Você está aqui
Home > Coronavírus > Resposta Imunológica das Vacinas Comparada à Infecção Natural

Resposta Imunológica das Vacinas Comparada à Infecção Natural

Resposta Imunológica das Vacinas
Compartilhe

Resposta Imunológica das Vacinas. Com a vacinação em massa contra a Covid-19, muitas pessoas ainda possuem dúvidas no que diz respeito à resposta imunológica que a dose oferece comparada à infecção natural pelo vírus. Com isso, diversos estudos envolvendo os diferentes tipos de imunização disponíveis ao redor do mundo estão sendo realizados para sanar essa e outras dúvidas daquelas pessoas que estão sendo vacinadas.

Continue a leitura deste artigo e saiba mais sobre as conclusões das respostas imunológicas das vacinas comparadas à infecção natural do novo coronavírus.

Resposta Imunológica das Vacinas

Covid-19

Desde o início de 2020, os casos de Covid-19 ao redor do mundo têm feito cada vez mais vítimas fatais. A condição que se enquadra na categoria de doença respiratória tem a transmissão pelo contato com fluidos corporais como saliva e muco, o que contribui para que sua disseminação se torne rápida.

O diagnóstico para o novo coronavírus é realizado baseado em um conjunto de sintomas e também com auxílio de testes específicos para identificar a infecção. Atualmente, existem três tipos principais de testagem para a COVID-19, sendo elas o teste de PCR, teste de anticorpos e teste de antígenos.

Vacinas

Meses após os primeiros casos do surto de Covid-19, médicos e pesquisadores de todo o mundo começaram uma grande luta para elaborar um antígeno eficiente na imunização da população contra o novo vírus, prevendo também suas variações.

Atualmente, as principais vacinas utilizadas para imunizar a população mundial estão sendo:

  • Pfizer/BioNTech;
  • AstraZeneca;
  • CoronaVac;
  • Sputnik V;
  • Sinovac.

A primeira lista acima é descrita como um novo tipo de vacina que utiliza a tecnologia do RNA. Ou seja, utiliza um pequeno fragmento encontrado no código genético do vírus e ensina o corpo humano a lutar contra ele, construindo assim a imunidade.

Todas as vacinas disponíveis foram aprovadas por órgãos de saúde como a Anvisa, no caso do Brasil, e possuem a garantia de pelo menos 50% de eficácia. Antes de serem distribuídas para a população, as formulações foram testadas rigorosamente em mais de uma fase de ensaios clínicos.

Atualmente, cientistas e pesquisadores ainda monitoram informações de várias fontes para qualquer sinal de eventos adversos relacionados a alguma vacina. A maioria das reações apresentadas são leves e temporais. Pacientes imunizados que apresentem reação podem se queixar de dores no local da injeção ou febre baixa. Apesar de raro, qualquer efeito mais grave deve ser notificado e investigado imediatamente.

Resposta Imunológica das Vacinas X Resposta Imunológica da Infecção Natural

Após a aplicação das doses, a vacina interage diretamente com o sistema imunológico do paciente, produzindo assim uma resposta similar àquela gerada pela infecção natural. No entanto, não causa o adoecimento e nem coloca em risco a vida do paciente imunizado por possíveis complicações de uma enfermidade causada naturalmente.

Por este motivo, a vacinação é recomendada para controlar os números de infecção pelo novo coronavírus e consequentemente o desenvolvimento da pandemia. Para saber mais sobre a vacinação, o novo coronavírus e os modos de prevenção para garantir a sua saúde e de sua família, consulte um médico infectologista de sua confiança.

Mais Informações sobre Resposta Imunológica das Vacinas na Internet:

Compartilhe
Dra. Keilla Freitas
CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.


https://www.drakeillafreitas.com.br/quem-somos/

3 thoughts on “Resposta Imunológica das Vacinas Comparada à Infecção Natural

  1. Bom dia. Dra. Keilla, preciso marcar uma consulta com a senhora, mas não estou conseguindo com esses contatos disponível o que eu faço? Me ajude por favor.

  2. Boa tarde, Draª. Keilla.
    Uma pergunta sobre Coronavírus.
    Gostaria de saber se a Água Oxigenada 10 volumes que é usada para desinfectar machucados é boa também para desinfectar as mãos, ou seja, se ela elimina o Coronavírus.

  3. Dra fiz o exame de sangue pcr gonofixação para gonorreia, o resultado é 1:8, reagente. O que isso quer dizer?

Deixe uma resposta

Top