Você está aqui
Home > Infecção Viral > Complicações neurológicas do Zika

Complicações neurológicas do Zika

Complicações neurológicas do Zika

Complicações neurológicas do Zika também afeta adultos

A infecção pelo Zika Vírus pode causar alterações no cérebro de adultos e crianças, que podem ser vistas em exames de imagem.

Algumas dessas alterações são típicas e podem ajudar a diagnosticar o vírus, mesmo em gestantes que não tenham sintomas.

 

Veja algumas alterações que podem ser observadas através de tomografia ou Ressonância Magnética do cérebro, em bebês:

  • Múltiplas calcificações corticais;
  • Múltiplas calcificações subcorticais;
  • Microcefalia;
  • Calcificações no cérebro, particularmente entre a junção da substância cinza e da substância branca;
  • Paquigiria;
  • Disgenesia do corpo caloso;
  • Fontanela anterior pequena, com fechamento prematuro das suturas cranianas;
  • Redução do volume cerebral;
  • Anormalidades no desenvolvimento cortical;
  • Ventriculomegalia;
  • Anormalidades no corpo caloso;
  • Áreas irregulares de sulcos e/ou giros não especificados;
  • Malformações corticais focais;
  • Tronco cerebral dismórfico;
  • Estenose do aqueduto;
  • Hipoplasia do tronco cerebral e do cerebelo;
  • Hidrocefalia supra-tentorial secundária;
  • Microftalmia assimétrica;
  • Catarata;
  • Hérnia de gordura orbital na abóbada craniana;
  • Artrogripose (contraturas articulares ao nascimento).

Ao se encontrar alterações assim, deve-se pensar em Zika, mesmo que a gestante não tenha ficado doente durante a gestação, e mesmo na ausência de microcefalia.

A microcefalia é apenas um dos sinais clínicos para o diagnóstico de Zika e o bebe pode ter alterações internas mesmo com o tamanho cerebral normal para sua idade.

Alterações neurológica em adultos

Adultos saudáveis podem apresentar alterações neurológicas depois da infecção pelo vírus Zika. Algumas complicações do vírus Zika em adultos:

O que causa o dano neurológico em adultos?

Pessoas com sequelas (complicações irrecuperáveis do vírus) não possuem mais o vírus, mas o corpo deles ainda está sendo destruído por uma doença autoimune deflagrada pela infecção (quando o próprio sistema imune da pessoa ataca o organismo para destruir uma infecção que já não está mais lá)

 

O Zika Vírus causa problemas em gestantes, bebês e adultos.

 

Fonte:

CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.

Deixe uma resposta


*Os comentários são limitados a 500 letras. Obrigada.

Top