Você está aqui
Home > HIV/AIDS > Medicamento que previne HIV é incorporado pelo SUS

Medicamento que previne HIV é incorporado pelo SUS

Profilaxia Pré-exposição ao HIV

Medicamento que previne HIV é incorporado pelo SUS

Profilaxia Pré Exposição – PrEP ao HIV será disponibilizado pelo SUS ainda em 2017

A Anvisa, divulgou no diário oficial da união a liberação do medicamento Truvada para pré-exposição (PrEP) ao vírus HIV-1.

Nos próximos 6 meses esta medicação será disponibilizadas em todos os locais de distribuição.

Este medicamento é composto por duas drogas em um só comprimido

Tenofovir, já utilizado em muitos esquemas de profilaxia e tratamento contra o HIV no Brasil.

Entricitabina, que ainda não havia sido liberado para uso no Brasil.

Este medicamento já é usado há muito tempo em outros países como Estados Unidos.

Lá, ele é usado sozinho como profilaxia e associados a outros remédios para tratamento.

O Truvada não deve ser usado sozinho para tratamento do vírus HIV.

Truvada isoladamente pode gerar o aparecimento de substituições de resistência ao vírus caso ele seja administrado em indivíduos com infecção não detectada por HIV-1

Isso é um grande avanço dentro das políticas de controle do vírus HIV no Brasil pois reduz a transmissão sexual do vírus.

 

Sobre a disponibilidade da PrEP:

A medicação será disponibilizada de graça pelo Sistema Único de Saúde – SUS.

Esta medicação não será vendida em farmácias.

A medicação poderá ser pega apenas mediante prescrição médica.

Médicos infectologistas da rede particular, convênios e SUS poderão fazer a prescrição.

 

Para receber o PrEP:

A pessoa deverá ter acompanhamento médico especializado regular

Não pode ser portador do vírus HIV. Deve realizar testes sorológicos antes do inicio e durante o uso da PrEP

Realizar exames periódicos monitorando possíveis toxicidades secundárias ao uso do medicamento.

Realizar testes regularmente para outras infecções transmissíveis sexualmente que possam facilitar a transmissão do HIV-1, como sífilis e gonorreia;

 

Quem poderá receber a PrEP?

A maior indicação deste medicamento é para homens e mulheres, independente da orientação sexual, que possuem conduta de risco.

Veja quais são aqui.

 

A PrEP substitui o preservativo?

Medicamento que previne HIV é incorporado pelo SUS

A PrEP não previne contra outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) como HTLV, Sifilis, Hepatite B, Hepatite C, gonorreia e clamídia.

A PrEP reduz o risco de pegar HIV pela via sexual em mais de 90% e entre usuários de drogas injetaveis, 70%

Além disso, caso a pessoa infectada tenha um vírus resistente aos medicamentos ele não fará efeito.

Por isso o uso do preservativo deve feito junto com o PrEP

 

PrEP não é PEP

O PrEP só fará efeito se utilizado do jeito certo.

Não adianta tomá-lo depois ou logo antes da exposição.

Para ter efeito adequado é preciso ter uma boa concentração do remédio no tecido exposto, mucosa retal, vaginal ou peniana.

Saiba mais sobre a profilaxia pré-exposição aqui.

 

Fonte:

Diário oficial de união – 101. Pag 84.

CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.

2 thoughts on “Medicamento que previne HIV é incorporado pelo SUS

  1. Caso alguém venha a ser infectado via oral, este medicamento poderá ser administrado?

    Verifiquei que citou somente estas situações: “Para ter efeito adequado é preciso ter uma boa concentração do remédio no tecido exposto, mucosa retal, vaginal ou peniana.”

    1. a PrEP serve como um adjuvante na prevenção do HIV para qualquer exposição, até mesmo para compartilhamento de seringas. a diferença está no tempo de uso que precisa ter antes da exposição. os relatados na matéria são os maiores tempo

Deixe uma resposta


*Os comentários são limitados a 500 letras. Obrigada.

Top