Você está aqui
Home > Infecção Viral > Zika: mais casos de problemas neurológicos em adultos

Zika: mais casos de problemas neurológicos em adultos

Zika: aumento dos problemas neurológicos em adultos
Compartilhe
  • 13
    Shares

Zika: mais casos de problemas neurológicos em adultos

No Brasil, tem-se registrado um aumento dos casos de complicações neurológicas graves relacionadas ao vírus da Zika em adultos.

Houve um aumento de complicações inflamatórias como síndrome de Guillain-Barré (SGB), mielite e encefalite.

Como foi realizado o estudo

O estudo avaliou pacientes internados num centro de doenças neurológicas no Rio de Janeiro por doenças neurológicas de provável causa infecciosa.

Ele foi realizado de dezembro de 2015 a maior de 2016 e avaliou 40 pacientes.

Resultados

  • Pacientes mulheres: 15
  • Pacientes homens: 25
  • Idade media: 44 anos
  • 73% dos pacientes apresentavam síndrome de Guillain-Barré
  • 18% encefalite
  • 8% mielite transversa
  • 3% tinha polineuropatia desmielinizante inflamatória crônica de diagnóstico recente

Comentários:

88% apresentavam testes sorológicos ou moleculares positivos para infecção recente pelo vírus Zika

Entre os pacientes com resultados positivos para Zika, 2 morreram nos primeiros 3 meses e 18 seguiram com dores crônicas

Os resultados deste estudo é condizente com resultados vistos em estudos similares em outros países com surto de zika, como na polinésia francesa

O estudo, no entanto, não identificou o que poderia levar a um aumento do risco de desenvolver este tipo de complicação.

Aumento da incidência de casos de complicações neurológicas:

Comparando o número de casos de complicações neurológicas de provável causa infecciosa com anos antes da epidemia do Zika, na mesma época do ano, observa-se:

  • Síndrome de Guillain-Barré: aumento de 1 caso por mês (antes da epidemia Zika) para 5,6 casos por mês.
  • Encefalite: aumento de 0,4 por mês (antes da epidemia Zika) para 1,4 casos por mês.
  • Mielite transversa: sem alteração do número

Fonte: Neurologic Complications Associated With the Zika Virus in Brazilian Adults

 

 


Compartilhe
  • 13
    Shares
CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.

Deixe uma resposta


*Os comentários são limitados a 500 letras. Obrigada.

Top