Você está aqui
Home > Notícias > O perigo do uso errado de corticoides.

O perigo do uso errado de corticoides.

O perigo do uso errado de corticoides
Compartilhe
  • 14
    Shares

O perigo do uso errado de corticoides

Os corticoides (glicocorticoides ou corticosteroides) são hormônios sintéticos (produzidos artificialmente)

São remédios tão bons quanto perigosos. Principalmente se usados sem o acompanhamento médico

Ele é um hormônio naturalmente produzidos pelo organismo. Nos humanos ele recebe o nome de cortisol.

O cortisol é liberado no organismo de forma intermitentemente ao longo do dia

Essa liberação dura apenas alguns minutos, como pulsos.

Algumas situações podem aumentar a liberação do cortisol:

  • Gestação
  • Uso de pílulas anticoncepcionais
  • Tratamentos com estrogênios (como reposição hormonal na menopausa)
  • Estresse

Uso de corticoides sintéticos na prática médica

Eles são excelentes anti-inflamatórios e imunossupressores e possuem as mais diversas indicações na prática médica diária.

Dependendo da indicação, eles podem ser usados com as mais diferentes doses e tempos de uso.

Muitas vezes o seu uso pode evitar a morte, como nos casos de sepse.

Mas sob nenhuma hipótese, deve ser usado por conta própria.

Apresentações dos corticoides:

Eles existem nas mais diversas apresentações:

  • Injeções
  • Comprimidos
  • Gotinhas
  • Colírios
  • Cremes
  • Spray

Eles podem estar sozinhos, ou associados a outros medicamentos

Tipos de corticoide:

  • Hidrocortisona
  • Prednisona
  • Dexametasona
  • Metilprednisolona

Ele é metabolizado pelo fígado e em menor quantidade, excretado pelo rim.

Isso significa que um aumento em sua circulação no sangue pode lesionar estes dois órgãos.

O que os corticoides podem causar no organismo

Complicações do uso de corticoide:

  • Aumento da pressão arterial
  • Aumento da glicose no sangue, principalmente em diabéticos (devido a alteração do metabolismo dos carboidratos)
  • Causar diabetes em pessoas que não são (esse efeito passa após sua suspensão)
  • Redução da massa muscular (altera o metabolismo proteico)
  • Alteração do colesterol (aumento do colesterol “ruim” LDL e VLDL)
  • Diminuição do crescimento em crianças
  • Irritação gástrica (gastrite), podendo causar até mesmo úlceras
  • Taquicardia (aceleração dos batimentos do coração)
  • Desidratação (devido ao desequilíbrio de íons e metabolismo da água)
  • Problemas a pele (Afinamento da pele, Acne)
  • Problemas nos dentes
  • Problemas oculares (Miopia, Glaucoma, Catarata)
  • Osteoporose (enfraquecimento do osso)
  • Diminui a absorção aumenta a excreção do cálcio no intestino e no rim.
  • Insônia
  • Depressão
  • Aumento do peso
  • Inchaço do corpo
  • Lesões renais (devido ao desequilíbrio de íons e metabolismo da água)
  • Enfraquecimento da imunidade
  • Interfere na secreção e alteração de outros hormônios do organismo que causam diversos problemas no organismo como um todo

 

Tanto a indicação quanto a suspensão do corticoide deve ser orientada e seguida por um médico

sem-titulo

 

 

Fonte:

 


Compartilhe
  • 14
    Shares
CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.

4 thoughts on “O perigo do uso errado de corticoides.

  1. Bom dia Dra. Keilla
    Fui diagnosticada com vírus da Chikungunya dia 09/11/17, através do ex. sangue . Fui a alguns médicos que me deram os mais diversos diagnósticos e nenhum remédio para a dor insuportável que eu sentia na palma das mãos. Os pés ficaram inchados mas sem dor. As mãos bem inchadas. Foi um reumatologista pediu os exames Já estou na 5 semana de cortisona em ordem decrescente na dosagem e no início a melhora foi significativa.. Reuquinol por 6 meses. Procuro infectologista?

  2. Boa tarde dra.Keillla, sou portadora de HIV e HCV, negativei da hep.C em 2006 e continuo negativa e HIV controlado. Uso Alenia por cnta da asma….Peguei uma sinusite e evoluiu para inicio de pneumonia e foi me receitado Levofloxacino, decadron oral e inalaçoes…Está correto ou devo procurar meu medico na Unifesp? Desde ja agradeço

Deixe uma resposta


*Os comentários são limitados a 500 letras. Obrigada.

Top