Você está aqui
Home > Notícias > Herpes na gravidez aumenta risco de autismo

Herpes na gravidez aumenta risco de autismo

Herpes na gravidez aumenta risco de autismo
Compartilhe
  • 12
    Shares

Herpes na gravidez aumenta risco de autismo

Infecções durante a gestação podem causar vários problemas aos bebês.

Infecções primarias pelo vírus do herpes simples no inicio da gestação, parecem estar associado ao aumento do risco de desenvolvimento de autismo nos bebês.

Onde foi feito o estudo:

O estudo foi realizado Center for Infection and Immunity da Columbia University Mailman School of Public Health, em Nova York e publicado na revista online da American Society for Microbiology em 22 de fevereiro de 2017.

Como o estudo foi feito:

Os pesquisadores examinaram amostras de sangue de 905 mães.

442 mães de crianças diagnosticadas com transtorno do espectro do autismo

463 mães de crianças sem o transtorno, que foram incluídas no estudo Autism Birth Cohort (ABC), realizado pelo Norwegian Institute of Public Health.

As amostras de sangue materno foram coletadas em 2 momentos:
  • Por volta da 18ª semana de gestação
  • No momento do parto.

Resultados do estudo:

  • Altos níveis de anticorpos contra o herpes simples-2 no sangue das gestantes foram associados a maior risco de autismo em bebês masculinos.
  • Essa relação foi observada com o aumento ocorre na metade da gestação  e não na hora do parto.
  • O número de meninas com transtorno do espectro do autismo no estudo foi “pequeno demais para concluir que haja esse efeito também em bebês meninas.
  • Esse risco não foi encontrado nas outras infecções que compõem as ToRCH.
  • Altos títulos de anticorpos contra o HSV-2 podem indicar infecção primária recente ou reativação de infecção latente.
  • Apenas 12% das mães soropositivas para o vírus herpes simples 2 referiram lesões herpéticas antes ou durante o primeiro trimestre de gestação, indicando que a maioria das infecções pelo HSV-2 foram assintomáticas.
  • A maioria das mães com altos níveis de anticorpos para o HSV-2, não apresentaram nenhum sintoma de reativação de infecção.

O Herpes simples não é o único culpado

Não basta ser infectada pelo vírus da herpes para causar autismo

A teoria dos pesquisadores  é de que a infecção gera uma resposta imunológica que causa inflamação em um sistema nervoso do bebê que é vulnerável e está em desenvolvimento.

Os autores dizem que são necessários mais estudos para determinar a necessidade de rastreamento e supressão da infecção pelo vírus herpes simples 2 durante a gestação.

Além disso, existem várias causas de autismo que são totalmente desconhecidas.

O mais provável é que haja a associação tanto de fatores ambientais como genéticos.

Ou seja, não basta ter infecção pelo vírus herpes simples para ter filho autista, nem muito menos ter infecções de repetição por herpes durante a gestação para ter filhos autistas.

 

Ter herpes pela primeira vez durante a gestação, podem trazer muitos outros problemas.

Veja quais os riscos da herpes na gravidez e como preveni-los.

 

Fonte:

 


Compartilhe
  • 12
    Shares
CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.

Deixe uma resposta


*Os comentários são limitados a 500 letras. Obrigada.

Top