Você está aqui
Home > Notícias > Primeira vacina contra a dengue

Primeira vacina contra a dengue

Compartilhe
  • 13
    Shares

No dia 28 de dezembro de 2015, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, (Anvisa) publicou o registro da vacina contra dengue do laboratório Sanofi-Aventis Farmacêutica: Dengvaxia – vacina dengue 1, 2, 3 e 4 – recombinante, atenuada.

O novo produto não protege contra os vírus chikungunya e zika. A comercialização ainda depende da definição de preço da vacina e ainda não se sabe se será oferecido gratuitamente.

Outros estudos para o desenvolvimento de outras vacinas contra a dengue vêm sendo realizados em outros centros, como FioCruz e Intituto Butantan, além de outros laboratórios internacionais.

Neste momento, os cientistas trabalham arduamente para desenvolver vacinas eficazes contra as doenças que o Aedes Aegypti transmite, mas é muito importante lembrar que a principal forma de combatermos estas doenças é impedir a reprodução do mosquito Aedes Aegypti, responsável pela dengue, Chikungunya e Zika

Vacina contra a dengue

A primeira vacina contra a dengue já está no mercado no Brasil. Criada pelo laboratório Sanofi Pasteur, ela já começou a ser comercializada.

Poder de proteção

Foram mais de duas décadas de pesquisas e o desenvolvimento de 25 estudos clínicos em 15 países.

Cerca de 30 mil voluntários (3,5 mil no Brasil) tomaram doses da vacina durante três fases de pesquisa clínica.

Dados do estudo publicado no New England Journal of Medicine:
  • A vacina funcionou em 93% dos casos graves da doença
  • Reduziu em 80% as internações.
  • Sua eficácia global ficou nos 66% dos casos.

Como deve ser tomada

A vacina é divida em três doses – uma a cada seis meses.

De acordo com Sheila Homsani, diretora médica do laboratório Sanofi Pasteur, essa divisão é necessária pois a primeira dose ativa os anticorpos.

No entanto, essa vacina não protege em 100% dos casos.

O medicamento tem poder de proteção contra os quatro tipos de vírus da dengue e usa parte da estrutura do vírus da febre amarela para a imunização. Por isso, ele pode causar efeitos colaterais como dores de cabeça, febre e indisposição.

Quanto custa?

O preço médio de cada dose do tratamento deve ficar entre 132 e 138 reais, dependendo do ICMS adotado em cada estado.

O preço para o consumidor, no entanto, aumenta devido aos gastos das clínicas que farão a aplicação e o armazenamento.


Compartilhe
  • 13
    Shares

Deixe uma resposta


*Os comentários são limitados a 500 letras. Obrigada.

Top