Você está aqui
Home > HIV/AIDS > Interações entre remédios do HIV e drogas

Interações entre remédios do HIV e drogas

Compartilhe
  • 12
    Shares

Interações entre remédios do HIV e drogas

O consumo de drogas recreacionais em pessoas vivendo com HIV (PVHIV) criam uma serie de preocupações como:

  • Sexo sob efeito de drogas, o que pode expor a PVHIV a reinfecções do vírus HIV e outras ISTs;
  • Abandono de tratamento do HIV;
  • Interações medicamentosas entre os antirretrovirais – ARV (medicamentos usados no tratamento do HIV) e a drogas recreacionais.

Estudos sobre interação medicamentosa são escassos, até mesmo porque os estudos feitos para confirmar eficácia, tolerância e segurança dos ARV são desenhados em condições ideais, nas quais as pessoas que fazem uso não possuem várias outras condições que podem confundir os resultados.

 

O uso de ARV com drogas pode causar:

  • Redução do nível dos ARV no sangue

Isso pode levar a uma quantidade de droga no sangue insuficiente para manter a supressão viral.

Com o vírus se multiplicando, mesmo em poucas quantidades, aumenta o risco do vírus criar resistência.

Se isso ocorrer, com o passar do tempo, o esquema antirretroviral não fará mais efeito.

  • Aumento do nível dos ARV no sangue

Isso aumenta o risco de efeitos colaterais e toxicidade.

Efeitos colaterais como dores de cabeça, náuseas, dores na barriga, alterações do humor ou sono, etc.

Efeitos tóxicos como hepatite, pancreatite, lesões renais e neuropatias.

  • Redução dos níveis das drogas recreacionais no sangue

Aumenta a necessidade de doses maiores para se alcançar o mesmo efeito, aumento a toxicidade dessas drogas.

  • Aumento do nível de droga recreacional no sangue

Maior risco de intoxicação ou até mesmo morte por overdose, mesmo com o uso de dose usual.

Efeitos do uso do cigarro a longo prazo

O uso de cigarro aumenta o risco de:

  • Acidente vascular cerebral (derrame cerebral);
  • Infarto do coração;
  • Trombose venosa (entupimento das veias);
  • Depressão;
  • Doenças crônicas do pulmão, como enfisema pulmonar, bronquite, bronquiolite crônica;
  • O cigarro pode acelerar ou facilitar o aparecimento de doenças como a pneumonia, responsável pela morte de muitos pacientes soropositivos;
  • Desenvolvimento de cânceres como o de boca, laringe, estômago, bexiga e pulmão (Ele é responsável por 90% dos casos de câncer de pulmão).

É importante ficar claro que deixar de tomar os ARVs quando for usar alguma droga recreacional está fora de cogitação.

Efeitos do uso de cocaína a longo prazo

  • Enfraquecimento do sistema imune;
  • Diminuição da capacidade motora;
  • Redução da visão;
  • Incapacidade de prestar atenção;
  • Perda de memoria;
  • Doenças cardiovasculares como infarto do coração, derrame;
  • Demência;
  • Ideação suicida.

Efeitos do uso de Cannabis (maconha)

Efeitos do uso da maconha a longo prazo:

Aumenta o risco de desenvolvimento transtornos psiquiátricos como:
  • Depressão,
  • Transtorno bipolar,
  • Esquizofrenia,
  • Transtornos de ansiedade.
Aumento do risco de desenvolvimento de problemas neurológicos como:
  • Alterações no sono,
  • Deficiência cognitiva,
  • Demência.
Aparecimento de Câncer, mais precisamente os de:
  • Pulmão,
  • Cabeça e pescoço,
  • Testículos.
Alterações cardiovasculares
  • Infarto agudo do coração,
  • Acidente Vascular encefálico (Derrame),
  • Fibrilação atrial (arritmia no coração),
  • Arterite (inflamação das artérias).
Outros
  • Doenças pulmonares crônicas,
  • Síndrome de hiperemese (dor abdominal e vômitos que não melhoram com medicações).

O que pode ocorrer ao “pular” as tomada da medicação para fazer uso de drogas?

Quanto maior o atraso da tomada da medicação, mais os níveis do remédio diminuem no sangue até ficarem abaixo do nível mínimo de remédio que precisa para se conseguir uma supressão do vírus HIV.

A partir desse momento, o vírus pode começar a se multiplicar de novo, aumentando o risco de criar resistência.

O tempo que uma medicação leva entre a última tomada e o momento em que deixa de fazer efeito, possibilitando a replicação do vírus HIV, varia de remédio para remédio.

Além disso, mesmo que os níveis do remédio no sangue estejam menores do que estariam se a pessoa tivesse tomado normalmente, ainda existe medicação no sangue, e por isso, a possibilidade de interação com a droga recreacional não é eliminada.

 

Muitas das interações entre uma droga recreacional e os ARVs são comuns a todos os ARV daquela mesma classe.

Veja quais são as classes dos antirretrovirais existentes atualmente:

Famílias dos antirretrovirais:

  • Inibidores da Transcriptase Reversa Nucleosídeo – ITRN
  • Inibidores da Transcriptase Reversa Não Nucleosídeo – ITRNN
  • Inibidores da Protease – IP
  • Inibidores da Integrase – II
  • Inibidores da Fusão – IF
  • Inibidores do CCR5 – ICCR5

IPs X drogas recreacionais

A classe de ARVs que mais possui interações medicamentosas são os Inibidores de protease (IPs).

Medicações que fazem parte dessa classe:

  • Atazanavir
  • Indinavir
  • Darunavir
  • Fosamprenavir
  • Lopinavir
  • Ritonavir (está presente na maioria dos esquemas de tratamento)
  • Tipranavir
  • Nelfinavir
  • Saquinavir
  • Cobicistat (não disponível no Brasil)

Veja abaixo as principais interações entre os IPs e drogas:

  • Qualquer IP + Anfetaminas = Causa aumento dos níveis de anfetaminas no sangue em 2-3 vezes o habitual.  Maior lesão cardíaca.
  • Qualquer IPs + Benzodiazepínicos = maior risco de insuficiência respiratória
  • Qualquer IPs + Drogas para ereção = aumenta os níveis de drogas para ereção no sangue
  • Qualquer IPs + Ecstasy = aumenta os níveis de esctasy no sangue
  • Qualquer IPs + Gama-Hidroxi-butirato (GHB) = aumenta os níveis do GHB no sangue
  • Qualquer IPs + Heroina = redução dos níveis de heroína no sangue
  • Qualquer IPs + Quetamina = maior sedação, maior risco de ataque coração, aumento da pressão arterial e tudo isso por mais tempo
  • Qualquer IPs + Tetrahidrocannabidiol (maconha) = aumenta os níveis do THC no sangue
  • Atazanavir + Tetrahidrocannabidiol (maconha) = Reduz os níveis do ATV no sangue em 60%
  • Indinavir + Ecstasy = Facilita o aparecimento de pedras nos rins + desidratação
  • Darunavir ou Lopinavir ou Ritonavir ou Tipranavir ou Nelfinavir + Metadona = Diminui os níveis de Metadona no sangue
  • Ritonavir + Drogas para ereção = Aumentam o tempo das drogas para ereção no sangue (maior efeito adverso)
  • Ritonavir + Quetamina = alto risco de hepatite medicamentosa
  • Ritonavir + Ecstasy = Aumenta os níveis do Ecstasy no sangue de 5 a 10 vezes (NÃO USAR)
  • Tipranavir + Metadona = Abaixa os níveis de Metadona no sangue

ITRN X drogas recreacionais

Medicações que fazem parte dos Inibidores da Transcriptase Reserva Nucleosídeos (ou nucleotídeos):

  • Abacavir
  • Didanosina – ddI
  • Zidovudina – AZT
  • Emtricitabina (não disponível no Brasil)
  • Tenofovir – TDF (Presente na maioria dos esquemas de tratamento no Brasil)
  • Lamivudina – 3TC (Presente na maioria dos esquemas de tratamento no Brasil)
  • Estavudina – d4T

Veja abaixo as principais interações entre ITRN e drogas

  • Abacavir + Álcool = Aumenta os níveis do ABC no sangue em 40%
  • Abacavir + Metadona = Diminui os níveis de Metadona no sangue
  • Didanosina + Álcool = Alto risco de Pancreatite (NÃO MISTURAR)
  • Didanosina + Metadona = Diminui os níveis da Didanosina no sangue
  • Zidovudina + Metadona = Aumenta níveis da AZT no sangue de 29 a 43%
  • Estavudina + Metadona = Diminui os níveis de Estavudina no sangue de 23 a 44%

ITRNN X drogas recreacionais

Medicações que fazem parte dos Inibidores de Transcriptase Reversa Não Nucleosídeo (ITRNN):

  • Efavirenz
  • Nevirapina
  • Etravirina

Veja abaixo as principais interações entre ITRNN e drogas:

  • Qualquer ITRNN + cocaína = induz ao aumento da atividade de metabolismo da cocaína, aumento os níveis do produto tóxico proveniente do metabolismo da droga, levando a maior lesão do fígado
  • Qualquer ITRNN + Drogas para ereção = Diminui os níveis das drogas para ereção no sangue
  • Efavirenz ou Nevirapina + Benzodiazepínicos = Diminui os níveis dos sedativos no sangue
  • Efavirenz ou Nevirapina + Metadona = Reduz níveis da Metadona no sangue em até 60%
  • Efavirenz + Tetrahidrocannabidiol (maconha) = Potencializa os efeitos da Cannabis

 

II X drogas recreacionais

Medicações que fazem parte dos Inibidores de Integrase (II):

  • Raltegravir
  • Dolutegravir
  • Elvitegravir

Veja abaixo as principais interações entre II e drogas recreacionais

  • Elvitegravir + Anfetaminas = Maior rico de morte por overdose
  • Elvitegravir + Benzodiazepínicos = Aumenta os níveis dos Benzodiazepínicos no sangue
  • Elvitegravir + Drogas para ereção = Aumenta os níveis de algumas drogas para ereção no sangue
  • Elvitegravir + Ecstasy = Aumenta os níveis de Ecstasy no sangue
  • Elvitegravir + Gama-hidroxi-butirato (GHB) = Aumenta os níveis do GHB no sangue
  • Elvitegravir + Tetrahidrocannabidiol (maconha) = Aumenta os níveis de THC no sangue

ARVs que possuem baixa interação com drogas recreacionais:

  • ITRN
  • Rilpivirine
  • Raltegravir
  • Dolutegravir
  • Maraviroc

Veja as principais interações, remédio a remédio:

interacoes
As interações escritas em azul correspondem àquele remédio em específico, e não a toda a classe

 

Para a sua própria segurança, é fundamental que o paciente não faça uso de nenhum remédio ou substância antes de conversar abertamente com o seu médico. Alguns esquemas trazem mais riscos que outros para certas drogas.

Não esconda nada do seu médico, isso pode fazer a diferença no seu tratamento e na sua vida.

interacoes-de-arv-e-drogas

Fonte:

 


Compartilhe
  • 12
    Shares
CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.

81 thoughts on “Interações entre remédios do HIV e drogas

  1. Boa tarde, Dra.
    Estou em PEP (Lamivudina+Atazanavir+Ritonavir+Tenofovir) e tenho neuralgia intercostal com acometimento de fibras amielínicas (C) por trauma mecânico, e dor em queimação nas costas. A doença está sob controle e a medicação para dor (Nortriptilina+Pregabalina) foi suspensa pelo meu médico enquanto estou na PEP , mas a medicação para neurogênese foi mantida (Ácido Tioctico, LCarnitina, Citoneurin 5000 Injetável e 1mg de Clonazepam). Essa medicação pode dar interação negativa com a PEP? Estou tomando ela com 12hs da PEP em dose única.

  2. Boa tarde.
    Iniciei o uso da PEP a 8 dias.
    Os efeitos colaterais tem sido muito fortes em mim, um gosto amargo na boca, meu corpo pinica , meus olhos queimam e estão super amarelos, sem contar que estou muito amarela. Sinto um mal estar mais pelo fim da tarde, visto que utilizo as capsulas as 10:00 da manhã. Permaneço com uma forte dor de cabeça e sinto fincadas fortes no figado.
    Fui ao médico e ele não quis trocar meus remedios pois disse que isso é normal. Qual o seu parecer Doutora?

    1. Não posso emitir critérios sem te avaliar pessoalmente. Os remédios da PEP podem causar varias reações, mas não dá para dizer o que é aceitável ou não sem os exames de sangue avaliando a toxicidade dos remédios.

  3. Oi doutora,
    ótimo artigo e bem importante de se falar.
    Eu comecei meu tratamento há 4 meses com dolutegravir+tenofovir+lamivudina.
    Por mais que esteja descrito no artigo, essa composição de arvs não tem nenhuma interação com drogas recreativas?
    E no caso do LSD – Ácido Lisérgico Dietilamida existem interações com esses medicamentos?

    1. Não há registro na literatura de interação entre eles.
      Por outro lado, vale lembrar que o uso de qualquer medicação associada pode aumentar risco de toxicidade aos órgãos como figado e rim.
      Além disso o uso de drogas recreacionais PODE aumentar conduta de risco de para outras infecções ou até mesmo, supra reinfecção pelo HIV, o que pode aumentar o risco resistência viral

      1. Dra boa tarde faço uso de dolutegravir+tenofovir+lamivudina. a 9 meses a carga viral está zerada
        Qual medicação pode cortar o efeito do medicamento?

  4. Outra questão, diante do uso de ectasy, qual nível preocupante caso eu fizer o uso de meio comprimido a cada 3 meses? (Pergunto isso pois não faço o uso de drogas assim frequentemente, exceto maconha, e queria saber se a base dos estudos foi feito com pessoas que fazem o uso recorrente ou com apenas essa dose os efeitos são expressivos)

  5. Sou cirurgiao dentista e tive um acidente biologico, fui direto ao posto de saúde fiz o exame rapido e deu nao reagente, tomei no primeiro dia os comprimidos do PEP , no segundo dia levei o meu paciente no qual eu tive o contato biologico para o exame, e deu nao reagente tbm, parei de usar o PEP… agora estou com medo desses unicos 2 comprimidos que tomei , me causarem problemas futuros, é possivel?… o que a senhora me aconselha

  6. Boa noite, sou fumante e estou em PEP a quatro dias. Gostaria de saber se deveria parar de fumar enquanto estiver fazendo consumo dos comprimidos para tratamento. Tenha uma otima semana!

  7. Oi, Doutora.
    Misturar esses remédios anti virais com outras drogas do tipo ecstasy, GHB… diminuem a eficácia dos anti virais?

    1. O uso de drogas recreacionais PODE aumentar conduta de risco de para outras infecções ou até mesmo, supra reinfecção pelo HIV, o que pode aumentar o risco resistência viral. Além disso, vale lembrar que o uso de qualquer medicação associada pode aumentar risco de toxicidade aos órgãos como figado e rim.

  8. Acabei de descobrir que sou soro positivo. Uma vez por mês gosto de ir a festas de música eletrônica e usar balas. Gostaria de saber se com o dolutegravir+tenofovir+lamivudin vou poder continuar utilizando a bala esporadicamente sem prejudicar o meu tratamento. Li no artigo que o dolutegravir+tenofovir+lamivudin não tem interação com drogas

    1. Olá, não há registro na literatura de interação entre eles.
      Por outro lado, vale lembrar que o uso de qualquer medicação associada pode aumentar risco de toxicidade aos órgãos como figado e rim.
      Além disso o uso de drogas recreacionais PODE aumentar conduta de risco de para outras infecções ou até mesmo, supra reinfecção pelo HIV, o que pode aumentar o risco resistência viral

  9. Olá Dra. Faltam 2 dias para eu terminar o PEP Tenofovir + Lamivudina, Dolutegravir. Não bebi álcool durante todo o tratamento. Porém, ontem à noite saí e acabei bebendo 3 taças de vinho e 3 doses de whiskey entre as 19h30 e 23h30. Tomo os comprimidos de manhã às 08h30. Posso ter cortado o efeito do remédio?

  10. Olá, doutora. Estou fazendo uso da Pep, estou indo pro 28° dia, entretanto na virada do ano consumi um 1/4 de lsd e bebidas energéticas. Essa combinação pode ter influenciado o meu tratamento?

  11. Primeiramente parabéns pelo site, a senhora não imagina o qto alivia a mente de tds aki. Qto tempo o PEP fica no organismo após os 28 dias ? No CTA disseram 1 a 2 meses ? O consumo de álcool pode voltar a normalidade ao fim dos 28 dias e resultado negativo ?

  12. Olá dra, estou em PEP (Dolutegravir+tenofovir+lamivudina), porém senti muita dor no estômago, tomei ranitidina 150 mg, com 12 horas de intervalo. Há algum problema, pode cortar a ação do remédio?

  13. Olá doutora. O risco de contaminação por HIV através do compartilhamento de “canudos” para inalação de cocaína é muito alto?

    1. Ainda não existem estudos de avaliação de interação da PEP com os anticoncepcionais. Entretanto, sabe-se que em pessoas que fazem o tratamento para o HIV, a eficácia dos anticoncepcionais diminui com o uso de medicamentos antirretrovirais.

  14. Boa tarde doutora, iniciei a PEP e estou em tratamento de uma sinusite, usando os medicamentos: calcorte (deflazacorte), Antibiotico Tamiram (levofloxacino) e Tylenol sinus (500 mg de paracetamol e 30 mg de cloridrato de pseudoefedrina.). Existe alguma interação medicamentosa com algum desses? Muito obrigado pela ajuda Dra.

  15. Olá. Estou no 14 dia da PEP (dolutegravir + tenofovir + lamivudina). Evitei bebida alcoolica desde que comecei, assim como parei com o rivotril (0,5mg por dia).
    Minha Infecto disse q eu poderia beber cerveja c cautela no carnaval. Mas, tenho medo de cortar o efeito e a minha exposição foi bem “arriscada”.
    Posso tomar umas cervas?
    E o rivotril?

    1. Boa tarde. O uso do esquema PEP com álcool não possui maiores interações com relação aos níveis dos remédios no sangue. O problema para o qual sempre alertamos é que o uso de ambos aumenta o risco de hepatite, pois aumenta a toxicidade do fígado, por isso quanto menos beber melhor.
      O rivotril também não apresenta interação negativa com a PEP.

  16. Boa noite, Doutora, estou em PEP (tenofovir, lamivudina, dolutegravir) e gostaria de saber se posso consumir maconha (uso no máximo uma vez por semana) durante o período da PEP ou se é melhor esperar acabar.

    1. Bom dia. Não há registro na literatura de interação entre eles.
      Por outro lado, vale lembrar que o uso de qualquer medicação associada pode aumentar risco de toxicidade aos órgãos como figado e rim.
      Além disso o uso de drogas recreacionais PODE aumentar conduta de risco de para outras infecções ou até mesmo, supra reinfecção pelo HIV, o que pode aumentar o risco resistência viral.

  17. Uso 3×1 tenoforvir, lamivudina e efavirez, posso tomar o seguinte remédio: CAPSULA: 30CAP | SENNE 50 mg; FUCUS 50 mg; PORANGABA 50 mg; ALCACHOFRA 50 mg; ESPINHEIRA SANTA PÓ 100 mg; CARQUEJA 100 mg; COLAGEN 100 mg
    Obrigada

    1. Toda medicação e suplemento utilizado por pacientes que vivem com o Vìrus HIV deve ser informado ao médico infectologista que acompanha o caso.

      suplementos alimentares em geral não possuem interação com os remédios do HIV. Outros remédios como hormônios, medicamentos neuro-psiquiátricos, etc, devem ser avaliados caso a caso junto ao seu médico. Inclusive deve ser avaliado como está sua saúde, seus exames de rotina, e a indicação dessas medicações.

  18. Doutora, e o Truvada?? Eu sou usuario de cocaina e as vezes também saio aos finais de semana e uso GHB e Ecstasy…não bebo alcool.
    Posso ter problemas futuros com o figado ou rins?

  19. Bom dia. Faço tratamento com Dolutegravir+Tenofovir+Lamivudina e gostaria e saber se há alguma interação com a inalação de Lóó (clorofórmio e éter).

    1. Bom dia. Não há registro na literatura de interação entre eles.
      Por outro lado, vale lembrar que o uso de qualquer medicação associada pode aumentar risco de toxicidade aos órgãos como figado e rim.
      Além disso o uso de drogas recreacionais PODE aumentar conduta de risco de para outras infecções ou até mesmo, supra reinfecção pelo HIV, o que pode aumentar o risco resistência viral.

  20. Olá Doutora,
    Acabei de encerrar meu tratamento por PEP (28 dias) dois dias atrás, gostaria de saber se já posso consumir bebidas alcoólicas.

    1. Bom dia. O uso do esquema PEP com álcool não possui maiores interações com relação aos níveis dos remédios no sangue. O problema para o qual sempre alertamos é que o uso de ambos aumenta o risco de hepatite, pois aumenta a toxicidade do fígado. Após o término do tratamento não há problemas com a ingestão do álcool, além dos problemas causados pelo seu próprio consumo.

    1. Bom dia. O uso do esquema PEP com álcool não possui maiores interações com relação aos níveis dos remédios no sangue. O problema para o qual sempre alertamos é que o uso de ambos aumenta o risco de hepatite, pois aumenta a toxicidade do fígado, por isso quanto menos beber melhor.

  21. Boa tarde, Doutora! O Dolutegravir Sódico 2×1 que utilizo tem alguma restrição com as enzimas para eliminação de gordura localizada ou acelerador metabólico para perda de peso?

    1. Boa noite. Isso tem que ser avaliado pelo Infectologista que te acompanha e em comum acordo contigo, tem que ser avaliado o seu organismo como um todo, os antivirais usados , o status imunológico e a carga viral.

  22. Boa tarde doutora, eu comecei a tomar os antirretrovirais a menos de um mês (tenofovir+lumivudina+dolutegravir) e sempre me questiono se posso tomar outros medicamentos básicos quando necessário, para dores de cabeça, dor muscular, atualmente estou com uma leve dor ciática e queria saber se tomar anti-inflamatório (ibuprofeno) tem algum problema

    1. O uso de anti-inflamatório não esteroide, como o ibuprofeno não corta o efeito da medicação.
      Mas toda medicação usada deve ser informada ao seu médico idealmente, até mesmo porque, se o uso dessas medicações for algo muito recorrente, esta condição também precisa ser estudada.

  23. Oi comecei a 20 dias tomar os remédios (dolutegravir/tenifovir /lamivudina) e agora tive um problema com depilação e estou tomando o antibiótico cefalexina. Existe algum problema em tomar esse antibiotico?

  24. Olá Dra, comecei o PEP após acidente de trabalho pois sou tec. Análise clínica acabei me furando com a agulha da paciente mas graças a Deus a fonte negativou nos testes assim como eu mas estou tomando por precaução. No dia que comecei a tomar os remédios foi exatamente o dia em que meu anticoncepcional acabou e entrei na pausa pra menstruação descer. Quando acabar a pausa de 8 dias devo voltar a tomar o anticoncepcional ou só volto a tomar após o término do PEP? Tomo o primera 20.
    Obrigada

    1. Bom dia. Ainda não existem estudos de avaliação de interação da PEP com os anticoncepcionais. Entretanto, sabe-se que em pessoas que fazem o tratamento para o HIV, a eficácia dos anticoncepcionais diminui com o uso de medicamentos antirretrovirais.

  25. Bom dia doutora.
    Há interação entre os anti-retrovirais:
    ETRAVIRINA + DOLUTEGRAVIR + DARUNAVIR + RITONAVIR e o uso de VENVANCE (lixdexanfetamina) mediçação para TDAH em adulto. Dose de 30mg pela manhã.
    Agradeço o esclarecimento.

      1. Pode tomar Doxiclina 100mg 12/12 horas e Ceftriaxona 1G IM dose única durante o uso da PEP esquema Tenofovir+Zido+Dolutegravir? E há risco de toxicidade hepática e nefrologica alta?

  26. Oi doutora boa tarde eu tomo darunavir ritonavir é tenofovir mas estou passando muito mal do estômago a 9 meses; meu médico falou que não é da medicação,. Mas eu não sentia isso antes .. Tem um ano que descobrir que sou soro positivo dai comecei a médicacao , mas vira e volta tenho que parar uns dia pois passo muito mal ,
    Agradeço desde já

    1. Não posso emitir critérios específicos sobre o seu caso sem te conhecer e avaliar pessoalmente. Mas posso dizer uma coisa, deixar de tomar a medicação por algum tempo e de forma repetida é receita para o desenvolvimento de resistência do vírus aos medicamentos e isso não pode acontecer.
      Sugiro que procure junto ao seu médico os possíveis diagnóstico para o que está acontecendo e resolver o seu problema sem esta rotina de suspender a medicação de tempos em tempos.

    1. O uso dessas medicações por longos períodos devem ser indicadas e acompanhadas pelo médico. Possíveis interações medicamentosas devem ser avaliadas pelo infectologista que te acompanha pois variam de acordo ao esquema utilizado.

  27. Sou soropositivo e estou tomando a um mês o dolutegravir/tenifovir /lamivudina mas as vezes ( de fds) uso bala ecstasy e GHB, porém vi que não a registro de interação, mas tem de eu continuar usando as vezes de fds às drogas?

    1. Nos artigos que li, não encontrei registro específico de que este tipo de droga aumente ou diminua as concentrações dos remédio de HIV no sangue.
      Contudo dizer que não existe problema algum é bastante precipitado, pois nisso existem vários detalhes como a qualidade da droga, frequencia de uso, quantidade usada e outras drogas usadas juntas…
      Além dos riscos da droga em si,existem os riscos de aditivos usados em sua fabricação (para isso depende da qualidade) e outra situações de risco que a pessoa pode acabar se metendo quando está sob seu efeito…

  28. Estou tomando a PEP (tenofivir + Lamivudina e DTG), comecei o esquema com 27 horas após a exposição. Depois de exatos 13 dias apareceram linfonodos no meu pescoço, pequenos e indolores. Isso pode significar que o Esquema de ARV’s está falhando? Li na bula do Tenofovir + lamivudina que é possível o aparecimento de linfadenopatias com uso desse medicamento. Essa reação adversa é comum?

    1. O uso desse tipo de droga não tira o efeito dos remédios do HIV, outros problemas referentes á própria droga ou outras substâncias que podem estar contidas em sua formulação, dependendo da qualidade da droga, interações ou condutas referentes ao uso da mesma, exposição aos riscos para outros problemas de saúde, podem interferir na saúde do usuário.

  29. Boa noite
    Se eu tomar meu anticocepicional diclin é meu antirretrovirais tira o efeito do anticocepicional ? Sendo que tomo um a noite. E o anticocepional de dia?

  30. Ola. Tive relação com um soropositivo a menos de trinta dias, sem uso de preservativo pois até então o mesmo tbm não sabia que era soro positivo, antes de ter relação eu tbm não era, mas ontem fui fazer o exame e acusou, positivo, na relação houve sexo oral no qual eu estava com uma lesão na boca por ter extraído um dente, a minha pergunta é? Faço uso de susbstancia veterinária para malhar, isso pode ter alterado o resultado do exame, pois a relação que tive faz menos de trinta dias.

  31. Olá Dra. Keila . Então sou Transexual e descobri que sou soropositivo à um mês , faço o tratamento tudo certinho não tive nenhuma reação e não uso nenhum tipo de droga nem bebe! fazia o uso de um anticoncepcional chamado Evra ( Adesivo ) mas depois que passei a usar o remédio para o tratamento de HIV parei com o Adesivo .
    Algum problema de eu voltar ? Sempre usei .

Deixe uma resposta


*Os comentários são limitados a 500 letras. Obrigada.

Top