Você está aqui
Home > Hepatites Virais > Hepatite A: O que você precisa saber

Hepatite A: O que você precisa saber

Compartilhe
  • 13
    Shares

Hepatite A: O que você precisa saber

Hepatite A é uma infecção causada por um vírus

Como se transmite

É altamente contagiosa, ou seja é muito fácil de pegar

Sua transmissão é fecal-oral. Ou seja,

  • Contato direto pessoa a pessoa (mãos sujas ou contato sexual)
  • Comendo alimentos ou bebendo água contaminada

A maioria dos surtos de origem hídrica está associada à água contaminada com esgoto ou inadequadamente tratada.

  • Comendo com mãos contaminadas
  • Transfusão de sangue ou derivados coletados de doadores em fase aguda de doença (raro)

Tempo de Incubação:

Uma pessoa pode levar de 15 a 50 dias entre a infecção pelo vírus e o aparecimento de sintomas, em média 28 dias.

 

Quem está em risco?

Qualquer pessoa que não tenha sido vacinada ou se infectado previamente.

As principais situações de risco para se infectar por hepatite são:

  • Falta de saneamento
  • Falta de água potável
  • Uso de drogas recreativas
  • Ser parceiro sexual de alguém com infecção aguda da hepatite A
  • Viajar para áreas de alta endemicidade sem ser imunizado

Como o vírus causa doença?

O vírus se multiplica no fígado, passa pela bile e é eliminado nas fezes.

O momento de maior capacidade de transmissão são duas semanas que antecedem os sintomas.

Diagnóstico

Hepatite A não se diferencia das outras pelos sintomas. Deve-s confirmar o diagnóstico com exames específicos.

  • Testes moleculares (detecção do vírus – pouco usado. serve apenas para fazes de aguda)
  • Testes sorológicos (detecção de anticorpos)

Sintomas

A maioria das crianças que se infectam não apresentam sintomas. Nas menores de 6 anos, 70%.

Já os adultos, adoecem em 80% dos casos.

  • Febre,
  • Mal-estar,
  • Anorexia (falta de apetite),
  • Náuseas,
  • Desconforto abdominal,
  • Colúria  
  • Icterícia.

Evolução:

A hepatite A é uma doença autolimitada, que não resulta em infecção crônica

Os sinais e sintomas geralmente duram menos de dois meses.

Mas de 10% a 15% dos indivíduos sintomáticos apresentarem sintomas que podem prolongar recidivante, durando até seis meses.

Cerca de 1,8% dos que se infectam com mais de 50 anos evoluiu para a morte.

Como se prevenir

A principal forma de prevenção é por vacina.

Vacina da hepatite A:

Trata-se de vacina inativada, portanto, não tem como causar a doença.

É composta por antígeno do vírus da hepatite A, sal de alumínio amorfo, estabilizante (varia conforme o fabricante), cloreto de sódio a 0,9%. Pode conter traços de antibiótico (neomicina), fenoxietanol e formaldeído.

Na rede privada está disponível a apresentação pediátrica (para uso até 15, 17 ou 19 anos de idade, dependendo do fabricante) e de adultos.

Indicação:

Todas as pessoas a partir de 12 meses de vida.

Contraindicação:

Pessoas que tiveram reação anafilática a algum componente da vacina ou a dose anterior.

Esquema de doses

  • Duas doses com intervalo de seis meses.

As sociedades brasileiras de Pediatria (SBP) e de Imunizações (SBIm) recomendam a aplicação rotineira aos 12 e 18 meses de idade, ou o mais cedo possível, quando a vacinação não ocorrer nestas idades recomendadas.

O Programa Nacional de Imunizações (PNI) alterou, em 201​7, a faixa etária do esquema de dose única da vacina para entre 15 meses e antes de completar ​5 anos de idade.

Via de aplicação:

  • Intramuscular.

Cuidados antes, durante e após a vacinação

  • Não são necessários cuidados especiais antes da vacinação.
  • Em caso de doença aguda com febre alta, a vacinação deve ser adiada até que ocorra a melhora.
  • Em pessoas com doenças que aumentam o risco de sangramento, a aplicação intramuscular pode ser substituída pela subcutânea.
  • Compressas frias aliviam a reação no local da aplicação. Em casos mais intensos pode ser usada medicação para dor, sob prescrição médica.
  • Qualquer sintoma grave e/ou inesperado após a vacinação deve ser notificado ao serviço que a realizou.
  • Sintomas de eventos adversos persistentes, que se prolongam por mais de 72 horas (dependendo do sintoma), devem ser investigados para verificação de outras causas.

Efeitos e eventos adversos:

Mais comuns

  • Irritabilidade,
  • Dor de cabeça,
  • Cansaço,
  • Dor e vermelhidão no local da aplicação.

Menos comuns

  • Entre 1% e 10% dos vacinados apresentam perda de apetite, sonolência, diarreia, náusea, vômito, inchaço, mal-estar, febre baixa, endurecimento no local da aplicação.
  • Entre 0,1% e 1% dos vacinados relatam sintomas respiratórios, rinite, vertigem, erupções na pele, dor muscular, rigidez muscular.
  • Em 0,01% a 0,1% houve diminuição da sensibilidade, dormências, coceira, calafrios.

Fonte:


Compartilhe
  • 13
    Shares
CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.

2 thoughts on “Hepatite A: O que você precisa saber

  1. Olá, há 6 dias tive diarréia, alteração na colocação da urina e fezes, achei que fosse um intoxicação alimentar, ingeri bastante água e dois dias depois como a coloração das fezes continuava alterada consultei com médico generalista, ele prescreveu Anita e pediu exames para diagnóstico de Hepatite A (anti HAV lgM deu 0,58 [inferior a 0,80 = negativo] e anti HAV Total deu 7,18 [superior ou igual a 1,0 = reagente) isso indica que estou com Hepatite?

Deixe uma resposta


*Os comentários são limitados a 500 letras. Obrigada.

Top