Você está aqui
Home > Infecção Viral > Remédio usado na hepatite C pode tratar Zika

Remédio usado na hepatite C pode tratar Zika

Remédio usado na hepatite C pode tratar Zika
Compartilhe
  • 13
    Shares

Remédio usado na hepatite C pode tratar Zika

O Sofosbuvir, medicamento utilizado no tratamento contra a Hepatite C parece ter efeito contra o Zika Vírus.

O Vírus Zika é um Flavivírus, mesma família do Vírus da dengue e Hepatite C

O Sofosbuvir atua na proteína viral responsável pela fabricação do material genético do vírus C, impedindo sua reprodução.

Acontece que esta mesma proteína existe em outros membros da família dos Flavirus.

Ou seja, também está presente no Zika Vírus.

Pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) demonstraram esta ação in vitro

Como o estudo foi feito:

Os resultados foram obtidos  em amostras celulares de laboratório, não em seres vivos ainda.

Foram utilizados culturas de vários modelos celulares:

  • Neuroblastoma humano,
  • Célula de rim de hamster,
  • Células de rim de macaco verde africano,
  • Hepatoma humano,
  • Células-tronco neuronais,
  • Organoides cerebrais.

Os remédios usados para controle foram a ribavirina e o interferon.

O interferon tem ação contra praticamente qualquer vírus, inclusive o Zika.

Mas não pode ser usado em gestantes além de ter grandes efeitos colaterais.

Já o Sofosbuvir já foi utilizado por algumas gestantes e mulheres em idade fértil sem efeitos nocivos.

A pesquisa mostrou que esta medicação diminuiu a replicação do vírus da hepatite C em vários tipos de célula.

Quando uma pessoa é infectada pelo ZIKV, certamente esse vírus não vai diretamente para o cérebro.

Provavelmente, ele replica em tecidos periféricos até atingir quantidade suficiente para chegar efetivamente ao cérebro.

Nosso resultado mostra que tanto em um órgão como o fígado, que tem um papel periférico, quanto em células do sistema nervoso central, o sofosbuvir atua contra o vírus Zika

 

Fonte:


Compartilhe
  • 13
    Shares
CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.

Deixe uma resposta


*Os comentários são limitados a 500 letras. Obrigada.

Top