Você está aqui
Home > Notícias > Infecção Viral > Manifestações do vírus da Herpes

Manifestações do vírus da Herpes

Compartilhe

Manifestações do vírus da Herpes. Geralmente associada a erupções perto dos lábios, a herpes é uma condição infecciosa adquirida geralmente na infância. No entanto, muitas das vezes a doença não se manifesta nesta época.

O vírus da herpes atravessa a pele e percorre os nervos até se instalar de forma inativa em nosso organismo, até o momento em que venha a ser reativado por diversos fatores diferentes. Continue a leitura deste artigo e saiba mais sobre as manifestações do vírus da herpes.

Manifestações do Vírus da Herpes

Os vírus da herpes tipo 1 e tipo 2 causam infecções muito prevalentes na população. Contudo, suas manifestações vão muito além das vesículas (bolhas) dolorosas que podem aparecer ao redor da boca ou região genital.

Esse vírus pode inclusive causar infecções muito graves, especialmente em pacientes imunodeprimidos, ou seja, que por alguma razão apresentam uma imunidade mais baixa do que o normal. Confira a seguir:

  • Lesões de pele;
  • Gengivoestomatite (infecção da gengiva);
  • Paroníquia (infecção da unha);
  • Meningite;
  • Encefalite;
  • Retenção vesical;
  • Proctite (mais frequente em homens que fazem sexo com homens);
  • Mielite transversa (ocorre apenas em imunocomprometidos, mas é rara);
  • Herpes gestacional e Herpes neonatal.

Manifestações do vírus da Herpes – Lesões de pele

  • Herpes genital;
  • Herpes Oral;
  • Herpes do Gladiador (mais frequente em face, pescoço e braços);
  • Eritema multiforme;
  • Eczema herpético (mais visto em imunodeprimidos com dermatite atópica);

Você Suspeita Estar com Alguma Infecção?

Agende Hoje mesmo uma Consulta com infectologista.

 

 

 

Manifestações do vírus da Herpes
Herpes do Gladiador

 

 

Manifestações do vírus da Herpes
Eczema herpético

 

Manifestações do vírus da Herpes
Eritema Multiforme do herpes simples

 

Manifestações do vírus da Herpes – Paroníquia herpética

Ocorre quando a infecção do herpes se desenvolve em fissuras na pele da unha ou dedo. Pode surgir tanto como manifestação da primeira infecção, quanto pródromos (sintomas prévios) aos quadros de surto).

Além disso, pode ser também uma complicação de gengivoestomatite quando uma criança com lesões ativas chupa o dedo.

Manifestações do vírus da Herpes
Paroníquia herpética

Sintomas associados:

  • Linfadenopatias (ínguas);
  • Edema (inchaço);
  • Eritema (vermelhidão);
  • Dor em queimação;
  • Aumento da sensibilidade da área atingida.

Manifestações do vírus da Herpes – Gengivoestomatite

Causado pelo vírus HSV-1, esse tipo de condição é frequentemente visto em crianças, quando os anticorpos recebidos pela mãe diminuem.

A infecção se dá pelo contato com saliva de crianças ou adultos infectados.O quadro se inicia geralmente após 6 a 8 dias do contato, com os seguintes sintomas:

  • Febre;
  • Faringite;
  • Gengivite;
  • Úlceras
  • Lesão vesicular em pele ou mucosas;
  • A dor causada pelas lesões dificultam a mastigação e deglutição de sólidos e líquidos.

Esta apresentação é menos frequente em adultos, mas quando aparece, se manifesta de forma grave e dura de 2 a 8 dias.

Manifestações do vírus da Herpes – Infecção no sistema nervoso

Manifestações do vírus da Herpes

Meningite Herpética

Meninge é uma membrana que reveste o cérebro e a medula espinhal (que fica dentro da coluna).

Meningite é a inflamação da meninge que pode ter várias causas: fungos, vírus, bactérias

O vírus da herpes simples tem uma grande atração por células nervosas e em sua fase de latência (fase assintomática da doença), costuma ficar alojado nas raízes nervosas.

A meningite viral asséptica é geralmente causada pelo HSV-2 e se apresenta com:

  • Fotofobia (olhos se incomodam com a luz);
  • Meningismo;
  • Cefaleia (Dor de cabeça).

85% das pessoas com diagnóstico de meningite por herpes tiveram lesões de herpes pelo menos 1 semana antes do evento. O diagnóstico definitivo é feito através da análise do líquor.

Encefalite Herpética

Causada geralmente pelo HSV-1, que altera a função cerebral, podendo causar:

  • Febre alta incontrolável;
  • Dor de cabeça;
  • Vômitos;
  • Convulsões;
  • Déficit focal (parecido ao de um infarto cerebral);
  • Perda de memória;
  • Transtornos psiquiátricos.

O diagnóstico deve ser realizado pela análise do líquor.

Herpes Ocular

O vírus da Herpes pode afetar os olhos em menos de 5 % dos casos de infecção primária (primeiro contato). Pessoas imunodeprimidas possuem maior risco:

  • Ceratite (Conjuntivite, Diminuição da sensação da córnea, Lesões da córnea);
  • Blefarite;
  • Coriorretinite.
  • Necrose retiniana aguda (Pode ser causada tanto pelo vírus da Herpes simples quanto da Varicela Zoster);

Manifestações do vírus da Herpes
Herpes ocular
Manifestações do vírus da Herpes
Blefarite herpética

 

Manifestações do vírus da Herpes
Necrose retiniana aguda secundária a herpes simples. Crétidos = DOI: 10.1590/S0034-72802011000100009

 

Corrimento vaginal

Esta é uma apresentações atípicas que aparece de forma mais comum na primeira crise 

Entre as mulheres, quando as lesões genitais acometem o colo do útero, é comum o corrimento vaginal, que pode ser abundante. 

Uretrite

Esta é uma apresentações atípicas que aparece de forma mais comum na primeira crise

Entre os homens, o acometimento da uretra pode provocar corrimento uretral e raramente é acompanhado de lesões extragenitais, ou seja, no homem a herpes genital pode aparecer apenas em forma de corrimento uretral sem apresentar lesões. 

O quadro pode durar de duas a três semanas. 

Outras Manifestações

  • Hepatite (Inflamação do fígado – causa quadros agudos);
  • Pneumonia;
  • Esofagite (inflamação do esôfago).

Quando Buscar Ajuda Médica

Por ser uma doença autolimitada, ou seja, vai desaparecendo à medida que o sistema imune se recupera, a herpes é considerada como uma doença sem cura. De todo modo, as crises infecciosas devem ser acompanhadas por um médico de sua confiança. Ele poderá prescrever alguns medicamentos que aliviam os sintomas mais comuns.

Se você deseja saber mais sobre como evitar as crises de herpes, clique aqui.

Fontes:

Artigo Publicado em: 31 de out de 2017 e Atualizado em: 11 de outubro de 2022


Compartilhe

Não tenha vergonha do HIV!

'Reserve a sua Consulta Hoje.

Dra. Keilla Freitas
CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.


https://www.drakeillafreitas.com.br/quem-somos/

6 thoughts on “Manifestações do vírus da Herpes

  1. Boa noite eu já fiz o exame não dá positivo.Eu tenho crises com frequência.do herpes, toda vez que eu menstrou o herpes se manifesta. Já procurei vários dermatologia .e nada. Pois me preocupo com o que pode acontecer comigo.

    1. Procure um médico Infectologista de sua confiança para te avaliar pessoalmente e solicitar os exames cabíveis (leve o histórico de exames que já possui). Se ele realmente constatar que essas lesões não são herpes, irá investigar outro possível diagnóstico.

  2. Boa tarde!!! Parabéns pelo texto muito informativo e esclarecedor!!! Já tive manifestação da herpes oral 3 vezes, porém a última a aconteceu há anos. Isso quer dizer que sou portadora e posso desenvolver essas doenças graves causadas pelo vírus? Fiquei preocupada, pois eu sempre estou resfriada, com a garganta inflamada e dores de cabeça, penso que minha imunidade é baixa.

    1. Boa noite. Você precisa realizar o teste para ter certeza do diagnóstico. O recomendado é a realização de uma consulta com um médico infectologista de sua confiança, para verificar o que pode estar causando suas crises.

  3. Boa noite, gostaria de saber , quais suplementos eu posso ta usando alem da L-LISINA , para poder combater o herpes genital , e para q ele fique ativo para min nao passar para mais pessoas , gostaria muito de saber , qual suplemento posso ta tomando junto com l-lisina
    obrigado

    1. Você deve ser avaliado pessoalmente por um médico infectologista e realizar os exames para ver se existe alguma vitamina em níveis baixos ou outras condições que podem, estar abaixando a sua imunidade para prevenir a partir daí.

Deixe um comentário

Top