testes de 4ª geração, como o que você fez, positivam até os 20 dias após a exposição.
      Mas em alguns casos raros (principalmente em pessoas que utilizaram o PEP) esse tempo pode se retardar mais por isso o tempo limite para se positivar o teste de 4ª geração, inclusive em uso de PEP é de 90 dias após a exposição.
      Por isso o ideal é que você repita este mesmo tipo de teste com pelo menos 90 dias após a sua última exposição e caso dê não reagente, já pode dar o caso por encerrado.

  20. Perdão, devo ter cometido algum equívoco que fez com que meu comentário anterior fosse apagado. Farei novamente de maneira mais simplificada. Fazendo uso da PEP, faltando dois dias para terminá-la, um exame de quarta geração utilizando os métodos imunoensaio quimioluminescente de 4a geração CMIA, HIV1 envelope (antígeno recombinante e peptídeo sintético), HIV2 envelope (peptídeo sintético) e anticorpo monoclonal contra antígeno p24, com 28 dias de janela, tem um bom grau de confiabilidade? Existe alguma diferença significante entre o ELISA e este imunoensaio quimioluminescente?

    Grato!

    1. Boa noite, estes teste possuem grande confiabilidade mas para descartar totalmente as chances de infecção pelo vírus na exposição para a qual foi feita a profilaxia, é preciso repeti-lo depois com 90 dias após a exposição.

  21. Dra bom dia, Tive um contato de risco a exatos 20 dias, sei que não existe outra posibilidade de descartar o risco sem o teste, mas esperar esses 30/60/90 dias esta me matando, se a dra puder esclarecer algumas duvidas fico imensamente agradecido.

    Tenho 29 anos e tive uma relação com uma acompanhante de luxo, tudo correto pre-eliminares com preservativo, e penetração também, porem no inicio da penetração aprox 2 min o preservativo rompeu, notei que tinha rompido na hora fui para o banho e interrompi a relação, mesmo a garota dizendo para ficar tranquilo não consegui, em 1h ja iniciei a pep cedida no posto.
    Minha duvida inicial é, o risco de contaminação varia de acordo com o tempo de contato? sendo que meu contato sem preservativo foi de menos de 2min ?

    Iniciei a pep e não tive efeito colateral algum, isso é algum sinal que o remedio não esta fazendo efeito?

    Eu nunca tive uma relação sem preservativo, com esse fato fiquei arrasado, pois me cuido muito, tenho medo de ter sido infectado essa espera do prazo para fazer o exame esta me matando aos poucos, existe um numero de porcentagem de pessoas que tomaram a pep e mesmo assim foram infectados?

    faltam 8 doses ainda, tenho fé que esse meu erro não custará minha vida, então até la me apego em porcentagens, qual seria em porcentagens esse meu risco dra?
    relação homem mulher
    tempo de penetração
    uso regrado da pep

    Obrigado e parabéns pelo trabalho.

    1. Boa noite, as chances de se contaminar em cada uma das exposições Às quais podemos nos submeter ao longo da vida varia de acordo ao tipo de exposição e a quantidade de vírus que a pessoa infectada tenha (claro que quanto mais vírus circulando no sangue maior o risco), também varia de acordo a quantidade de material ao qual foi exposto. para saber mais sobre o risco de acordo a cada tipo de exposição acesse aqui (http://www.drakeillafreitas.com.br/risco-de-transmissao-do-hiv-de-acordo-a-exposicao/ )
      Além disso, como vc iniciou a PEP muito rápido isso aumenta muito a sua eficacia e o fato de não ter sofrido reações à medicação não tem nenhuma interpretação quanto ao seu efeito.
      A maioria dos testes de 4 geração, já ficam positivo com 15 dias após a exposição, e você pode inclusive realizá-lo agora, mas caso venha negativo não exclui tê-lo que fazer com 30 dias após a exposição e com 90 dias após a exposição.
      Termino dizendo que ainda que remota as suas chances de ter sido infectado por causa do seu rápido inicio, mesmo se vc venha a se infectar agora ou no futuro, está longe de ser algo que vai acabar com sua vida.
      É uma doença cronica como diabetes por pressão alta que nao tem cura mas tem controle precisa de ser acompanhada sempre. mas está longe de ser uma sentença de morte atualmente.

  22. Boa noite Dr Keilla Freitas.
    Qual o tempo de vida dá PEP no organismo?
    PCR QUANTITATIVO FEITO 58 DIAS , INDETECTÁVEL,APÓS PEP E UM RESULTADO SEGURO?

  23. Dr KEILLA FREITAS
    BOA TARDE
    Quanto tempo a PEP FICA NO ORGANISMO APÓS PARAR DE INGERIR?
    O teste PCR quantitativo feito 58 dias após PEP é conclusivo?
    Sem mais
    Guerra

    1. Boa tarde, O teste ideal para se fazer diagnóstico do HIV após o uso de PEP são os testes sorológicos e não os de PCR, primeiro porque existem pessoas que são controladores de elite (que não tem vírus circulando no sangue mesmo sem medicação) ou progressores lentos que podem ter uma quantidade menor de virus circulando no sangue, e isso ainda mais após o uso de PEP pode retardar o aumento de vírus no sangue.
      Os controladores de elite são cerca de 1% da população. e não têm o diagnóstico feito por PCR, apenas por exame de anticorpo. como os teste sorológicos.
      Os teste sorológicos em geral positivam antes dos 20 dias após a exposição, mas em alguns casos, como o uso de PEP isso pode retardar um pouco mais e por isso o teste definitivo é o teste diagnostico de 4ª geração realizado com 90 dias após a exposição.

      1. Fiz um CMIA ANTI HIV 1 E ANTI HIV 2 de 4 geração,mas pelo que eu vi este o exame não procura o antígeno p24,JUNTO com PCR quantitativo,DEPOIS DE 58 DIAS POS PEP OU SEJA 88 DIAS PÓS RELAÇÃO,DR KEILLA FREITAS JA É CONCLUSIVO OU TENHO QUE FAZER UM ELISA DE 4 GERAÇÃO?

  24. Doutora, por favor, apague meu comentário anterior que está aguardando moderação, pois apareceu uma foto minha no ícone. É só pra preservar minha identidade.

    Fiz uso da PEP e 34 dias após a exposição fiz o exame de quarta geração que procura por anticorpos e pelo antígeno, o resultado foi negativo. Já é conclusivo? Quais são as reais chances de soroconversao após esse período tendo feito PEP? E existe alguma possibilidade de não precisar passar pelos procedimentos protocolares dos exames de 3 e 6 meses? Porque estou vivendo a base de antidepressivos, visto que tenho transtorno de ansiedade generalizada e esse problema tem agravado muito os meus problemas. Simplesmente não consigo viver. Pra piorar, uma semana após PEP fiquei gripado e ainda estou, alem disso, passei a sentir dor nos testículos. Fui ao médico e ele disse não ter sentido nada ao toque.
    Atualmente, estou com 41 dias de exposição. Um PCR seria uma saída para encerrar o caso e tentar amenizar a minha dor?

    Obrigado, dr Keilla!

    1. Não precisa de fazer sorologia após 180 dias. Para as pessoas que usaram PEP, o tempo máximo para fazer os testes orientado pelo ministerio de saude é de 90 dias.
      Contudo, estes testes têm um tempo de janela imunológic prevista de até 20 dias apenas.
      Oe seja, as chances de positivar depois dos 30 dias já é muito pouca.
      os teste moleculares possuem a janela imunológico muito menor e com 30 dias após a exposição, um teste deste tipo positivo já excluiria praticamente todas as possibilidades.

      1. perfeitamente. melhor assim, pensei que ficaria 6 meses vivendo esse pesadelo.

        o problema é que algumas pessoas dizem que é preciso esperar 30 dias depois do término da PEP para se ter um resultado confiável e, no entanto, o próprio protocolo do MS diz o mesmo que a senhora, que é uma médica reconhecida, nos diz. isso causa um transtorno terrível, pois quando estamos sob a égide do medo, chegamos perto da insanidade, principalmente aqueles que sofrem de problemas psicológicos e psiquiátricos como eu.

        então, a probabilidade de soroconversão é muito pequena com 90 dias, visto que já tive um negativo com 34. tentarei um pcr para encerrar logo este caso. hoje estou com 45 dias, gripado pra caramba, tossindo muito, mas sem febre ou inflamação na garganta. existe alguma possibilidade de ser uma soroconversão?

        desde já, agradeço muito pelo seu trabalho. queria morar em sp para fazer meu acompanhamento com você. Deus a abençoe!

        1. Isso é muito improvável. Provavelmente é uma virose comum. Mas sintomas de infecção aguda pelo HIV acontecem por haver grande quantidade de vírus circulando no sangue, então se o PCR estiver negativo, com certeza não serão sintomas de síndrome retroviral aguda

  25. Boa tarde Doutora!

    Achei essa matéria incrível! Com bastante informações claras.

    Estou no meu 15º dia de PEP, gostaria de saber se preciso tomar a medicação sempre no mesmo horário. O problema é que durante os dias de tratamento, tomei todos os dias, mas entre 21:30h a 10:20h. Comprometi a eficácia do tratamento?

    1. Boa tarde e obrigada.
      Não este tempo de diferença entre as tomadas não interfere na eficacia do tratamento.
      Só tome cuidado para não fazer uso de algmas medicações como os bloqueadores da bom de protons (os remedios usados para “proteção” do estômago como omeprazol e afins) que podem dar interações principalmente com o atazanavir.

  26. Boa noite Dra Keilla
    O comentário acima é dúvida se o CMIA de 4 GERAÇÃO é eficaz para ser conclusivo numa janela de 90 dias ,ja que na hora que peguei o resultado percebi que CMIA procura anticorpos de HIV 1 e HIV 2 INCLUSIVE DO GRUPO O, mas observei que o mesmo não procura o antígeno P24 como o teste Elisa!Por isso a pergunta é a dúvida sobre a equivalência dos testes e se eu posso ficar tranquilo?
    Desde já agradeço
    Guerra

    1. Essa materia fala um pouco mais sobre os tipos de exames para o diagnostico do HIV e o tempo de janela imunológica para cada exame: http://www.drakeillafreitas.com.br/como-fazer-o-diagnostico-do-hiv/

      Existem uma infinididade de testes diferentes de diferentes laboratorios, mas a mudança do tempo de janela ocorre de acordo à geração ao qual o teste pertence.
      As gerações se diferenciam de acordo a que ela identifica.
      As de 4º geração identificam antigeno p24 e anticorpos, são estas que possuem uma janela de até 90 dias segundo o ministerio da saúde, mas em geral já positivam com 15 a 20 dias apos a exposição.
      As que detectam apenas os anticorpos IgG e IgM (3º geração) podem levar até 180 dias para positivar de acordo a orientação do ministerio da saude, mas em geral, o fazem até 30 dias apos a exposição.

  27. Boa tarde, Não tem necessidade de realizar sorologias após 180 dias. Apenas após 90 dias da exposição já seria possivel excluir a infecção pelo HIV.
    É certo que na grande maioria dos casos estes testes de 4ª geração já se positivam com menos de 20 dias da exposição. assim que as chances de ficar positivo depois dessa data são muito poucas.
    Contudo, o tempo de janela imunológica para os testes moleculares são bem menores e com 41 dias após a exposição, e um teste molecular já exlcuiria a infecção pelo HIV.

  28. To no 16 dia da pep porem esta muito frio amanheci tossindo e com o peito com secreção essa gripe pods ser devido ao clima ou algo relacionado a infeccao pelo hiv ? Fiz sexo e fui atv so que a camisinha rasgou e descobri que o paciente era soropositivo qual meu risco ? E posso tomar ambroxol para limpar os meus pulmoes sem interferir na pep ?

    1. Com o uso da PEP, mesmo que haja falha do esquema e a pessoa esteja infectada pelo HIV, a apresentação de síndrome retroviral aguda é bem improvável pois há baixa carga viral no sangue que é o que causa os sinais agudos da infecção pelo HIV.
      Sugiro procurar um médico para que possa te avaliar a que se atribuem estes seus sintomas

  29. Estou usando o PEP há 15 dias. Esses dias têm sido os mais angustiantes da minha vida. Sou muito ansioso e um pouco depressivo.

    Não tive muitos efeitos colaterais mas ontem notei que estou com um caroço dolorido nas axilas e estou apreensivo sem saber se é uma glândula ou a derme (já tive isso algumas vezes anteriormente). Mas vc deve imaginar como é, quase não dormi está noite refletindo se este caso pode possuir relação com uma possível infecção.

    1. Provavelmente não pois mesmo nos raros casos em que a PEP não funciona, ela ainda assim abaixa o numero de vírus no sangue o que impossibilita o aparecimento de sintomas relacionados a níveis elevados de vírus no sangue.
      Contudo, sugiro que consulte o seu médico infectologista para que possa te avaliar pessoalmente.
      Att,
      Dra Keilla

  30. Boa noite Dr Keilla Freitas
    Estou lendo os comentários e percebi que na conversa com Lrosa a senhora concordou em fazer um PCR com 41 dias de exposição,e quando eu falei que tinha feito um PCR 88 dias após a exposição a Sra disse que a PEP poderia diminuir a quantidade de vírus no organismo e que o PCR QUANTITATIVO NAO SERIA VIÁVEL……Dra Keilla estou ficando maluco com essa história,afinal o PCR FEITO 88 dias após exposição ou 58 DIAS APÓS PEP É CONCLUSIVO,?
    POR FAVOR DRA KEILLA ME RESPONDA ESTOU 4 MESES COM ESTE TORMENTO NA CABEÇA.
    DESDE JA AGRADEÇO
    GUERRA

    1. Cerca de 1% da população podem ter carga viral negativa do vírus HIV no sangue, mesmo tendo sorologia positiva. São os chamados controladores de elite.
      Os controladores de elite possuem PCR-IV negativo mesmo com sorologia positiva. Por isso e também pelo auto custo, os exames de PCR não usados de forma rotineira para o screening diagnóstico do HIV.
      Em teoria, o PEP sim pode abaixar os níveis de carga viral no sangue, por isso, que pessoas, usando o PEP, mesmo que haja falha do mesmo, não apresentariam sintomas de síndrome retroviral aguda pois essa síndrome acontece quando há muito vírus circulando no sangue.
      Em geral vemos isso em paciente com o remédio circulando no sangue e a medida que os níveis de remédio vão abaixando no sangue (após o término do PEP), o número de vírus vai subindo.
      O problema é que isso não é matemático. O número de vírus circulante no sangue oscila mesmo em pessoas que não estão tratando. Vemos pacientes que após o abandono do tratamento já começam a ter carga viral detectável no sangue em poucos dias e outros que demoram mais de um mês para voltar a subir os níveis de vírus no sangue.
      Contudo, na suspeita de sintomas relacionados a infecção aguda pelo HIV (síndrome retroviral aguda), o teste de PCR-HIV não detectável exclui essa possibilidade pois essa síndrome está relacionada com altos níveis de vírus no sangue, logo se em vigência de uma provável síndrome retroviral aguda, não têm vírus circulando no sangue, exclui-se a possibilidade dos sintomas estarem relacionados a infecção aguda pelo HIV.

  31. Olá, passei por uma situação de risco no dia 20/03 (penetração vaginal mas por uns 3 minutos pois fiquei com medo). Iniciei a pep com 30 horas depois dá exposição. Não sei a sorologia dá pessoa, é uma garota de programa(ela me disse q não tem nada que faz exames de rotina, mas não dá pra confiar). Tenho muita chance de me infectar?

    No caso dos pep, tomo todo dia logo após o almoço, pra não tomar de estômago vazio, tem algum problema tomar logo após a alimentação?

    Depois de 15 dias dá exposição, posso fazer um exame de 4 geração e ter um resultado um pouco confiável, estou com muito medo por causa da situação.

    Obrigado.

  32. Bom dia Doutora,

    Gostaria de tirar um a dúvida: Mesmo tomando a PEP o vírus (caso exista) continua em nosso sangue durante o tratamento? Fica “preso” e combatido em algum lugar? Ou somente em caso de falha no tratamento que ele circula em nosso organismo? Pergunto porque tenho namorada e a situação de risco foi com uma outra menina (o preservativo rompeu) e tenho medo de passar algo pra minha namorada pois não usamos camisinha. Estou fazendo o máximo pra não me relacionar neste período e ela está achando muito estranho meu comportamento . Entao cedi e ocorreu uma vez sem ejaculação. Estou com medo..será que posso transmitir o vírus e eu estar “protegido” e ela não?

    Obrigado desde já.

      1. Sobre os horarios de tomada dos antirretrovirais do esquema de PEP: Tempo de diferença entre as tomadas não interfere na eficácia do tratamento.
        Só tome cuidado para não fazer uso de algumas medicações como os bloqueadores da bom de prótons (os remédios usados para “proteção” do estômago como omeprazol e afins) que podem interferir. principalmente com o atazanavir.
        Você pode ver mais sobre os remédios do HIV aqui (http://www.drakeillafreitas.com.br/saiba-mais-sobre-o-tratamento-do-hiv/ )

    1. A orientação para que não haja nenhum risco para o(a) parceiro(a) é de fazer relação sexual apenas com preservativo para todos os atos, inclusive sexo oral, ou penetração sem ejaculação) até que a transmissão pelo HIV tenha sido totalmente descartada. Isso mesmo em caso de uso de PEP.
      Agora, teoricamente, mesmo com a falha do PEP, durante o seu uso ainda há algum efeito sobre a carga viral do HIV no sangue, deixando a possibilidade de transmissão neste período menor, mesmo em relações sem preservativo.

  33. Doutora Boa tarde. No dia 2 de Março eu fiz sexo oral no meu parceiro , ele também fez em mim. No dia 3 ele me contou que é soro positivo. Fui no CTA e eles avaliaram que o PeP não era recomendado pelo risco ser 0-004. No entanto , a enfermeira falou que pelo parceiro se declarar soro positivo seria melhor tomar. No sábado com 50 horas comecei a tomar o medicamento. Dia 7 comecei a sentir uma gripe. Aqui na minha cidade e muito quente e arcondicionando e também o meu parceiro nos dias o beijei estava gripado por conta da imunidade baixa pelo Hiv. O PeP evitaria essa gripe? Pode ter alguma relação pelo fato dele ta gripado e não pela minha possível contaminação com o hiv. Tenho percebido meu nariz seco. Fico enjoado e um pouco tonto.
    Obrigado

    1. O risco relacionada a sua exposição realmente é bastante baixo ( http://www.drakeillafreitas.com.br/risco-de-transmissao-do-hiv-de-acordo-a-exposicao/ ), ainda se se o seu parceiro já fizer tratamento e tiver a carga viral indetectável no sangue.
      Contudo, mesmo considerando uma possível infecção e uma falha do PEP, uma sindrome retroviral aguda é uma possibilidade improvavel pois :
      1º) A sindrome retroviral aguda (http://www.drakeillafreitas.com.br/hiv-saiba-o-que-e-sindrome-retroviral-aguda/ ) surge com mais de 7 dias
      2º)o PEP mesmo em falha diminui o numero de vírus do HIV no sangue, o que teoricamente impossibilita a manifestação da sindrome retroviral aguda
      Pelo próprio tempo de evolução, o provavel é que você tenha pego uma infecção viral respiratoria (o PEP só protege contra o virus HIV e não contra outros vírus) seja do seu parceiro ou de qualquer outra pessoa infectada infectada que você pode ter estado em contato em um período parecido. (http://www.drakeillafreitas.com.br/como-ocorre-infeccao-pelo-virus-da-gripe/ )

  34. Dr Keilla
    Boa noite
    Pode ser um teste de 4 geracao CMIA que procura anticorpos anti HIV 1 e anti HIV2 inclusive o grupo 0 ou tem que ser um teste duplo de antígeno e anticorpos?Esse CMIA que eu citei serve para encerrar o caso ou vou ter que pagar por um teste que procura antígeno e anticorpos?

  35. Dra Keila, vc não deve ter ideia do quanto esta página alivia a ansiedade e tensão de quem está vivendo o drama de não saber se está infectado.
    Já não tenho muitas dúvidas, graças ao seu belo trabalho e atenção aos internautas. Como não moro em SP, não posso me consultar com vc. Mas parabéns pelo excelente trabalho e, sobretudo, pela advmiravel atenção e paciência despendidas.
    Gostaria de saber se há problema em tomar um copinho bem gelado de cerveja durante o uso da pep. Estou fazendo o tratamento ha 18 dias, rezando pra passar logo isto e tudo dar certo.
    Iniciei o tratamento com duas horas, após a camisinha estourar em uma relação homo/anal, eu sendo ativo. Estou apreeensivo mas confiante.
    Abraço.

    1. Boa noite e obrigada por suas palavras.
      O uso do esquema PEP com álcool não possui maiores interações com relação aos níveis dos remédios no sangue. O problema para o qual sempre alertamos é que o uso de ambos aumenta o risco de hepatite, pois aumenta a toxicidade do fígado, por isso quanto menos beber melhor.
      Você pode saber mais sobre a interação de cada remédio do PEP e demais substancias de uso recreacional no link: http://www.drakeillafreitas.com.br/interacoes-entre-remedios-do-hiv-e-drogas/

  36. Dra keilla, boa tarde.
    Grande aprendizado nos oferece com seu site, obrigado. Gostaria de saber se há interferência na Pep o uso social de alcool, final de semana. Estou em uso da Pep e também ingeri cerveja no 3° dia. A médica que me atendeu informou não haver problemas, desde que tomasse o medicamento, mas ela era clínica geral. Bebi 5 horas após os remédios.
    Obrigado e abraço.

  37. Dra. Estoue testando a 6 meses depois de uma situação de alto risco, todos negativos ainda posso estar contaminado?
    Já fiz até o 4 mês= 4 geração e 1 PCR
    5° e 6° mês= testes rápidos

  38. Boa noite Dr Keilla
    Vi no site do governo,sobre a PEP que um teste rápido feito 120 dias após a exposição ou 90 dias após PEP e definitivo.
    Joguei no Google ; PEP gov 2017 aparece um par em PDF e outro normal informativo, e neste informativo tem a opção usuário,onde no site do governo diz que o protocolo de testagem e 30 e 90 dias após PEP OU SEJA 120 dias após a exposição mesmo tomando a PEP
    A Sra doutora estar a par desta informação ou a mesma não procede?
    Atenciosamente
    Guerra

    1. Boa tarde. No acompanhamento de pacientes que fizeram uso de PEP, os testes devem diagnóstixcos devem ser repetidos com 30 dias após a exposição e com 90 dias após a EXPOSIÇÃO.
      em casos de testes de 4ª geração.
      Em caso do teste realizados com fuido oral, este tempo pode se estender um pouco mais.

  39. Olá! Tenho a seguinte dúvida… Tive uma relação de risco no dia 07/04 (camisinha rasgou) e iniciei a PEP no mesmo dia (após 5 horas), depois no dia seguinte tive uma relação com outra pessoa sem preservativo. Caso eu realmente tenha entrado em contato com o HIV, é possível transmitir para a pessoa da última relação mesmo utilizando a PEP?

    OBS: A camisinha rasgou 1 cm abaixo da glande, esse rasgo foi de aproximadamente 1 cm. Retirei imediatamente e lavei o pênis com água, sendo que não tinha nenhum ferimento na região que entrou em contato com a vagina, mas o meu médico orientou fazer a PEP mesmo assim – por prevenção.

  40. Dra, tenho outra dúvida: Considerando que tive contato com o HIV e estou fazendo uso da PEP há 2 dias, tendo posteriormente uma relação desprotegida com outra pessoa (com ejaculação) e meu resultado der negativo (respeitando a janela), é possível que essa pessoa tenha sido infectada?

    Ou seja, no período da PEP eu estava com o vírus e passei para ela, mas depois a PEP elminou o vírus e por isso meu teste deu negativo, mas positivo para a pessoa.

    Devo orientar a pessoa a realizar o teste depois dos 30 dias também?

  41. Então se daqui a 30 dias eu fizer o exame e der negativo, a pessoa que tive relação após o início da PEP pode também ficar despreocupada?

    Desde já agradeço a atenção!

  42. Doutora, tomei PEP por 30 dias e ja me encontro na casa dos 80 dias apos a exposição. Durante a PEP sofri muito com diarreia e tomei um medicamento chamado tiorfan (racecadotrila) que me ajudou muito. Gostaria de saber se esse medicamento pode ter prejudicado a PEP.

    Também gostaria de saber se os testes rápidos BIOMANGUINHOS e ABON, que são realizados no cta aqui, podem ser considerados de 4 geração e satisfatórios para uma checagem 90 dias apos a exposição. Vou fazer um teste normal ao final de 90 dias mas queria fazer um teste rápido antes pra reduzir a ansiedade um pouco. Muito obrigado!

  43. Boa tarde, Dra fiz um teste Elisa com 25 dias resultado não reagente outro com 40 dias resultado não reagente junto com um PCR-HIV tempo real – ROCHE PLASMA COM EDTA quantitativo resultado não detectado esses exames são confiáveis.
    Deste já Agradeço

    1. Testes moleculares realizados com mais de 30 dias da exposição negativos. é exame definitivo, este de PCR não positiva depois disso.
      Contudo, existe mais cerca de 1% da população geral, que mesmo se infectada pelo HIV não terão virus circulando no sangue (os controladores de elite). Estas pessoas terão testes sorológicos positivos, mas os de PCR serão sempre negativos, mesmo que não estejam tomando antirretorvirais

  44. Doutora, eu estou tomando PEP há uma semana pois tive uma relação sem proteção. Porém, hoje tive uma relação onde o preservativo se rompeu, com o mesmo parceiro da uma semana atras, na qual desconheço se é soropositivo ou não. O que devo fazer? Continuar o tratamento?

  45. Dra. Iniciei minha PEP dia 20 de Março, 36 horas apos a exposição e conclui ontem dia 16.04.2017, e fazem exatamente 30 dias de minha exposição. Refiz o teste no CTA, “teste rapido” quem vem dizendo no resultado do exame “teste imunocromatográfico”, é confiavel?

  46. Dra. Iniciei minha PEP dia 20 de Março, 36 horas apos a exposição e conclui ontem dia 16.04.2017, e fazem exatamente 30 dias de minha exposição. Refiz o teste no CTA, “teste rapido” que vem dizendo no resultado do exame “teste imunocromatográfico”, e deu negativo é confiavel?

    1. Este teste é confiável mas testes rápidos identificam apenas anticorpos e precisam ser repetidos.
      voce pode realizar um testes diagnóstico de 4ª geração depois de 90 dias após a exposição para encerrar o caso se vier negativo.

  47. Dra, com esse teste eu posso encerrar o caso com 60 dias após a exposição? Obrigado.

    TESTE 1
    Método:
    Quimioluminescência – ARCHITECT 2000 – ABBOTT – 4a. GERAÇÃO
    Pesquisa do Antígeno Viral HIV 1 P24
    Captura de Anticorpos Anti HIV-I / HIV-II

    TESTE 2
    Método:
    Eletroquimioluminescência – MODULAR ANALITICS E170 – ROCHE – 4a. GERAÇÃO
    Pesquisa do Antígeno viral HIV 1: P24
    Pesquisa de Anticorpos para Antígenos Virais:
    – HIV-I : ENV GP41, RT (Anti Transcriptase Reversa)
    – HIV-II: ENV GP36

  48. Dra. O Pep chega a atrapalhar o teste rapido ? Terminei o meu ontem e hoje mesmo ja fiz o teste e deu negativo. Ja fazem 30 dias da minha exposição. A orientadora do CTA me informou que nao atrapalha, e que esse teste é bem seguro.

      1. Mas com esse teste rapido posso ficar tranquilo DRa.? Estou angustiado. Minha pele ressecou, meus labios tambem, a Dermartologista disse que acredita ser efeito dos remedios.

  49. Usei pep por 30 dias,,, no 25 tive uma relaçao na qual a camisinha estourou,,,
    passados 90 dias fiz exames e deu negativo,,,,
    Minha duvida e se durante a pep o possível “virus” nao desenvolvido pode ter contaminado a pessoa?

  50. 46 dias após exposição (16 dias após pep, com kaletra+combivir) – teste negativo 4a geração – mas sintomas de pescoço tenso e cansaço persistem. Esse este 46 dias após exposição é confiável ? Sintomas assim podem ser relacionados com os remédios ?

    1. Você precisa ser avaliado pessoalmente por um médico infectologista. Os testes de 4ª geração costumam positivar após 14-20 dias da exposição. Mas em raros caos, este tempo pode demorar até 90 dias após a exposição.

    1. Bom dia.
      Sim. A grande maioria das pessoas já positivam o teste de 4ª geração após 14-20 dias da exposição.
      Mas antes de fechar o caso, sugiro realizar um último com pelo menos 90 dias após a exposição.
      Att,
      Dra KeillaFreitas

  51. Exames de 4ª geração, após 45 dias de exposição e 15 dias do termino da profilaxia pos exposição negativo, pode dar tranquilidade?

    1. Sim, maioria das vezes estes exames já positivam com 14 a 20 dias após a exposição. Contudo sugiro repetir novo exame após 90 dias da exposição antes de encerrar completamente o caso.

  52. 37 dias de exposição e 7 dias apos o termino da PEP, Fiz o teste rápido – HIV 1/2 BIOEASY – MÉTODO: IMUNOCROMATOGRAFIA, ja posso ficar tranquilo?

  53. A Janela imunologica muda depois da profilaxia? Fiz o teste rapido no CTA apos 10 dias do termino da PEP e 40 de minha exposição

  54. Boa noite Dra. tive uma exposição de risco, e fiz todos os procedimentos acima falados, exame rápido, PEP, mais três exames aos 30/60 mas o último fiz antes uma semana antes dos 90 dias, isso poderia por em causa o resultado? visto que realizei o teste HIV Antigenio + Anticorpo combo , com resultados negativos bem como hepatite c.. obrigado

    1. A grande maioria dos teste já positivam após 14-20 dias da exposição. Mas o ministerio da saúde orienta, principalmente em pessoas que fizeram uso da PEP, repetir o ultimo exame após 90 dias da exposição antes de encerrar o caso.
      Não acredito que uma semana a menos faça maior diferença. Mas em caso de dúvida. Poderia sim repetir este teste após o tempo recomendado antes de encerrar o assunto.

  55. Dra, estou a 103 dias da minha exposiçãi, mas tenho sintomas claros desenvolvidos (ganglios inchados nas axilas e próximo a próstata, além de pescoço irrigecido, nauseas e manchas no tórax). Fiz um exame de 4a geracao com 90 dias que deu negativo. Posso considerar esses sintomas psicológicos?

    1. Bom dia.
      Não. Você precisa realizar uma consulta pessoalmente com um médico infectologista para te avaliar e solicitar outros exames. Não pode considerar psicológico, a principio, tem excluir as principais causas de infecção

      1. Ok! Fiz de outras sorologias também (depois de 90 dias), como Citomegalovirus, Toxoplasmose, Rubeola e Eipstein Barr (este deu IgG positivo), mas todos deram IgM negativo e IgG (com exceção do Eipstein Barr. Em relação específica ao HIV, o teste de 4ª geração já anula a hipótese de eu ter me contaminado, ou seu comentário foi em relação ao próprio HIV? Que outros testes ele poderia ter pedido? PS.: cheguei a fazer carga viral com 75 dias e deu negativo, mas tomei PEP, então não adiantaria, certo?

  56. Dra. Fiz a profilaxia, e 47 dias apos minha exposição, sendo esses 17 dias do termino da profilaxia. É um resultado seguro?

  57. DRA, fiz este comentário em resposta ao seu. Percebi que geralmente você não responde quando alguém faz outra pergunta em cima de uma resposta sua (acredito que você não recebe notificações nesses caso). Por isso, vou colar aqui novamente, pois preciso muito da sua resposta. Obrigado!

    “Ok! Fiz de outras sorologias também (depois de 90 dias), como Citomegalovirus, Toxoplasmose, Rubeola e Eipstein Barr (este deu IgG positivo), mas todos deram IgM negativo e IgG (com exceção do Eipstein Barr. Em relação específica ao HIV, o teste de 4ª geração já anula a hipótese de eu ter me contaminado, ou seu comentário foi em relação ao próprio HIV? Que outros testes ele poderia ter pedido? PS.: cheguei a fazer carga viral com 75 dias e deu negativo, mas tomei PEP, então não adiantaria, certo?”

  58. Boa tarde. Fiz exame 4ª geração com 58 dias, negativo. Estou há 1 mês com fisgadas no pescoço, mas já fui a 3 médicos que não viram aumento dos linfonodos. Vou fazer doppler dia 10. Pode ser sintoma de fase aguda? Já não daria positivo, caso fosse? Obrigada pela atenção!

    1. Se os sintomas foram relativos a infecção aguda, os testes provavelmente já dariam positivam ou pelo menos, indeterminado. Na dúvida um teste de PCR negativo nestas circunstancias. jà exclui o vírus como causa dos sintomas.

      Contudo, sugiro buscar consultar pessoalmente com um médico infectologista para avaliar a sua situação e pedir exames para descartar outras doenças.
      Att
      Dra Keilla

  59. Boa tarde! Assisti seu vídeo sobre janela imunológica hiv. Nele a senhora fala que é de 90 a 180 dias. Fiz o exame com 58 dias, negativo. Posso ficar um pouco tranquila? Estou confusa. Obrigada pela atenção!!

    1. 180 dias de janela são para os testes de 3ª geração, mais antigos, que praticamente não se usa mais no Brasil. Até 90 dias para os testes de 4ª geração que são os mais usados atualmente.
      Veja que 90 dias é o tempo máximo. mas na maioria das vezes, estes testes ficam reagente até 14-20 dias após a exposição.
      Para mais detalhes quanto ao tipo de teste veja a matéria que segue: http://www.drakeillafreitas.com.br/como-fazer-o-diagnostico-do-hiv/
      Att,
      Dra Keilla

  60. Boa tarde! Qual o nome do exame que detecta o Hiv, além do 4ª geração ? PCR ? Como posso pedi-lo no laboratório? Fui a alguns médicos e nenhum deles conhece este tipo de exame. Os planos de saúde aceitam este exame? Estou com 60 dias após exposição. É recomendável este exame? Obrigada pela atenção.

    1. O teste ao qual você se refere é o teste molecular de detecção viral. Ele verifica a presença do material genético do vírus no sangue. Ele é feito por técnica de reação em cadeia de polimerase e por isso chamamos de PCR. Outros nomes usados: RNA-HIV, Carga viral do HIV, PCR-HIV.
      Agora, com 60 dias os testes de 4ª geração são são capazes de fazer o diagnóstico pois estes testes geralmente ficam positivos com 14-20 dias após a exposição. mais detalhes nestes link: http://www.drakeillafreitas.com.br/como-fazer-o-diagnostico-do-hiv/

  61. Doutora, após exposição ao vírus, em quanto tempo o PEP o mata? E durante quanto tempo o PEP age no organismo?

    1. Não há como saber o tempo certo, pois também não há como saber se o vírus da amostra contaminada chegou a entrar em contato com o organismo da pessoa exposta. Uma vez que a pessoa faz a PEP e ela é eficaz os exames serão sempre negativos.
      O tempo de uso da PEP deve ser de 28 dias e não tem efeito de depósito no organismo

  62. Existem registros de sintomas prolongados devido a PEP? Testtei mais uma vez negativo na 8a semana apos exposicao (4a semana apos pep) e ainda sinto pescoco tenso e um certo mal estar.

  63. Boa noite!
    em um acidente de trabalho furei o dedo em uma agulha. após 48hs consegui fazer o exame rápido que deu negativo. ainda preciso fazer a PEP? o medico que me atendeu disse que não seria necessário mas estou com muito medo!!

    1. A primeira coisa a ser avaliada é o tipo de exposição. Se a risco real de transmissão do HIV o próximo passo é olhar para a pessoa fonte.
      Quando testes rápido é feito na pessoa fonte e dá negativo a PEP não está indicada. Mas se o teste da pessoa fonte for positivo, não for possível ser realizado ou não for possível identificar a fontem a PEP estará indicado para quem se expôs.
      SE a pessoa exposta tiver teste rápido positivo, a PEP não está indicada e ela deve iniciar acompanhamento para tratamento do HIV. Se o test rápido for negativo coo no seu caso a PEP está indicada caso a exposição tenha no máximo há 72 horas. Se tiver mais tempo que isso a profilaxia também não estará indicada.

  64. Sei que o HIV infecta células ativas e inativas.
    Qual o ciclo de renovação de células no corpo ?
    O coquetel “mata” o vírus em células ativas mas não consegue atingir as células inativas.
    Minha pergunta: Quanto tempo após a infecção pelo HIV este começa a entrar nas células inativas ?
    Fui diagnosticado na fase aguda e já tomo coquetel mas como é infecção recente, existe possibilidade de o vírus ainda não ter entrado nas minhas células inativas ? Sendo assim, após meses talvez poucos anos eu não teria mais o vírus no meu corpo (usando o coquetel) ?

    1. Este artigo explica um pouco mais a sua pergunta.http://www.drakeillafreitas.com.br/cura-funcional-do-hiv/
      O inicio precoce do tratamento, por mais precoce que seja, não consegue impedir a criação do reservatório do vírus e os remédios disponíveis hoje no mundo ainda não conseguem penetrar nestes reservatórios, nem tirar o vírus dele. O tratamento precoce impede o desenvolvimento da doença, mas deve ser tomado todos os dias para ter efeito.

      1. Eu já tenho conhecimento disso.
        Mas o que eu entendi (em um artigo de 2013) que estes reservatórios são ativos ao longo da vida, (tomando o coquetel ou não), e que uma pessoa tomando o retroviral levaria 60 anos para limpar o organismo do vírus. (Em caso de pessoas que descobriram anos depois o HIV pois os reservatórios seriam grandes) Mas em casos precoces o coquetel poderia ser interrompido antes… pois haveriam reservatórios pequenos e o tempo de uso do retroviral seria reduzido drasticamente.

        Está errado meu raciocínio ?

  65. Exame 4 geração 120 dias negativo , teste rápido 180 dias negativo , exame 4 geração 7 meses negativo. É possível ter uma Sorocoversão tardia mesmo tendo sintomas de lingua branca,gripe,ingua e dor no corpo duas semanas apos o relação sexual?

  66. Boa tarde Doutora!
    Fiz o teste rápido com 25 dias e outro com 33 dias, porém estou sentindo suores noturnos. Posso ficar tranquila com o resultado não reagente nesse período de tempo?

  67. Olá, estou fazendo o uso da pep a 15 dias, gostaria de saber se o álcool pode afetar a eficácia dos remédios (fumarato de tenofovir desoproxila+lamivudina) e lopinavir,ritonavir. ?

  68. Dra. 60 Dias apos a exposição e 30 apos o termino da profilaxia, meu “quimioluminescencia hiv” deu negativo. Ja posso ficar tranquilo?

  69. Dra. 50 dias apos minha exposição e 20 do termino da profilaxia, fiz o exame “quimioluminescencia hiv” 4ª geração. Ja posso ficar tranquilo? A profilaxia atrapalha no exame de 4ª geração pos 20 dias do seu termino?

    1. Na maioria dos casos, os testes de 4» geração já ficam reagentes apos 14-20 dias da exposição. Mas em alguns casos, podem demorar mais tempo que é até 90 dias após a exposição.
      As chances são poucas, mas sugiro repetir um novo teste de 4ª geração após 90 dias da exposição antes de encerrar o caso.
      Após 20 dias do término, as chances do PEP diminuir a sensibilidade do teste é baixa.

  70. Boa tarde
    Tive uma relação de risco no meio novembro.do ano passado fiz teste rápido dia 27 de março aonde eu fui atv .posso encessar em caso,

  71. Dra. Keilla, preciso da sua ajuda para me livrar desse peso. Tive uma relação com uma garota de programa usando camisinha, mas temo ter entrado em contato com algum fluido vaginal, pois quando terminamos ela tirou a camisinha e limpou a glande usando a mão.

    A princípio não fiquei grilado, mas umas 3 semanas depois peguei um resfriado que melhorou rápido (1 semana) só que fiquei com uma tosse seca persistente e falta de ar que persiste até hoje. Pesquisei no Google e vi que os sintomas se parecem com pneumocistose, que é uma doença definidora de AIDS!

    Desde então, já fiz um exame ELISA 3a geração com 35 dias, fiz outro de 4a geração com 45 dias e no desespero de saber, fiz um PCR com 48 dias. Todos deram negativo.

    Porém fiquei encucado com uma coisa, o PCR que eu fiz procura apenas pelo HIV 1. Existe possibilidade de eu estar com o HIV 2? Existe possibilidade de eu ter pneumocistose tão pouco tempo após a infecção (supondo que houve infecção)?

  72. A profilaxia pos exposição atrapalha os testes de 4ª geração? Estou há 60 dias da exposição e 30 do termino da profilaxia.

  73. Dra.
    Tive contato no início de fevereiro dia 04 .
    Fiz a pep após as 72 horas recomendadas.
    Após a pep fiz exame de quarta geração em 60 dias do contato. Em seguida fiz outro exame de quarta geração com mais de 90 dias dá exposição.
    Não fiz após 90 dias a pep fiz mais de 90 dias após a exposição.
    Senti sintomas como as dá fase aguda.
    Mesmo te to usado a pep após o tempo recomendado é ter feito exames que deram negativos após os 90 dias da exposição, existe ainda período de janela imunologica?

  74. Fiz o exame imunoensaio de quarta geração em 98 dias após a exposição mesmo usando pep após as 72 horas recomendadas. Fiz com 60 dias após exposição e aos 98 dias. Ainda estou na janela imunologica?

  75. Olá Doutora.

    Tive relação sexual desprotegida, e no outro dia comecei a PEP. Fiz o teste rápido de HIV e deu negativo, tudo no outro dia da relação.
    No vigésimo dia de tratamento, tive uma relação sexual desprotegida com alguém que eu tenho certeza que não tem HIV, devido a exames feitos recentemente.
    Há possibilidade deu ter transmitido o HIV para essa pessoa? Mesmo me tratando com a PEP?

    Atenciosamente.

  76. Dra. Keila, bom dia!
    Tive uma exposição de risco na última quinta-feira a noite (18) e iniciei a PEP no sábado (20) contabilizando em torno de 43 horas. Sei que a eficácia a PEP diminui a medida que o tempo passa. O período para início da PEP é até 72 hs. Existe muitos casos de ineficiência da PEP ou ela realmente funciona na maioria dos casos? Obrigado

  77. Olá! Um exame de 4a geração ( Eclia) com 200 dias de janela exclui 100% qualquer chance de contaminação? Grato.

  78. Dra. Keila, bom dia! Já passei todos os períodos possíveis de janela (mais de 190 dias) fiz testes rápidos, P24 e até uma doação de sangue todos com resultados negativos. Fui a três infectos e cada um falou uma coisa diferente sobre janela, quase me suicidei nesse período com a certeza de ter contraído hiv. Mas os resultados foram negativos. Fui pra casa querendo acreditar nesse resultado e encerrar esse assunto, mas um fato tirou minha paz novamente, quando fui fazer esse último teste rápido no CTA, lembrei que a enfermeira não estava usando luvas, o meu teste foi feito via punção digital, com lanceta. Fiquei pensando que ela poderia está com a mão suja de sangue contaminado de algum paciente que ela atendeu antes e ter me infectado. Desde então voltei ao CTA conversei com Psicólogas, com a enfermeira, com os infectos que me garantiram que apesar da enfermeira ter feito um procedimento errado eu não corri o risco, pois não houve contado de sangue com sangue, mesmo se ela tivesse sangue nas mãos o vírus exposto fora do corpo morre em segundos. Eu não consigo tirar isso da cabeça, estou há quase 90 dias de janela para fazer o teste. Essa janela de 90 dias é confiável? Poderei encerrar o caso depois desse período com segurança? E quanto ao sangue exposto o vírus morre rápido? Me ajude estou enlouquecendo. Grato.

  79. Boa noite, Dra. Dia 27/05, umas 3h da manhã, fiquei muito bêbado numa festa e tive relação sexual com duas pessoas sem camisinha (em uma fui ativo, em outra fui passivo). Quando acordei, fui à emergência, mas tomei os remédios às 19h do mesmo dia, totalizando 17 horas depois da possível infecção. A senhora acha que a PEP realmente é eficaz no meu caso? Em sua rotina, costuma acontecer falha mesmo se a pessoa tomar corretamente ou é raro? Tô com muito medo, nunca mais quero passar por isso.

  80. Quando fui fazer esse um teste rápido no CTA, lembrei que a enfermeira não estava usando luvas, o meu teste foi feito via punção digital, com lanceta. Fiquei pensando se ela poderia está com a mão suja de sangue contaminado de algum paciente que ela atendeu antes e ter me infectado. Desde então voltei ao CTA conversei com Psicólogas, com a enfermeira, com os infectos que me garantiram que apesar da enfermeira ter feito um procedimento errado eu não corri o risco, pois não houve contado de sangue com sangue, mesmo se ela tivesse sangue nas mãos o vírus exposto fora do corpo morre em segundos. Eu não consigo tirar isso da cabeça, estou há quase 90 dias de janela para fazer um novo teste. Essa janela de 90 dias é confiável? Poderei encerrar o caso depois desse período com segurança? E quanto ao sangue exposto, o vírus morre rápido? Me ajude estou enlouquecendo. O que devo fazer?
    Grato.

  81. Dra. tenho exames de 4a geração com 126 dias pós exposição. Tenho pintas avermelhadas no peito e no pênis e dor de garganta que vai e volta. Sorologias para Sífilis, Hepatite C (com 75 dias pós exposição), Eipstein Barr, Toxoplasmose, Rubéola e Citomegalovírus deram negativos (IgM negativos). Série branca (leucocitos), plaquetas e PCR quantitativo também estão ok. As pintas/manchas não coçam e não apresentam relevo e tem menos de 1cm cada uma, contaiblizando um total de + – 50 pintas no peito e umas 10 na glânde. Você tem alguma ideia do que pode ser?

    1. Sugiro que procure atendimento médico para te avaliar pessoalmente.
      Exames de 4ª geração negativos após mais de 90 dias da última exposição, descarta-se a possibilidade de infecção pelo HIV

  82. Dá pro vírus ficar “incubado” por mais tempo que o normal e descobrir só depois de bastante tempo, mesmo tendo exames de quarta geração negativados após 100 dias? Tipo descobrir depois de 5 ou 6 meses da relação? Existe algo do tipo documentado e que você conheça, doutora?

  83. Boa noite, Dra. Estou no quinto dia de PEP e no segundo dia, umas 7h/8h da manhã, tomei um Omeprazol 20 mg, pois o médico que me passou a PEP receitou em caso de azia, só depois vi na internet e na bula que ele interfere na absorção de um dos comprimidos. Meu horário de tomar a PEP é 19h. O fato de eu ter tomado o Omeprazol esse dia vai interferir na eficácia do meu tratamento? Estou muito preocupado.

  84. Boa noite, Dra.

    Estou tomando o PEP há cerca de 13 dias. Ocorre que, nesta noite, a camisinha rompeu. Eu era o ativo da relação. Questionei ao parceiro sobre exames e ele ficou ofendido, não respondendo às perguntas.

    Existe algum risco? Mesmo tomando a PEP, posso contrair a doença ou as chances diminuem?

    Obrigado!

      1. Janela que a senhora diz é para fazer o novo exame? Sabe em média quanto é reduzido o risco? Acredito que não consigo mais cápsulas para prolongar o tratamento… estou preocupado.

        Ah, seu blog é incrível. E a atenção que você direciona é de outro mundo. Obrigado!

  85. Ola doutora!
    Eu tive um contato de risco no dia 15-05-17.
    Iniciei a pep com 60 horas. Porem eu a interrompi com 7 dias. Na mesma semana que eu interrompi a pep comecei a sentir coceiras eventuais pelo corpo e eventualmente pequenas manchas vermelhas. Nao sinto coceira o tempo todo, ela manifesta duas ou tres vezes no dia e dura alguns minutos apenas. Porem isso ocorre ate hj que ja sao 42 dias da exposição.
    Fiz um teste rápido com 32 dias de exposição e deu negativo. Fiz outro com 37 dias e tmb deu negativo.
    Poderia ser essas manifestações e coceiras eu também tive sintomas de resfriado ja cerca de uma semana atrás ate hj) serem sintomas e manifestação aguda tardia?
    E tmb mesmo apos 37 dias e tendo essas coceiras o exame dar negativo, ou seja, nem mesmo deu indeterminado, poderia ainda assim esses sintomas serem o virus apesar de dois testes rápidos ja saírem negativos?
    Agradeço pela iniciativa de criar este site, seu trabalho nps faz mto bem para o psicológico!

  86. Boa noite Dra Keilla, estou no vigésimo-primeiro dia da PEP, e ontem e antes de ontem consumi alcool (pinga e cerveja), isso prejudica o tratamento? ou o problema é a sobrecarga do fígado? obrigado!

  87. Olá, é indicativo de PEP um homem inserir um ou dois dedos no meu ânus e eu ter beijado saco escrotal dele? Depois vi que o pênis dele tinha líquido pré-seminal na glande. Muito obrigado!

  88. Boa noite doutora!
    Sou eu novamente, rs. Doutora, no cta eles falam que o teste tapido deles eh de 4a geração. Porem leio em todo lugar que os testes rápido sao apenas de terceira geração e q os de 4a procuram por anticorpos e por antigenos. Qdo chego no cta eles dizem que p rápido eles eh sim de 4a geração mas que procuram apenas anticorpos.
    Qual eh o teste que existe de fato atualmente sobre os testes rapidos? Moro em campinas-sp, faço os testes nos postos daqui.

  89. Resposta da sua resposta acima: Mesmo tendo a possibilidade dele ter passado a mão no líquido pré-seminal? Muito obrigado!

  90. Janela que a senhora diz é para fazer o novo exame? Sabe em média quanto é reduzido o risco? Acredito que não consigo mais cápsulas para prolongar o tratamento… estou preocupado.

    Ah, seu blog é incrível. E a atenção que você direciona é de outro mundo. Obrigado!

  91. Dra Keylla, fiz testes de 4º Geração aos 34 dias e aos 110, contados a partir da exposição, e tiveram resultado não reagente. Mesmo assim o médico passou o western blot para realizar e aguardo resultado. Fato é que não consigo mais dormir preocupado com este último resultado que não saiu. Ainda há algum risco?

  92. Dra. Fiz a profilaxia, e realizei meus exames de 4ª geração apos 60 dias do termino da profilaxia e 90 da exposição! Ja posso encerrar o caso?

  93. Olá, boa tarde! Tive uma prática que não consigo identificar se houve algum risco…Um cara fez penetração anal em mim com dois dedos. No entanto, percebi que no pênis dele havia líquido pré-ejaculatório. Pensando que ele provavelmente tenha passado a mão dele no próprio pênis antes de penetrar com os dedos em mim, neste caso, haveria algum risco de infecção? Seria um caso de PEP? Muitíssimo obrigado! Grande abraço

  94. Estou tomando a PEP uma semana, e estou com com bolinhas vermelhas e coçando no corpo, (e tive um pouco de febre) é efeito colateral do remédio?

  95. Boa noite,
    Meu caso é muito parecido com o caso do Kadu acima, em que em uma relação casual o parceiro inseriu o dedo no meu ânus causando um pouco de dor e, acredito eu, algumas fissuras e em seguida em contato com o líquido pré ejaculatório. Supondo o pior cenário que seria esse parceiro ter uma carga viral alta, existe uma grande possibilidade de eu ter contraído o vírus? O risco é insignificante ou seria indicado o uso da PEP?

  96. Olá, doutora! Tudo bem?

    Tive uma exposição de baixo risco (fiz sexo oral em um travesti e não houve ejaculação). Cerca de 50h depois iniciei a PEP. Durante os 28 dias da PEP acabei tendo relação sexual sem preservativo com minha parceira fixa. Em um dos comentários a senhora respondeu que mesmo que a PEP falhasse seu uso diminuiria a chance de contágio. Minha dúvida é: (1) Mas e se a PEP não falhar? Caso ela funcione, existe possibilidade de contágio da minha parceira? (2) Existe alguma chance de eu não me infectar por conta da PEP, mas minha parceira sim?

    Vi na internet que a PEP (caso funcione) impede a reprodução do vírus e, consequentemente, este não se espalha pela corrente sanguínea. O raciocínio que eu tive foi: já que a PEP impede a reprodução e o vírus não chega à corrente sanguínea, então não há chance de contágio.

    Desde já agradeço a resposta!

  97. Doutora, fiz sexo oral sem preservativo em um homem, mas não houve ejaculação. É indicado PEP neste caso? Obrigado!

  98. Foliculite, candidíase genital, amidalite, febre e tosse seca. Tudo isso ocorreu individualmente (cada um em um período distinto) e depois de 120 dias da exposição, com um teste de 4a geração negativado. Existe o risco de isso ser HIV?

  99. Doutora, fiz sexo oral sem preservativo em um homem, mas não houve ejaculação. É indicado PEP neste caso? Obrigado!

  100. Boa tarde, doutora! Tudo bem?
    Já estou no décimo segundo dia de tratamento da PEP e começou aparecer algumas bolinhas vermelhas pelo meu corpo, isso é normal?

    1. Sugiro que procure pessoalmente o seu médico infectologista para avaliar possível alergia ou outros diagnósticos diferenciais para tomar as medidas cabíveis. não suspenda a medicação antes de consultar seu medico.

  101. Olá, Dra. Keilla, tudo bem?
    Em fevereiro, teve uma campanha na minha cidade e fiz um teste rápido, o resultado foi negativo. Meu namorado fez também, mas o dele foi positivo. Marcamos a consulta com a médica para 1 mês depois do positivo dele. Fui encaminhado a fazer um novo teste – resultado negativo. Ele não fez outro teste rápido naquele dia, a médica já solicitou o exame de carga viral e de cd4, dentre outros. Final de março,o resultado dele foi de cd4 970 e carga viral 37 mil. Ela não prescreveu a medicação pra ele. No final do mês passado fiz outro teste, também negativo. Entretanto, no início deste mês tivemos uma relação, o preservativo rompeu e eu comecei a tomar a Pep. O grande problema aconteceu porque na terça-feira fomos à médica, na conversa ele pediu para ver se não seria importante já começar o tratamento, e ela novamente disse que pode esperar mais um pouco. Achei que ela estivesse um pouco desatualizada e perdi um pouco a confiança. Nisso, falei pra ele fazer um teste rápido em outro laboratório. O resultado dele foi Negativo! Ele não está tomando nenhuma medicação. É possível ser HIV+, sem fazer uso de nenhuma medicação, e o teste rápido dar negativo? Ou, seria possível os exames que ele fez mascarados (erro de coleta, equipamento descalibrado etc) ? Qual procedimento você indica para fazermos agora?

    1. Sugiro que procure um medico infectologista para avaliar riscos e pedir todos exames.
      Mesmo controladores de elite (aqueles que não possui vírus detectável no sangue mesmo sem tratamento), possuem testes sorológicos positivos.
      Sugiro que realize um teste de laboratório para tirar a dúvida.

  102. doutora vi alguns posts seus dizendo que a maioria das pessoas não sentem sintomas ao contrair hiv. sabe dizer qual é essa proporção (exemplo: 60% não sente e 40% tem sintoma)?

  103. Dra. Fiz a profilaxia, e realizei meus exames de 4ª geração apos 60 dias do termino da profilaxia e 90 da exposição! Ja posso encerrar o caso?

  104. Doutora, dia 03/06 me masturbei juntamente com um outro rapaz, de sorologia que desconheço. Tendo o risco de troca de fluídos, fui ao posto e iniciei o tratamento com a PEP 43 horas após a exposição. 3 semanas após o início do tratamento, apresento garganta inflamada, febre baixa, gosto ruim na boca e mal estar no corpo.
    Devo procurar novamente o Posto de Saúde e/ou um infectologista?

  105. Doutora, a camisinha durante o sexo com a minha companheira se rompeu. Devido a isso, no dia seguinte realizamos o exame para saber se amãos eram infectados pelo vírus hiv. Graças a Deus os dois deram não reagente para o vírus. No entanto, no exame dela mesmo dando não reagente, foi colocado uma observação embaixo do resultado, que dizia assim: Detecção de anticorpos contra proteinas recombinantes do hiv grupo O e Me do HIV-1 e do HIV-2. Detecção do antigeno p24 com pares de anticorpos monoclonais específicos para proteína p24 de particular virar circulante. Sabe me dizer o pq dissó doutora? Mesmo dando não reagente.

  106. Dra, Keilla, acabei de tomar a PEP dia 18/06. Durante a PEP tive diarréia e um pouco de enjoo. Durante o tratamento fiz o uso de Naldecon (duas vezes). Dois dias após a PEP fiz uso de medicamento para dor de cabeça (Neusaldina). Minha primeira dúvida é. Esses medicamentos podem ter sido prejudiciais? Minha segunda dúvida é sobre se é normal algumas reações após o fim da PEP. Tive dor de cabeça, coriza (algo parecido com sinusite) e diarreia durante 3 dias. Isso aconteceu 2 dias após eu ter finalizado a PEP. Obrigado

      1. Dra, obrigado pela resposta. Há chance dessas reações serem de uma fase aguda do hiv? Isso pode acontecer logo após a pep? Não tive febre, somente dor de cabeça muito forte. Desculpa a insistência.

  107. Doutora. Após encerrar a PEP fiz um teste de 4 geração com 45 dias de exposição, um teste rápido do COA com 64 dias de exposição e um teste de 4 geração com 83 dias da exposição. Preciso fazer mais testes? Obrigado.

  108. como funciona a pep dentro do organismo? estava tomando a pep fui ter relação e a camisinha estourou, tem risco a outra pessoa se eu estive positivado pela a relação anterior?

  109. Bom dia! Dra, se a parceira for portadora é comum na primeira relação ser infectado? qual o percentual de chances disso acontecer? Obg.

  110. Estou tomando a PEP, faltam quatro dias para o termino do ciclo de 28 dias, Nesse período de festas juninas posso beber, bebidas alcolica ou tem algum problema?

  111. Olá Dra, tudo bem? quando terminar de tomar a PEP fizer o teste rápido, e dé negativo para o HIV, com quanto tempo depois posso voltar a ter a vida normal? por exemplo, Beber, fazer sexo, etc..

    1. Você já pode praticar sexo desde já, desde que com preservativo para proteger você e aoutra pessoa.
      Quanto a beber, assim que terminar as medicações,
      outras atividade depende de sua saude e de cada caso. sugiro que converse diretamente com o medico infectologista que esta te acompanhando

  112. Dra., boa noite!
    Se eu tomar vacina Hepatite B em um dia e no dia seguinte realizar exame, há chance de ser reagente em função da vacina?
    Isso ocorreu quando comecei PEP.
    Obrigado!

  113. Dra. Não entendi esta resposta , a PEP atrapalha ou não a criação de anticorpos, prejudicando os testes rápidos?
    Boa noite e obrigada.
    O tempo máximo da janela não muda com a Profilaxia Pós Exposição. Segue sendo de 90 dias após a exposição.
    Agora, tanto os testes de carga viral, que detectam o material genético do vírus no sangue, quanto os testes de 4 geração, que identificam anticorpos anti-HIV específicos e proteínas do corpo do vírus, podem ter sua sensibilidade prejudicada durante a profilaxia pós exposição pois o esquema diminui a quantidade de virus HIV circulando no sangue, mesmo que haja falha do esquema. já os anticorpos serão produzidos independentes do uso da Profilaxia.

    1. O PEP não atrapalha a criação de anticorpos.
      TEORICAMENTE ele poderia, quando muito diminuir um pouco diminuir um pouco a sensibilidade da detecção das proteínas virais, dos testes de 4ª geração, uma vez que pode acontecer que, mesmo que a PEP falhe e a pessoa tenha se infectado pelo HIV, durante o uso do PEP pode haver uma certa supressão da carga viral. Digo TEORICAMENTE, pois isso é o raciocínio médico lógico, mas na prática, isso não está bem estipulado.
      O fato que independente de se usar a PEP ou não o tempo médio de janela varia de acordo ao tipo de teste. como o colocado nesse artigo: http://www.drakeillafreitas.com.br/risco-de-transmissao-do-hiv-de-acordo-a-exposicao/

  114. Dra. estou no 32 dias de exposição, terminei a pep certinho há 3 dias , fiz um TR Bio manguinhos DPP, resultado negativo! A Pep poderia alterar esse resultado para um falso-negativo? Isso é raro acontecer? A Sra. sempre fala que a PEP não altera a criação de anticorpos anti-hiv… Esse resultado já poderia me deixar mais tranquilo? Obrigado

  115. Dra. a coceira pode estar relacionada ao uso da PEP? possívelmente como efeito colateral? Desde que comecei a tomar estou tendo coceiras pelo corpo. É comum, ou devo procurar um médico pois se trata de um outro problema ?

  116. Boa noite… qual a probabilidade de ocorrer a falha da PEP ? o novo protocolo da PEP é menos ou mais eficaz que o anterior ? Desde já agradeço.

  117. Bom dia, Dra Keilla e parabéns pela prestação serviço.
    Tive uma exposição e após realizar o teste rápido e conversar com a minha médica, ela me indicou a medicação preventiva da PEP, comecei a tomar a medicação agora em 29/07, vou tomar durante 28 dias como me foi prescrito, comecei a tomar as 06h00 03 comprimidos e as 18h mais 02 comprimidos, minhas dúvidas são:

    – estou tomando os comprimidos com leite, pois vomitei tomando com água, tem algum problema?
    – posso eventualmente atrasar alguns minutos ou em até 01 hora do horário que tomo a medicação diariamente?
    – minha médica disse que posso tomar os 05 comprimidos de uma vez no lugar de tomar em 02 horários diferentes, ja que comecei a tomar em 02 horário diferentes posso agora tomá-los em apenas um horário?

    1. Boa tarde. Depende qual o esquema que você está tomando.
      Considerando que você está tomando o esquema mais atual indicado pelo ministério da saúde(Atazanavir;Ritonavir, Lamivudina, Tenofovir):
      – Não tem problema tomá-lo com leite.
      – Você precisa evitar usar remédios para gastrite com inibidores da bomba de prótons (omeprazol, pantoprazol, etc)
      – não faz problema atrasar um pouco, mas tente tomar o mais certo possível. caso esqueça, tome na hora que lembrar e siga as próximas doses normalmente.
      – Para este último esquema proposto, os 3 medicamentos são tomados uma vez ao dia, um de cada todos juntos.

      SE você se refere ao lopinavir, ritonavir, também conhecido como Kaletra. Ele deve ser tomado preferencialmente 2 cp de 12 em 12 horas. Tomar os 4 cps uma vez ao dia é controverso e pode aumentar o risco de reação e intoxicação.

  118. Doutora boa noite?
    Estou desesperado, me ajuda por favor.
    30/06/17 tive uma relação sexual com uma pessoa soropositiva, não sabia, e foi sem preservativo, 4 horas depois a pessoa me manda uma mensagem dizendo que tinha HIV, corri para o CTA e comecei a PEP 5h. e 30min. depois da exposição.
    Hoje dia 06/07 é o sétimo dia e tomo as 16 horas da tarde. Estou sofrendo muito. Sei que tenho que fazer exames 30 dias e depois com 90 dias.
    Fico procurando na internet pessoas que fez o uso da PEP e que não resolveram.
    Mas para eu sofrer menos posso fazer com quantos dias no mínimo? A profilaxia funciona mesmo?

  119. Doutora esqueci de fazer uma pergunta, minha exposição foi dia 30/06/17 e comecei a fazer o uso da PEP 5 horas e meia depois, mas depois de 2 dias fiz amor com meu companheiro sem preservativo, posso ter o infectado?

  120. Boa noite Dra.

    Fiz ha poucos dias meu terceiro ELISA, com resultado negativo, depois de 5 meses de uma relaçao de risco.(todos os 3 deram 0,05 -tendo como referencia- negativo ate 0,99).

    Ocorre que apos esse ultimo exame , que tinha me deixado muito tranquilo, por um vacilo tive mais uma relaçao sem camisinha com outra menina (de sorologia desconhecida).

    Fiquei apavorado, super angustiado , tudo de novo, e em 60 horas comecei a tomar a PEP.
    Não satisfeito, insisti que ela fizesse um ELISA na semana passada , cerca de 2 semanas depois dessa relaçao (e equanto eu estava ja tomando a PEP).
    O resultado do exame dela foi -0,24 nao reagente , com valor referencial negativo ate 0,99.

    Mesmo assim estou preocupado! pois o exame dela deu 0,24 e nao 0,05 como os meus!!!
    pode significar que ela esteja no inicio da doença? ou algo assim?

    analisando a situação toda, tendo essa relacão cm ela, tendo feito a pep dentro do prazo, estando tomando os remedios rigorosamente, e ela ainda ter tido um resultado negativo de 0,24 , posso ter me contaminado???

    obrigado!!!!

  121. Dra, li a matéria mas nao consegui extrair as respostas! desculpe a falta de entendimeento!

    Se uma amostra não apresentar nenhum anticorpo, o resultado negativo é fornecido para o paciente.

    “Caso seja detectado algum anticorpo anti-HIV no sangue, é necessária a realização de outro teste adicional, o teste confirmatório.

    isso significa que esse 0,24 sao anticorpos do hiv no sangue dela?? ela esta infectada???

  122. Olá Dra gostaria de saber se tomar a PEP ( ritonavir, sulfato de atazanavir , fumarato de tenofovir +desoproxila + lamivudina) sao os componentes da PEP, se eu tomar cerveja corta efeito de algum desses????

  123. Olá, por um erro meu, acabei me colocando em uma situação de risco. Penetrei sem preservativo, mas apenas introduzi meu pênis no anus da garota de programa e retirei logo em seguida, foi rápido, coisa de segundos. Após esse vacilo fiz apenas sexo oral com ela sem preservativo também, mas sentindo-me péssimo, parei e fui embora. Pergunta é, devo fazer a PEP? Obrigado.

  124. Boa noite Doutora, no Domingo a tarde, estava em uma loja de roupas no shopping, peguei uma peça de roupa e sem ver, furei meu dedo, saiu sangue, você poderia me dizer se nesse caso seria recomendado tomar a PEP? Aguardo ansiosamente sua resposta. Obrigado, Boa noite!

  125. Dr comecei o tratamento PEP sem saber a sorologia da pessoa, porém me foi indicado devido à situação. Caso a pessoa não tenha o vírus e eu não fui contaminada, o fato de eu usar a pep pode me causar algum dano? Estou desesperada, não consigo dormir pensando em mil possibilidades.

  126. Bo noite, Dra. Keilla. Estou desesperado, tive uma relação receptiva-sou homem- com preservativo. Mas devido as preliminares com potencial troca de fluidos, fui posto no esquema pep. Tomei a primeira dose com 6 hs. Do contato. O problema foi a ingesta de alimentos que descobri ser necessária somente agora com atazanavir depois de 5 dias. Meu esquema é tenofovir, lamivudina, atazanavir, ritonavir. Estou tomando tudo na hora exata. Nenhum medico me frisou o uso do alimento. O tempo do alimento ao medicamento estava entre 3 e 4 hs. Estou com medo de falha terapêutica.

    1. Tomar os remédios com ou sem alimento não mudam a absorção deste remédios.
      Você precisa sim ter cuidados com o uso associado com medicações para gastrite como omeprazol e afins, pois este reduzem os níveis do atazanavir no sangue.

  127. Dra, enquanto fazia uso da PEP percebi que minha urina continha um pó branco, achei que fosse normal mas ainda hoje, 44 dias após o término na PEP esse pó persiste. Isso pode ser por conta da PEP? Existe alguma toxidade que pode persistir por um tempo após o uso?

    1. Não dá para especular sem te avaliar pessoalmente, pois não sei a causa dessa alteração. Você precisa se consultar pessoalmente com um medico infectologista para avaliar o seu caso em especifico.

  128. Dra., Muito obrigado pelas informações. Tive relação com um rapaz de sorologia desconhecida. Fiz sexo oral sem ejaculação, houve um principiozinho de penetração anal receptiva, tb sem ejaculação. Há indicação para PEP? Os riscos e os efeitos colaterais podem ser graves? Quando há efeitos colaterais, eles já se manifestam nas primeiras doses? É melhor ingerir o coquetel descrito acima com alimentos?

      1. Dra, comecei a PEP após 4 horas da exposição. No 1 dia não senti efeito colateral nenhum, no 2 um pouquinho de enjoo. A PEP pode trazer sequelas ou danos mais sérios à saúde?

        1. Como toda medicação a PEP pode trazer efeitos colaterais e outros problemas como toxicidade ao fígado e rim, coisas que nem sempre vem com sinotmas. POr isso que você precisa ser acompanhado por um medico durante o uso do mesmo.

  129. Dra Keila estou tomando a PEP, comecei com 60 hrs meu olho ficou só um pouco amarelo e bastante fome são só esses os sintomas, as minhas chances são altas de não ser infectado? A pep é segura, eu posso ficar com algum problema no meu corpo, das pessoas q tomaram ficaram com sequelas? estou muito preocupado. Obrigado tenha um ótimo dia.

    1. Quanto mais cedo após a exposição a PEP for iniciada maior a sua eficácia, quanto ais efeitos de estar tomando a PEP você precisa se consultar e ser acompanhado por um medico infectologista que vai te pedir exames e te avaliar pessoalmente, te orientando durante todo este processo.

  130. Boa noite.

    Me relacionei sem preservativo na segunda-feira a noite. Na terça-feira ao meio-dia comecei o tratamento PEP. Hoje completa seis dias de tratamento e sete de exposição. Na manhã em que comecei o tratamento fiz duas vacinas, uma imunoglobulina (acho que é isso) e uma antitetânica.

    1ª pergunta: Alguma dessas vacinas pode interferir no tratamento PEP?

    Dois dias após o início do tratamento e até hj, presenciei no canal da uretra uma secreção muito parecida com pús. Já tive uma infecção urinária há algum tempo e é muito semelhante com o que tive naquela ocasião.

    2ª pergunta: Isso pode ser algum efeito colateral ao tratamento ou um possível sintoma de uma possível infecção do HIV?

    3ª pergunta: caso seja uma infecção urinária, há problema em fazer o tratamento com antibiotico junto com o tratamento PEP?

    Ficarei muito grato se puder me responder. Um abraço.

    1. Resposta da 1ª pergunta: Não.
      Resposta da 2ª pergunta:Não e não;
      Resposta da 3ª pergunta: Não
      Procure um médico infectologista para te avaliar pessoalmente, fazer um diagnóstico e estipular o tratamento necessário.

  131. Dra por favor me ajude e responda, tive exposicao de risco com uma garota de programa e comecei o pep 30 horas depois. ok estava no 26 dia e fiz sexo sem camisinha com minha namorada, corre o risco dela pegar o virus e eu me “curar” com a pep ? obrigado. o tempo de vida do virus dentro do organismo durante a pep eh de 28 dias ou pode ser menos tambem? mto obrigado!

    1. Se vc se refere a fase AIDS, de imunodeficiência, os sintomas são muito variáveis:
      – Perda de peso, caquexia
      – Lipodistrofia
      – Neoplasias
      – Alterações neurológicas
      – Infecções oportunistas (cujos sintomas variam de acordo com a infecção e localização)

  132. Dra, gostaria de saber se uma pessoa que a fazer a profilaxia, pode manter relações sexuais? Será que é normal sair borbulhas nos labios enquanto faz o trantamento?

  133. Oi Doutora boa noite,
    Está fazendo 25 dias que estou tomando os comprimidos da PEP, comecei 5 horas depois do acontecido. Estou preocupado de a PEP não ter sido eficaz para mim, sabe por que, passe as 3 primeiras semanas sem sentir nada, como se eu tivesse nem tomando os comprimidos, não senti enjoos ou diarreias.
    Nesses 7 últimos estou com diarreias. Li sobre a infecção aguda dos primeiros dias de quando uma pessoa é infectada, que em algumas pessoa tem diarreias, inflamam garganta ou ficam resfriadas tem calafrios durante a noite.
    A Senhora acha que posso ter me infectado mesmo fazendo o uso da PEP?
    Essa diarreia pode ser sintoma de infecção aguda por eu ter me infectado mesmo com o uso da PEP?
    Desde já agradeço pela atenção.
    Boa Noite

  134. Dtra . Estou fazendo a pep fazem 12 dias. Fiz exames no início e tudo negativo. Minha exposição foi há 13 dias e 30 horas após iniciei a pep. Sou casado e tive uma relação com uma mulher fora do casamento. A penetracao foi bem rápida cerca de 30 segundos, logo depois fiquei com receio e colcoquei a camisinha.

    Minha pergunta é: estou fazendo sexo com minha esposa sem preservativo, corro risco de transmitir HIV Pra ele se eu estiver me infectado? Mesmo fazendo a PEP ?

  135. Dra, caso eu não tenha tido o contato com o vírus, o fato de usar a pep poderia ocasionar algum problema? Ou um efeito contrário? Ao invés de prevenir causar o próprio hiv? Nessas horas de desespero passam muitas coisas na cabeça.

      1. Obrigada doutora, a senhora não imagina como alivia esse auxílio que você nos da nesse momento de angústia. Abraço

  136. Dra, tenho uma dúvida. Nós fazemos a pep pois n temos a ctz de ter entrado em contato c o vírus ou não. No caso das pessoas que realmente não entraram em contato com o vírus, como esses remédios estão agindo no organismo por 28 dias? Eles estariam então afetando as células boas? Aguardo ansiosamente sua resposta.

  137. Dra, minha situação foi a seguinte: sai com um rapaz de sorologia desconhecida, durante a relação vaginal ele retirou a camisinha sem eu ver e a relação durou certa de 3 min sem, porém não houve ejaculação. O médico me indicou a pep estou no 14 dia, a senhora considera q minha situação era indicada mesmo o uso da pep?

  138. Dra se a pessoa acabou de ter tomar a PEP os 28 dias , so que 5 dias depois ela se relaciona sem preservativo e fica encucada. Ela pode repetir a pep??????

  139. Boa noite Dra!
    A senhora poderia explicar o que seria “os efeitos colaterais pelo o uso recorrente da pep são desconhecidos em pessoas HIV negativo”. Obg

  140. Dra, bom dia! Primeiramente parabéns pelo o site. Se puder me tirar uma angústia, agradeceria.

    Meus exames anteriores de hiv davam indice 0.03… 0.04… (muito abaixo do positivo)

    Após minha possivel exposição ao vírus, iniciei tratamento com a PEP +/- 20H apos o comportamento de risco, e fiz os 28 dias de tratamento.
    Esperei 30 dias da exposicao e fiz exame quimioluminescencia anti hiv.
    Meu resultado deu “não reagente”, mas com indice de 0.1 .
    Preciso me preocupar com esse indice ? Obrigado !

      1. Obrigado pela atencao.
        Esse teste que fiz ” HIV 1 e HIV 2, ANTICORPOS ANTI
        Método quimioluminescencia é teste de 4 geração ?

  141. Dra, apos quanto tempo uma pessoa que foi infectada pelo HIV pode transmitir o vírus?
    Se ela estiver tomando a PEP as chances de transmissão ficam menores?
    E se uma pessoa tiver outra exposição enquanto toma a PEP?
    Obrigado desde já

    1. Dra, apos quanto tempo uma pessoa que foi infectada pelo HIV pode transmitir o vírus? – não tem tempo pre definido, mas dependendo o tipo de teste usado, pode transmitir antes de aparecer no teste.
      Se ela estiver tomando a PEP as chances de transmissão ficam menores? – Sim
      E se uma pessoa tiver outra exposição enquanto toma a PEP? – o tempo maximo de janela passa a ser contado a partir da ultima exposição.

  142. Se de fato não houve nenhum contato com o vírus, como os remédios agem no organismo nesses 28 dias de pep? Eles atacariam as células boas?

    1. Não. Os antivirais não tem ação contra as células do nosso corpo.
      Mas independente de estar ter vírus para combater ou não o que o uso de antivirais pode causar é o mesmo que qualquer medicação. reações adversas ou toxicidade

  143. Ola Dra, estou preocupado pois em duas ocasiões atrasei o horario da pep, em uma vez 10minutos e na outra 20 minutos! Devo me preocupar?

  144. Tive relaçao deprotegida de sexo oral receptivo,mas nao sei se a pessoa é HIV positivo! estou no tratamento da PEP! Devo me preocupar?

  145. Exame negativo 39 dias após a pep, beijei um rapaz no tratamento, horas antes na escovação minha gengiva sangrou. Posso ter transmitido?

  146. Tive relação com um homem, não houve penetracao e nem sexo oral. Eu apenas beijei a glande dele. Há risco de contaminação?

  147. Dra, fiz sexo oral em um homem cuja sorologia desconheço. Nao houve ejaculação. Quais são os riscos de contaminação?

  148. tenho problemas de Ansiedades e enxaqueca com aura. Se eu
    Ultilizar rivotril ou cefaliv, isso pode ter algum efeito negativo durante a pep?

  149. 02 – Realizei um teste rápido após duas semanas de exposição e deu “amostra não reagente para HIV”, há chances de eu estar infectado?

  150. 03 – Senti sintomas nessas 2 semanas, como frio (temperatura corporal 37ºC), náusea e insônia, isto é sintoma do HIV ou da ansiedade?

  151. Boa Noite Doutora.
    Eu estou fazendo o tratamento do PEP. Esqueci de tomar os medicamentos por 1 dia. Quais são os riscos?

  152. *Qual a percentagem de eficácia da profilaxia pos-exposição tomada em 48 horas para relação insertiva vaginal?

  153. Existe risco de a profilaxia falhar e a pessoa nao sentir nenhum sintoma da fase aguda? Tem estudos sobre isso ?

  154. Urinar ou colocar sabonete líquido sobre a mucosa peniana , logo apos relação sexual vaginal insertiva, é eficaz ?

  155. medicamentos da pep estragam dentro da embalagem (derretem ou perdem efeito) nos dias de calor de mais de 40 gruas?

  156. e preciso fazer exame de sangue para o rim? a medica pediu para voltar amanhã e dia 30/8 para esse exame do rim termino a PEP dia 14/9

  157. Olá doutora, estou nos 28 dias,hoje o relogio não tocou por descarregou e esqueci, passou uma janela de 4h e 30 min,.
    Seria muito grave!???

  158. ola, trabalho num laboratorio. Gostava de saber qual e a possibilidade de apanhar HIV se o sangue de uma pessoa com HIV tocar no meu nariz?

  159. Dr,a
    A minha primeira dose tomei depois de 18 horas de exposição e tomei assim que almocei,seria melhor ter tomado de estômago vazio ?

  160. No 15º dia de PEP apareceram no corpo todo manchinhas vermelhas, sem coceira. Sumiram 3 dias depois. É sintoma q posso ter sito contaminado?

    1. Provavelmente não. o mais provável é que seja relacionado ao PEP ao a alguma outra substancia que você tenha ingerido, outra coisa que precisa ser descartado, apesar de geralmente ter um tempo de evolução mais arrastado é sífilis. São as duas principais causas dessas alterações em sua situação, mas sugiro que procure um medico infectologista para te avaliar pessoalmente e descobrir se há algum outro fator de risco e sinal e pedir os exames cabíveis.

  161. Fiz oral com afta em uma mulher que participou de uma suruba dias atrás. Após 17 dias do ocorrido deu resultado hiv negativo nela. Há risco?

  162. nenhum efeito colateral tem 8 dias o uso da pep. eh normal sentir essa coceira e manchas vermelhas pelo corpo?

    1. Coceiras e manchas vermelhas pelo corpo provavelmente são efeitos colaterais da PEP. Você precisa se consultar pessoalmente com o seu médico para te avaliar pessoalmente, não suspenda a medicação antes de se avaliar com o sue médico.

  163. Quero fazer o western blod, exame que detecta partícula do vírus no sangue,segunda faz 20 dias de exposição,ele já dá um resultado?

  164. Olá, estou tomando a Pep a 3 dias e ontem eu tive febre, mas n tomei nada e ainda estou com temperatura alta.
    Eu poderia tomar Paracetamol?

  165. PCR Quantitativo e um exame de 4 geração com 16 dias, da exposição e um de 3 geração com 30 dias, todos negativos. Posso encerrar?

  166. Tive ínguas não palpáveis nas axilas, sem febre nesse período. Quando uso camiseta com manga apertada a da esquerda incha.

    1. Existe uma infinidade de causas para ínguas, desde infecção, passando por inflamação até câncer. Você precisa de avaliar pessoalmente com um médico infectologista para fazer a avaliação e solicitar os exames pertinentes.

  167. Dra parabéns pelo site.tomando a PEP 21 dias fiz um exame de laboratorio 0.32(n reagente).posso ficar mais tranquilo com esse resultado?

  168. Dra parabéns pelo site.tomando a PEP 21 dias fiz um exame de laboratorio 0.32(n reagente).posso ficar mais tranquilo com esse resultado?

  169. Bom dia.
    Estou fazendo PEP. Estou gripado e gostaria de saber se medicamentos contra gripe interferem na PEP.

    Obrigado

    1. Pode fazer uso de analgésicos simples como dipirona e paracetamol. mas não deixe de comunicar isso ao seu médico para que ele possa te avaliar e vigiar outros efeitos adversos, além de diagnóstico diferencial com outras infecções.

  170. Bom dia, Dra! Gostaria de saber se alguns efeitos como rash nas palmas das maos podem aparecer msm depois da pep?

  171. Dra parabéns pelo site.tomando a PEP 21 dias fiz um exame de laboratorio 0.32(n reagente).posso ficar mais tranquilo com esse resultado?

  172. Correto Dra keilla, mas mesmo com a Pep apos 21 dias da situação ja apareceria no exame(geralmente)?janela de 14 20 dias?

    1. Depende de qual foi o efeito e de cada paciente. Sugiro consultar o seu medico infectologista para te avaliar pessoalmente para realizar exames e verificar se não há nada de errado como alguma efeito tóxico do remédio.

  173. Hoje 05-09-17 termino o uso da PEP , mas tive relação sem proteção com uma pessoa portadora do HIV á 03dias , devo continuar o uso?

  174. Dra. Estou fazendo a PEP faz 5 dias e com corpo muito amarelo e olhos pouco amarelo, isto é normal? Ou pode ser algo grave?

    1. Isso é uma reação comum ao esquema com atazanavir e não significa gravidade, mas você precisa fazer um acompanhamento com o infectologista e realizar exames de sangue de controle durante o uso da PEP. N

  175. Ola doutora tomei a pep por 28dias. Fiz um exame de lab aos 21dias. N reagente posso ficar mais tranquilo?14 de janela

  176. PEP 4 hrs após a exposição(vaginal insertiva com mulher HIV+ , tem o virus há menos de 1 ano, não se trata).
    Qual o meu risco?

  177. Dra boa noite.parabens pelo site fiz uso da pep por 28dias. Fiz exame com 22dias n reagente fico mais tranquilo(jenale de 15 20 dias)

  178. senti irritação e coceira, Posso tomar algum antialérgico para aliviar essa reação e também a coceira ? OBG!!

  179. Boa tarde, uma ferida na boca sem sangue aparente em contato com um arranhão pode contaminar alguém?

  180. Meu tratamento de 28 dias deveria acabar sábado (dia 23), porém irão sobrar 3 comprimidos em cada frasco (o correto seria 2, pois em cada frasco diz conter 30 comprimidos)
    Então, suspeito que devo ter me esquecido de tomar algum dia, mas n lembro. O que se deve fazer em relação a isso? Se eu tiver me esquecido de tomar em um dos dias eu deveria continuar até o fim?

  181. Dra, sou operado de redução de estomago, tenho desvio intestinal. Mesmo fazendo pouca absorção, existe chance da PEP funciona comigo? To desesperado, meu médico de ferias, comecei a pep com 17horas. Pois so consegui em um hospital. Fui orientado apenas pelo clinico que iniciou o tratamento. Mesmo ele dizendo que absorve sim, fiquei muito preocupado.

    1. Absorve sim. Existem muitas variáveis que interferem na eficácia do PEP. A primeira delas é o tempo do inicio, quanto mais rápido iniciar, maior a eficácia. Mesmo que haja alguma dificuldade de absorção, ela ainda tem o seu efeito. Tome o seu esquema regularmente , faça o acompanhamento com o seu infecto e repita os exames de controle conforme orientado por ele.

  182. Olá , de keilla , tenho HIV descobri cd4 _baixo 84 , fiquei muito debilitada , começei coquetel com atazanavir , em 2008 , mais tive efeito colateral olhos amarelos e deu hepatite b. Médico mudou OK esquema para kaletra e tomei por 8 anos e carga viral 1000 , alta mais o ministério tirou kaletra e voltei para atazanavir novamente eu avisei feito mal e fez agora estou hepatite medicamentosa , e tomo bromazepam e amitril também prejudicam fígado? Outro esquema novamente duramavir tomara de cert

    1. Existem vários esquemas como opção ao Kaletra, esquemas com Atazanavir é apenas um deles. Converse com o seu médico sobre a melhor escolha para o seu caso em específico. tomando cuidado também com interações que podem ocorrer com os remédios que você já faz uso.

Deixe uma resposta


*Os comentários são limitados a 500 letras. Obrigada.

Top