Você está aqui
Home > HIV/AIDS > Sintomas do HIV

Sintomas do HIV

Sintomas do HIV/AIDS
Compartilhe
  • 12
    Shares

Sintomas do HIV

Vírus da Imunodeficiência Humana – HIV, é um vírus que causa uma infecção com várias fases.
Sabemos que a pessoa vivendo com HIV pode não apresentar sintoma da doença em qualquer uma de suas fases, incluindo fase AIDS.
Por outro lado, pessoas vivendo com HIV são mais propensas a algumas doenças, sinais ou sintomas, se comparadas à população em geral.

É por isso que a vacinação dessa população no momento adequado é tão importante (saiba mais sobre ” vacinação em pessoas vivendo com HIV)

Sintomas Gerais do HIV

Características dos sintomas gerais do HIV:

  • Podem aparecer em qualquer fase da doença
  • Podem aparecer com qualquer valor de CD4, mesmo naqueles com imunidade normal
  • Podem aparecer com qualquer taxa viral, mesmo naqueles com carga viral indetectável
  • Podem aparecer independente do tratamento adequado e mesmo naqueles com uma boa adesão e boa resposta terapêutica

 

Exemplos dos Sintomas gerais do HIV(sintomas do HIV):

  • Aftas
  • Candidíase vaginal persistente, de repetição ou de difícil tratamento
  • Leucoplasia pilosa oral
  • 2 episódios ou mais de Varicela Zoster ou 1 episódio afetando mais de um dermátomo
  • Neuropatia periférica
  • Angiomatose bacilar
  • Displasia cervical
  • Carcinoma cervical in situ
  • Púrpura trombótica idiopática
  • Febre com mais de 1 mês de evolução
  • Diarreia com mais de 1 mês de evolução

Fase Aguda do HIV/AIDS

Algumas pessoas podem apresentar sintomas logo após algumas semanas da exposição ao vírus.

Estes sintomas são: (Você está lendo sintomas do HIV)

  • Pouco frequentes (ocorrem na menor parte das pessoas infectadas)
  • Inespecíficos (podem significar várias outras patologias ou infecções, como resfriados)
  • Auto-limitados (acabam sozinhos após algum tempo)

Estes sintomas são chamados de síndrome retroviral aguda e estão explicados mais detalhadamente aqui.

Fase Crônica do HIV – Sintomas não Relacionados à AIDS

Essa fase é caracterizada por uma taxa de carga viral mais constante com um declínio progressivo do número de linfócitos CD4.

Nessa fase, a maioria dos pacientes não apresenta nenhum sintoma.

Ainda assim, existe uma série de condições que estão associadas à imunidade baixa.

Estas condições estão associadas à circulação do vírus no organismo e ao processo inflamatório causado pelo mesmo.

Elas nem sempre são fáceis de diagnosticar e muitas vezes estão associadas a outras pré-condições genéticas ou não que facilitam o seu aparecimento e desenvolvimento.

Características dos Sintomas da Fase Crônica sem AIDS:

  • Sintomas são inespecíficos (não pertencem exclusivamente ao HIV)
  • Podem significar uma imunidade mais baixa, mas por qualquer outra causa não relacionada ao HIV (saiba mais sobre “causas de imunidade baixa“)

NENHUM SINTOMA RELACIONADO AO HIV, EM NENHUMA DE SUAS FASES, É ESPECÍFICO DO MESMO.

ELES PODEM ESTAR PRESENTES EM VÁRIAS OUTRAS SITUAÇÕES

POR ISSO, A ÚNICA FORMA DE SE FAZER DIAGNÓSTICO EM QUALQUER UMA DESSAS FASES É PELO EXAME LABORATORIAL ESPECÍFICO.

– Localizada em mais de 2 locais não contíguos além da região inguinal.

– Indolor

– Simétrica e bilateral (presente dos dos lados do corpo)

– Móvel (não aderida aos planos profundos ou à pele)

– Consistência elástica

– Persiste por mais de 6 meses

– Não apresenta nenhuma outra causa possível.

  • Perda de peso ou Caquexia
  • Infecções de pele (Leucoplasia oral, Foliculite de repetição)
  • Febre (sem foco encontrado e sem outros comemorativos)
  • Fadiga (cansaço)
  • Suores noturnos (sem outra causa encontrada)

Complicações não Infecciosas do HIV

Fase Crônica do HIV com Sintomas Relacionados à AIDS

Sintomas da fase AIDS

O HIV causa uma infecção.

A pessoa infectada pelo HIV não necessariamente estará doente.

Síndrome da Imunodeficiência Adquirida – AIDS é uma doença causada pela infecção do HIV.

  • Candidíase orofaríngea persistente (sintomas não melhoram) ou recorrente (os sintomas acabam por um tempo e depois voltam)
  • Candidíase genital persistente ou recorrente
  • Pneumonia por Streptococcus

 

Sintomas do HIV – Muitas pessoas em fase AIDS podem não apresentar nenhum sintoma. No entanto, esta fase é bastante perigosa, sendo a que leva frequentemente à morte ou a graves sequelas nesses pacientes.

Saiba mais sobre o que pode aumentar a velocidade de progressão para a fase AIDS aqui

 

Fonte:

The natural history and clinical features of HIV infection in adults and adolescents


Compartilhe
  • 12
    Shares
CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.

6 thoughts on “Sintomas do HIV

  1. Boa tarde Dra!
    Anemia aumenta a janela imunológica para o exame de hiv? Com 90 dias da relação desprotegida fiz através do CTA tanto o teste rápido, quanto o de laboratório, Sorologia hiv 1+2 método quimioluminescencia, composição de ensaio antígeno p24 e anticorpos dos vírus 1, incluindo O e tipo 2. Esse exame é 4 geração? Ambos deram não reagente. Minha dúvida é, mesmo com um pouco de anemia se tivesse algo já daria no exame?

  2. Olá Dra.. ja relatei aqui minha historia… entao o rapaz que tive contato fez teste rapido com 75 dia, 109 dias e no laboratorio fez o teste mas era imunocromatografico, com 120 dias, tudo deu negativo, e eu fiz o teste de quarta geração com 88 dias negativo tb… eu corro risco de ter pego hiv dele… mesmo diante destes fatos? Obrigada

  3. Dra., poderia falar um pouco sobre tatuagem e risco HIV? Estou preocupada, pois, em agosto de 2017 fiz uma e, de lá pra cá, tenho ficado mais doente, resfriados, bronquite. Não tenho uma rotina muito correta quanto a alimentação, sono, controle de estresse e atividade física, mesmo assim, fico na dúvida se posso ter contraído HIV (sou virgem) por causa da exposição que tive com a tatuagem. Estou sem coragem de fazer o exame…

  4. Dra tenho duas perguntas:
    1 receber sexo oral de parceiro soropositivo indetectavel transmite hiv, pois apos algumas horas senti pontadas no corpo e sensacao de ardencia.
    2 algum risco de hiv mesmo quando se usa preservativo na relação )insertiva anal) com parceiro de sorologia desconhecida

Deixe uma resposta


*Os comentários são limitados a 500 letras. Obrigada.

Top