Você está aqui
Home > Vídeos > Geral > Eritema Nodoso

Eritema Nodoso

Compartilhe

Eritema nodoso

Características

  • Nódulos são não ulcerados,
  • Levemente elevados
  • Mede de 2 a 5 cm de diâmetro
  • Coloração pode ser vermelha, castanha avermelhada ou roxas
  • Imóveis
  • Não aderidos a planos profundos
  • Geralmente são dolorosas, principalmente a palpação
  • Localização mais comum é na canela, bilateralmente. Mas pode aparecer em outras áreas, como tornozelos, coxas, braços, nádegas, panturrilhas ou face

Sintomas associados Eritema Nodoso

  • Artralgia (dores nas articulações)
  • Edema articular
  • Febre
  • Mal estar geral (sensação de sentir-se doente)
  • Fadiga (cansaço)
  • Sintomas de infecção do trato respiratório superior (coriza, tosse, entupimento nasal)
  • Eritema
  • Dor cutânea

Eritema Nodoso

Evolução

Os nódulos costumam aparecer ao redor de 3 semanas após os sintomas iniciais e duram em médica 8 semanas, desaparecendo espontaneamente

A pigmentação residual pode levar semanas a meses para desaperecer

Eritema nodoso crônico

Quando o Eritema é causado por uma doença crônica ele pode retornar evoluindopor crises ou persistir cronicamente

Os pacientes podem desenvolver nódulos solitários ou múltiplos na parte inferior das pernas.

O grau de inflamação tende a ser menos pronunciado do que no Eritema nodoso clássico

 

Causas do Eritema Nodoso

  • Idiopática
  • Infecções bacterianas
  • Infecções fúngicas
    • Reativação da Tuberculose
    • Tuberculose Primaria
    • Coccidioidomycosis
    • Histoplasmosis
    • Blastomycosis
  • Infecção viraç
  •  Medicamentos
    • Anticoncepcionais orais
    • Antibióticos
      • Penicilina
      • Sulfamidas
    • Brometos e iodetos
    • Inibidor de Fator de Necrose Tumora (TNF) alfa
  • Doenças autoimunes
    • Doença de Crohn
    • Colite ulcerativa
    • Febre Reumática
    • Sarcoidosis.
    • Doença de Whipple
    • Doença de Behçet
  • Neoplasias
    • Leucemia,
    • Linfoma (mais frequente é o de Hodgkin)
    • Câncer de órgãos sólidos
  • Gestação

Eritema Nodoso

Como avaliar Eritema Nodoso

  • Exame de imagem do pulmão (radiografia ou tomografia)
  • Pesquisa de feringite estreptocócica na faringe
  • Teste de pele ou sangue para diagnosticar Tuberculose
  • Bióspia do nódulo

Tratamento

O Tratamento do eritema nodoso varia de acordo à sua causa

mas existe medidas que podem aliviar a crise:

Medidas gerais de tratamento

  • Elevação da perna.
  • Descanse.
  • Compressão como meias que fornecem compressão de baixo grau (8 a 15 mmHg ou meias de 15 a 20 mmHg).
  • As bandagens elásticas podem ser benéficas em pacientes incapazes de tolerar ou aplicar meias.

Tratamento farmacológico

  • AINE – Anti-inflamatórios não esteróides
  • Corticoides sistêmico
  • Corticoide intralesional
  • Dapsona
  • Colchicina
  • Hidroxicloroquina

Fonte:


Compartilhe
Dra. Keilla Freitas
CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.


https://www.drakeillafreitas.com.br/quem-somos/

Deixe uma resposta

Top