Você está aqui
Home > Vídeos > ISTs- Infecções Sexualmente Transmissíveis > Quais ISTs Causam Infertilidade?

Quais ISTs Causam Infertilidade?

Infectologista - Quais ISTs Causam Infertilidade?
Compartilhe

Quais ISTs Causam Infertilidade? – Acredite se quiser, infecções sexualmente transmissíveis podem ameaçar a fertilidade tanto do homem quanto da mulher. Duas ISTs podem ser especialmente perigosas para quem deseja se tornar pai/mãe.

Muitas vezes, sem apresentar sintomas as doenças não tratadas pegam o paciente de surpresa. Para não ser uma dessas pessoas continue a leitura desse artigo e saiba mais sobre as ISTs que podem causar infertilidade, assim como seus sinais e formas de tratamento.

IST x Infertilidade

A gonorreia e a clamídia são infecções sexualmente transmissíveis que quando não tratadas podem prejudicar e até mesmo impedir o fluxo nos canais de passagem dos espermatozoides no homem e do óvulo na mulher.

No caso da mães o problema pode ser ainda mais grave, uma vez que além de dificultar a gravidez as bactérias causadoras das infecções também prejudicam aquelas mulheres que já estão no meio de uma gestação causando complicações e até mesmo o risco de aborto espontâneo.

Infertilidade e Clamídia – Quais ISTs Causam Infertilidade?

Causada principalmente pelo ato sexual vaginal, anal ou oral sem o uso de preservativo, a transmissão da doença pode ocorrer mesmo sem a presença do sêmen.

Estima-se que aproximadamente 75% das infecções por clamídia são imperceptíveis para seu portador, ou seja, não apresenta sintomas. Este fato, pode prejudicar o rápido diagnóstico e tratamento da doença, dando a chance dela se desenvolver de maneira rápida e até mesmo infectar e aumentando o risco de contágio dos parceiros sexuais que seu portador tiver.

A clamídia é especialmente perigosa para as mulheres,uma vez que pode desencadear a doença inflamatória pélvica, conhecida também como DPI, responsável por obstruir as passagens dos óvulos, o que acaba comprometendo as trompas e dificulta a fecundação. Já nos homens, a IST pode causar uma inflamação na próstata, interferindo na fertilidade.

Quais ISTs Causam Infertilidade?

Infertilidade e Gonorréia – Quais ISTs Causam Infertilidade?

Assim como na clamídia, a gonorreia é transmitida por meio do sexo anal, vaginal e oral sem o uso de preservativos e não apresenta sintomas em aproximadamente 80% dos casos femininos.

No entanto, neste cenário, os homens podem ser mais prejudicados pela infecção. Sintomas como a liberação de pus pela uretra e ardor na micção podem ser observados. Quando não tratada, a doença pode progredir para inflamação nos testículos e próstata. Já nas mulheres causa novamente a doença inflamatória pélvica.

Como Saber se Tenho uma IST?

Para ter um diagnóstico preciso sobre infeções sexualente transmissiveis, o primeiro passo é buscar auxilio profissional. Serão pedidos exames laboratoriais para confirmar – ou descartar – a presença de alguma infecção no seu organismo.

Quando identificada, deve-se começar o tratamento a base de antibióticos, que melhora-ra a infecção em poucos dias. No entanto, é possível que as ISTs tenham gerado outras complicações. Neste caso, depois de avaliada você será submetido a um tratamento personalizado.

Em levantamento realizado pela Organização Mundial da Saúde, estima-se que 1,5 milhões de brasileiros são infectados pela gonorreia e 1,9 milhões pela clamídia.

Não basta apenas confiar na palavra de seu parceiro, mesmo que já de muitos anos. Muitos podem nem saber que estão infectados. Por isso a melhor maneira de se proteger e sempre usar preservativo e manter seus exames em dia. Quais ISTs Causam Infertilidade?.


Compartilhe
Dra. Keilla Freitas
CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.


https://www.drakeillafreitas.com.br/quem-somos/

Deixe uma resposta

Top