Você está aqui
Home > Infecção Viral > Catapora: Saiba mais

Catapora: Saiba mais

Catapora: saiba mais

Catapora: Saiba mais

Catapora, também chamada de Varicela, é uma doença viral causada pelo vírus da Varicela- Zoster (HZV).

O Vírus da Varicela-Zoster também pode causar outra doença chamada de Herpes Zoster.

A Catapora aparece geralmente apenas após o primeiro contato com o vírus. Por isso é mais comum na infância.

Contudo, adultos também podem ter esta doença. Pior que isso, eles têm maior risco de evoluir com complicações graves.

Este vírus também pode causar outra doença que geralmente afeta idosos ou adultos com imunidade baixa: O Herpes Zoster.

Antigamente se achava que era melhor adoecer pelo vírus na infância, pois a doença era mais grave em adultos.

Mas isso não é bem assim. A doença muitas vezes é benigna, mas pode causar serias complicações em qualquer idade.

Na verdade, a cada 100.000 adolescentes (menores de 16 anos) que se infectam, de 12,9 a 28 desenvolvem complicações graves.

A maioria das crianças que precisam de internação hospitalar não possuem nenhum problema de saúde prévio.

Como a catapora se transmite:

É uma doença altamente contagiosa.

A transmissão pode ocorrer por:

  • Contato direto com as lesões da pele.
  • Através de gotículas que saem do nariz de pessoas infectadas e viajam através do ar.

Período de transmissão

  • De 48 horas antes do início dos sintomas até que todas as lesões estejam em forma de crosta (secas)

Tempo de incubação

Os sintomas geralmente levam de 14 a 16 dias para aparecerem, mas podem variar de 10 a 21 dias após o contato para aparecerem.

Sintomas

  • Inicia-se com um quadro de Febre, mal estar, dor de garganta, às vezes com lesões orais e falta apetite;
  • 24 horas após o inicio dos sintomas, aparecem as lesões de pele.

Como são as lesões de pele da varicela.

  • Elas podem atingir face, troncos e extremidades
  • As lesões geralmente são pruriginosas (que coçam)
  • Começam em forma de máculas
  • Alguns dias depois se transformam em vesículas
  • Algumas se transformam em pústulas
  • Por fim viram crostas (secam)

Um aspecto importante que a diferencia de outras infecções semelhantes, é que as lesões se apresentam em diferentes estágios ao mesmo tempo.

Catapora: Saiba mais

Evolução:

A formação de novas vesículas geralmente para após o 4º dia do aparecimento das lesões.

As crostas caem dentro de 1 a 2 semanas.

No local das lesões, ficam manchinhas hipopigmentadas (claras) na pele, que com o tempo vão cicatrizando.

Catapora: Saiba mais

Tratamento

O Vírus da Varicela-Zoster é um membro da família dos Herpes vírus.

Por isso, ambas possuem as mesmas opções de tratamento, em diferentes doses.

 

Complicações da Catapora

De 2 a 6% das pessoas que ficam doentes, podem apresentar complicações sérias.

A cada 100.000 crianças entres 1 e 14 anos que adoecem, 1 morre.

A cada 100.000 adultos que adoecem 25 morrem.

Veja algumas das complicações:

  • Cerebelite,
  • Encefalite,
  • Ataxia cerebelar,
  • Vasculites (inflamação dos vasos sanguíneos,
  • Hemiplegia (perder os movimentos de metade do corpo),
  • Mielite Transversa (inflamação da medula),
  • Hemorragias (sangramentos),
  • Infecções congênitas (bebê já nasce com a doença),
  • Pneumonia viral,
  • Hepatite (inflamação aguda do fígado),
  • Diarreia,
  • Faringite, amigdalite ou otite bacteriana,
  • Sepse (Infecção generalizada),
  • Pneumonia bacteriana,
  • Infecção secundária das lesões (as lesões causadas pelo vírus se infectam pela bactéria).

Grupos com maior risco de desenvolver complicações:

  • Idosos
  • Gestantes (especificamente para complicações no bebê)
  • Pacientes imunocomprometidos (imunidade baixa)

Tantas complicações são inadmissíveis para uma doença que se pode prevenir com vacinas.

É mais seguro para a criança se vacinar contra a varicela que ter a doença.

Vacina da varicela

  • É uma vacina bastante eficaz que protege de 80 a 90% das pessoas vacinadas
  • É feita de vírus vivo atenuado (enfraquecido)
  • Pode ser usada em crianças maiores de 12 meses e adultos
  • Ela precisa ser dada em 2 doses, com pelo menos 4 semanas de tempo entre as doses.

Quem deve tomar a vacina:

  • Pessoas que ainda não se vacinaram e nunca se infectaram pela varicela.
  • Entre essas, devem ser vacinadas, principalmente, pessoas nas seguintes situações:
  • Pessoas com problemas de imunidade baixa que não possuam contra indicação a vacina
  • Trabalhadores da área da saúde
  • Pessoas que convivem com pessoas imunodeprimidas
  • Professores de crianças pequenas
  • Pessoas que viajam para outros países

Pessoas que já foram vacinadas ou já tiveram Catapora, não possuem benefícios em receber a vacina da varicela.

Quando não usar a vacina:

  • Hipersensibilidade a qualquer componente da vacina (incluindo a gelatina e a neomicina);
  • Doenças que abaixam a imunidade e que se encontram com a imunidade muito baixa (como neoplasias, AIDS);
  • Uso de medicamentos que suprimem o sistema imunológico;
  • Tuberculose ativa não tratada;
  • Febre maior que 38,5°C;
  • Gravidez (além disso, deve-se evitar a gravidez por 3 meses após a vacinação);
  • Mulheres que estão amamentando.

Reações à vacina:

  • Mais frequentes: Reações no local da injeção como: dor, inchaço, coceira e vermelhidão.
  • Menos frequentes: Febre baixa, irritabilidade, formigamento da pele, erupção no local da aplicação, náuseas, vômito e catapora.

Fonte: UpToDate

CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.

4 thoughts on “Catapora: Saiba mais

  1. Dra posso desenvolver catapora na fase aguda do HIV?
    Já tive catapora antes. Fui no médico e ele disse q é catapora. Fiz o exame, deu negativo porém estou em janela imunológica.

  2. Há um tratamento específico para Isso, ou posso aguardar em casa até passar? De q forma ocorre o tratamento e posso induzir a ingestão de muita água? Obrigada!

    1. Boa tarde. O tratamento da pessoa em crise pode ser feito com antivirais. Sugiro que procure um médico infectologista de confiança, para que possa te avaliar pessoalmente e verificar melhor forma de tratamento para seu caso.

Deixe uma resposta


*Os comentários são limitados a 500 letras. Obrigada.

Top