Você está aqui
Home > Vídeos > Geral > Ínguas ou linfadenopatias. O que são e quando se preocupar

Ínguas ou linfadenopatias. O que são e quando se preocupar

Ínguas ou Linfadenopatias
Compartilhe
  • 13
    Shares

Ínguas ou Linfadenopatias

Chamamos de linfadenopatia aqueles “carocinhos” que aparecem podem aparecer em algumas partes do corpo como pescoço, axilas, virilhas, etc.

Estes “caricinhos” são glânglios ou linfonodos.

Eles são uma espécie de “quartel general” de nossas células do sistema imune e quando são estimuladas para trabalhar mais, elas aumentam de tamanho.

Este estímulo pode ocorrer pelos mais diversos motivos.

  • Infecções
  • Doenças auto-imunes
  • Cânceres

E este motivo pode estar localizado:

  • No próprio linfonodo
  • Em alguma área próxima ao linfonodo
  • Em todo o corpo.

A causa mais frequente é o linfonodo reacional. É uma reação a qualquer processo infeccioso ou inflamatório que esteja ocorrendo próximo àquela região. Por exemplo, sinusite, dor de garganta, infecção no ouvido ou problemas dentários podem causar o aparecimento destes carocinhos no pescoço.

Existem também infecções sistêmicas que causam linfadenopatias reacionais. É o caso de infecções como Toxoplasmose, Citomegalovírus, Mononucleose, Sífilis, etc.

Algumas se curam sozinhas como a mononucleose e outras como a sífilis, mesmo que melhore os sintomas, precisa de ser tratada adequadamente para não levar a problemas maiores no futuro.

Outras vezes a doença está no próprio gânglio.

Isso pode acontecer tanto com doenças infecciosas como a Tuberculose, por exemplo.

Ou doenças não infecciosas como alguns tipos de cânceres.

Não podemos deixar de mencionar doenças auto-imunes que também podem causar o aparecimento de carocinhos.

Quando procurar o médico Infectologista por causa de linfadenopatia:

  • Gânglio aumentados que não melhora com o tempo,
  • Gânglios aumentados que não tenham uma causa muito bem identificada (como no pescoço em vigência de uma infecção de garganta ou de ouvido, por exemplo).
  • Gânglios aumentados muito duros
  • Gânglios aumentados que vão aumentando ao longo do tempo.

Saiba mais aqui: https://www.drakeillafreitas.com.br/inguas-e-suas-causas/


Compartilhe
  • 13
    Shares
CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.

32 thoughts on “Ínguas ou linfadenopatias. O que são e quando se preocupar

  1. Dra., boa tarde.
    No resultado de um ultrassom que realizei foi identificada a presença de 3 linfoadenomegalia, sendo que a Hipótese Diagnóstica deu como: “‘linfoadenopatia” de aspecto inflamatório reacional”.
    Na internet, não achei esse termo, mas outro apenas: LINFADENOPATIA.
    Pergunto, é a mesma coisa?

    Grato.

  2. Doutora tive uma relação de risco há mais de cinco meses tenho dois carocinhos localizados no pó de Adão. Fui no infectologista ele.me examinou pediu exames todos negativos. Fui liberado. Esses carrocinhas medem uns 2 cm são bem duros. Pode ser HIV? Último exame de 3 geração com 5 meses após exposição. Não tive fase aguda. De uns dias pra cá as vezes tenho dor de cabeça as vezes dor muscular. O que eu devo fazer? É vdd q mesmo na janela de 180 dias é pouco provável q esteja com HIV?

  3. Olá Dra. Keilla, Tenho duvidas sobre uma íngua que se localiza bem no pescoço em baixo do queixo!Isso pode star associado à problemas ginicológicos? Pois tenho tido muitas dores no útero e ovários! Ja fiz exames de Dst’s à 3 meses atrás, resultado negativo, fiz exame de toque com o ginecologista, edisse que eu estava bem…
    Fiz o tratamento com 1 pomada vaginal, parou o problema…mas retornou a me encomodar nos ultimos dias. OBS: Não tive relações Sexuais faz 5 meses.

    1. Olá Júlia, para um diagnóstico correto é necessário passar por uma consulta. Como a íngua é no pescoço, o indicado é você procurar um otorrinolaringologista, se ele achar necessário ele te encaminhará para outro especialista.

  4. estou cm um linfonodo aumetando lado esquerdo e duro, masnao apresento outros sintomas…e passei por aftas e faringites esses dias, ele doi

    m

  5. Boa noite, doutora! ´É o seguinte: fui exposto a uma relação de risco no dia 08/02/2018. Pois bem, fiz um exame imunocromático com 39 dias, e outro hoje, com exatos 60 dias, desde a relação. Ambos com resultado “não reagente”. Eu posso dar o caso por encerrado, ou corro risco ainda de soroconverter? Obs: venho sentindo os sintomas desde fevereiro, quero acreditar que possa ser do meu psicológico.

    1. Boa tarde. Para descartar completamente a possibilidade de Infecção do HIV deve ser realizado um exame de 4ª geração em local confiável após 90 dias da última exposição ao risco.
      Uma vez que houve exposição ao risco de se infectar você deve procurar um médico infectologista de sua confiança para te avaliar pessoalmente e solicitar todos os exames cabíveis, independente de ter sintomas ou não.

  6. Ola! Algumas semanas, apareceu uma ingua na axila direita, doia muito, cresceu. Fiz uma us e tinha duas inguas, uma grande e uma pequena. Linfadenopatia. Mas em algumas semanas, a ingua grande diminuiu de tamanho e a pequena sumiu, mas apareceram outras duas na axila esquerda. Estou muito nervosa com tudo isso. Pode ser linfoma?

    1. Bom dia. Não consigo emitir um parecer sem te examinar. Sugiro que procure um médico Infectologista de sua confiança para te avaliar pessoalmente e solicitar todos os exames cabíveis para o seu caso.

  7. Olá doutora!!
    À vários dias tenho um pouco de dor na garganta, ínguas um pouco inflamadas .
    Isso pode ser HIV? Nem um outro sintoma associado.
    Aguardo resposta, obrigado

    1. Bom dia. Não consigo emitir um parecer sem examiná-lo. Uma vez que houve exposição ao risco de se infectar você deve procurar um médico infectologista de sua confiança para te avaliar pessoalmente e solicitar todos os exames cabíveis, independente de ter sintomas ou não.

  8. Olá, Dra
    Há 8 meses tive mononucleose e minhas ínguas aumentaram de tamanho mas depois diminuiram mas até hoje sinto uma íngua pequena, que se move, elástica e sem crescimento na região submandibular do tamanho de um feijão. Já me consultei e fiz exames e os médicos não se preocuparam. Isso pode ser o que se chama de íngua residual? É comum isso acontecer? Ela pode continuar pra sempre do jeito que está? Obrigado

  9. Olá, dra. tive dengue ha 1 mes e meio e de uma recidiva apos 15 dias, fui ao medico e se confirmou a dengue, porem com plaquetas normais 5400 leucocitos e demais celulas branca no limite baixo. passados uns 10 dias apos esse exame que notei que meus linfonodos estão aumentados, principamente os cervicais estão com 2cm, bem duros e indolores, fui observando e ja tem um mes que eles não regridem , continuam aumentados e duro. Ja estou bem mas os linfonodos n mudam, acha q ainda pode ser da denge

  10. Boa noite doutora, tive uma dor de garganta e o lado esquerdo do meu pescoço inchou um pouco perto da orelha, mas não doía na parte inchada , só a garganta mesmo. 3 semanas se passaram ele diminuiu mas ainda está um pouco inchado e tipo pulsando ainda.Isso é normal?

    1. Como dito no texto, existem muitas causas de ínguas. Pode ser apenas algo reacional a uma infecção de garganta mas não posso emitir critério algum sem te avaliar pessoalmente.
      Sugiro que procure um médico Infectologista de sua confiança para te avaliar pessoalmente e solicitar todos os exames cabíveis para o seu caso.

  11. Olá. Tomei vacina de gripe, influenza e contra febre amarela, a noite apareceu duas ínguas atrás das minhas orelhas. É normal?

    1. causas de ínguas podem ser muitas e a maioria é reacional e se resolve sozinhas, se não aparecerem outros sintomas associados. pode observar mas se aparecerem sintomas associados ou não se resolverem, procure um infectologista para te avaliar pessoalmente e pedir os exames necessários.

    2. Patricia meu marido, uma colega também estão com problemas de linfonodos… Eles tomaram a vacina em janeiro e apareceu em fevereiro, até hoje não desapareceu…. estamos na luta com vários médicos, dois infectos e não descobrimos nada… O seu desapareceu?

  12. Olá dra. Fiz uma ultrassonografia e o resultado deu nas axilas presença de lindonodos reacionais bilateralmente. Eu apenas sinto minha axila esquerda um pouco dolorida, não sinto nenhum caroço ou inchaço. E as mamas estão normais e sem nenhuma alteração.

    1. Como explicado no texto, existe um infinidade de causas para isso. Sugiro que mostre seu exame para um médico infectologista de sua confiança para que ele possa avaliar a necessidade de realizar outros exame complementares nesse momento, ou apenas observar por ora.

  13. Depois de uma tatuagem pode dar um linfonodo reacional? Lembrando que também tenho mastectomia em ambas as mamas recentes

  14. Dr, faz uns meses que tenho tido ínguas nas axilas que aparecem, ficam doendo uns 4 dias e somem, e uns dias depois aparecem de novo. Detalhe: sem nenhum outro problema, ou infecção aparente. Devo me preocupar? É sintoma de câncer?

    1. Boa noite. Não consigo emitir um parecer sem te examinar. Você precisa sim procurar um médico infectologista para te examinar pessoalmente e solicitar os exames necessários para o seu caso.

  15. Dra. Recebi sexo oral no meu penis por outro rapaz de sorologia desconhecida. O contato foi apenas esse. E agora 28 dias após estou com uma íngua na axila direita. Pode ser hiv?

    1. Bom dia. Receber sexo oral não é exposição de risco para HIV, pois a saliva não transmite o vírus, a não ser que contenha sangue. Você precisa se consultar com um médico infectologista de sua confiança para te avaliar pessoalmente e pedir os exames necessários.

Deixe uma resposta


*Os comentários são limitados a 500 letras. Obrigada.

Top