Você está aqui
Home > Infecção Viral > O que é Varíola do Macaco?

O que é Varíola do Macaco?

Compartilhe

Nas últimas semanas, vários centros de controle de doenças infecciosas ao redor do mundo vem reportando casos confirmados e suspeitos de Varíola do macaco em lugares sem antecedentes dessa doença.

Siga lendo este artigo para saber um pouco mais sobre isso.

O que é Varíola do macaco ?

É uma infecção viral que causa lesões cutâneas (em pele) similares à varíola.

Trata-se de uma zoonose, ou seja, uma doença que afeta naturalmente animais, mas pode infectar seres humanos

Trata-se da mesma varíola humana ?

Não.

A varíola humana foi erradicada em todo o mundo nos anos de 1970.

O último caso de varíola humana no Brasil foi registrado em 1971

A varíola do macaco é causada por um vírus da família da varíola humana e causa quadros, a principio mais leves que a humana.

Epidemiologia

O macaco não é o principal animal transmissor da varíola do macaco

Apesar do nome, o macaco não é o culpado pela disseminação da Varíola do macaco.

Chama-se assim, simplesmente porque o vírus causador dela, o ortopoxvírus, foi isolado pela primeira vez em 1950 na Dinamarca em uma colônia de macacos africanos doentes.

Este vírus é geneticamente similar ao vírus da varíola. OU seja, é um parente.

Existem duas cepas distintas de varíola dos macacos em diferentes regiões geográficas da África.

Este vírus não é novo, ele foi identificado pela primeira em humanos nos anos 1970 no Congo (antigo Zaire)

O primeiro surto dos Estados Unidos ocorreu em 2003 após a importação de roedores infectados vindos da África.

O que é Varíola do Macaco?

Distribuição atual de casos suspeitos e confirmados de Varíola do macaco em regiões não endêmicas entre 13 e 21 de maio de 2022 – Fonte: OMS 

Acompanhe os casos no mundo atualizados:

https://www.cdc.gov/poxvirus/monkeypox/response/2022/world-map.html

Como ocorre a transmissão?

O reservatório do ortopoxvírus permanece desconhecido, mas provavelmente são os roedores

Macacos e humanos são hospedeiros incidentais. Ou seja, o vírus não se multiplica nesses series.

Transmissão animal – ser humano:

  • São principalmente roedores (esquilos de corda, esquilos de árvore, ratos, arganazes), Diferentes espécies de macacos
  • Contato direto com animais infectados
  • Mordida de animais infectados
  • Arranhão de animais infectados

Transmissão ser humano – ser humano:

  • Contato próximo através de gotículas respiratórias grandes que expelimos na saliva ao falar, espirrar ou mesmo conversar
    • Deve-se estar cara a cara com a pessoa a menos de 2 metros
    • por mais de 3 horas
    • sem o uso de equipamentos de proteção pessoal
  • Contato direto com as lesões de pele
  • Contato direto com líquido saído das lesões de pele

O vírus não fica circulando no ar como o coronavírus ou influenza. 

Tempo de transmissão

A pessoa transmite a doença desde o aparecimento da primeira lesão de pele até o momento em que todas as lesões estiverem completamente secas.

Sintomas

Tempo de incubação

O tempo entre o primeiro contato com o vírus e inicio dos sintomas pode variar de 5 a 21 dias, a média é de 14 dias

Pródromos

sintomas iniciais inespecíficos (parecido com várias outras infecções)

  • Febre
  • Dor de cabeça
  • Mal estar
  • Mialgia (dor muscular)
  • Náuseas / vômitos
  • Disfagia (dificuldade para engolir alimentos ou líquidos)
  • Linfadenopatia localizadas especialmente em baixo do braço ou virilha

Rash

O que é Varíola do Macaco?
UpToDate

O que é Varíola do Macaco?

As lesões de pele típicas surgem por volta de 10 dias após inicio dos sintomas

Elas se iniciam tipicamente no rosto e depois ocorrem nas mãos e pés, inclusive em palmas e plantas

As primeiras lesões são máculo-papulares (duras e baixinhas – do tamanho de uma ervilha)

Essas lesões crescem ficando mais altas e permanecem duras,

Depois se transformam em um vesículas com liquido claro em seu interior

Mais tarde este liquido claro pode ganhar aspecto de pus (pústulas)

Essa vesícula estoura e forma crosta (seca)

O que é Varíola do Macaco?
Fonte= UK Health Security Agency . Publicado em 30 de Maio de 2022

Evolução

Trata-se de uma doença autolimitada, ou seja, se cura sozinha. Em geral, possui uma evolução bastante benigna,

O tempo todo de sintomas costuma durar de 2 a 4 semanas

Complicações

Na África Central, a taxa de mortalidade é de aproximadamente 10% e as mortes geralmente ocorrem na segunda semana da doença.

  • Encefalopatia
    • Acometimento do sistema nervoso central pelo vírus
  • Abscesso retrofaríngeo
  • óbito

Diagnóstico

O que é Varíola do Macaco?

Teste molecular – Reação em Cadeia de Polimerase – PCR

Teste padrão outro

Coleta de amostra deve ser feita a partir de:

  • Lesões de pele
    • o teto ou fluido de vesículas e pústulas e crostas secas
  • Biópsia de pele
  • Sangue
    • Não deve ser coletado de rotina devido ao curto período da presença do vírus no sangue após inicio dos sintomas – muitos falso negativos (resultados negativos em pessoas que possuem a doença)

Definição de caso suspeito

O indivíduo de qualquer idade que, apresente:

  • Febre súbita maior que 38,5ºC
  • Adenomegalia (aparecimento de gânglios)
  • Erupção cutânea (do tipo papulovesicular) de progressão uniforme
  • Apresente um ou mais dos seguintes sintomas e que não se enquadre em outro diagnóstico após investigação
    • dor nas costas,
    • astenia (perda ou diminuição da força física)
    • dor de cabeça

Definição de caso provável

O indivíduo que atende à definição de caso suspeito E um ou mais dos seguintes critérios:

  • Ter vínculo epidemiológico
  • Histórico de viagem para país endêmico ou com casos confirmados da doença nos 21 dias anteriores ao início dos sintomas.
  • Sem confirmação laboratorial

Tratamento

Na grande maioria das vezes o tratamento é suportivo (controle de sintomas)

A maioria das pessoas sequer precisam de internação hospitalar

Pessoas expostas

O que é Varíola do Macaco?

Alto grau de exposição

  • Contato desprotegido entre a pele ou membranas mucosas de uma pessoa e a pele, lesões ou fluidos corporais de um paciente
    • Qualquer contato sexual,
    • Respingos inadvertidos de saliva do paciente nos olhos ou na cavidade oral de uma pessoa
    • Contato com o paciente sem luvas,
  • Contato desprotegido entre a pele ou membranas mucosas de uma pessoa e materiais contaminados como:
    • Roupas
    • Toalhes
    • Utensilhos
  • Estar dentro do quarto ou a menos de um metro e oitenta de pessoa doente sem usar mascara N95 (ou equivalente) e proteção para os olhos durante:
    • Qualquer procedimento que possa criar aerossóis de secreções orais, lesões de pele
    • Ressuspensão de exsudatos secos
      • (por exemplo, sacudir lençóis sujos)

O que é Varíola do Macaco?

Médio grau de exposição

  • Estar a menos de 1 metro e meio de pessoa infectada por mais de 3 horas sem proteção

O que é Varíola do Macaco?

Baixo grau de exposição

  • Esteve no mesmo quarto de pessoa doente sem usar proteção para os olhos, independente do tempo de permanência
  • Estar a menos de 1 metro e meio de pessoa infectada por menos de 3 horas sem proteção

Monitoramento de pessoas expostas

Contatos de animais ou pessoas confirmadas como tendo varíola dos macacos devem ser monitorados quanto a sintomas por 21 dias após a última exposição

  • Monitorar a temperatura pelo menos 2 vezes ao dia em pessoas assintomáticas

Sintomas de preocupação:

  • Febre alta (acima de 38ºC)
  • Arrepios
  • Linfadenopatia (ínguas)
      • periauricular (ao redor dos ouvidos),
      • axilar (embaixo dos braços),
      • cervical (pescoço)
      • inguinal (virilhas)
  • Rash

A vacina que temos protege contra este vírus?

Possivelmente a vacina contra a varíola humana também tem proteção contra a varíola do macaco, o problema é que como a varíola humana já foi erradicada há muito tempo, existe uma baixa cobertura vacinal atualmente.

No caso de um surto de casos em zonas muito populosas, poderia se utilizar a vacina já existente da varíola para proteção daquela população em específico

Esta doença pode virar uma pandemia como a Covid-19?

Isso é extremamente improvável pois a via de transmissão é muito diferente.

Quando um vírus possui transmissão por via respiratoria a sua propagação se torna muito mais fácil, o que não é o caso da Varíola dos macacos.

Além disso,  momento mais transmissível da doença os sintomas são muito evidentes

Não podemos nos esquecer também que este vírus, ao contrario do vírus da Covid-19, é conhecido desde 1.958.

Artigo publicado pela primeira vez em 31 de Maio de 2022 e atualizado em 15 de Junho de 2022.

Fonte:

 


Compartilhe
Dra. Keilla Freitas
CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.


https://www.drakeillafreitas.com.br/quem-somos/

Deixe uma resposta

Top