Você está aqui
Home > HIV/AIDS > Vacina do HIV Entra em Nova Fase de Estudo

Vacina do HIV Entra em Nova Fase de Estudo

Infectologista - Vacina do HIV Entra em Nova Fase de Estudo
Compartilhe

O estudo sobre a vacina do HIV avaliará um esquema de quatro doses e deverá fornecer proteção contra os diferentes tipos de HIV, em todo o mundo.

O estudo está em fase III e a vacina será testada em homens que fazem sexo com outros homens (HSH) e transsexuais.

O estudo MOSAICO, também chamado de HVTN 706, é realizado em conjunto pelas seguintes instituições:

  • Comando de Pesquisa e Desenvolvimento Médico do Exército dos EUA e Janssen (uma parte do Johnson & Johnson);
  • Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos (NIH);
  • Rede de Ensaios de Vacinas contra o HIV, sediada no centro de pesquisa Fred Hutchinson.

O MOSAICO começou há 15 anos atrás, com estudos em macacos e posteriormente em humanos.

As fases anteriores ajudaram a definir a composição da vacina e um esquema de doses mais eficaz.

Como É a Vacina do HIV?

A vacina do HIV, denominada Ad26.Mos4.HIV, utiliza um adenovírus (parente do vírus do resfriado comum), que é modificado e funciona como um vetor, entregando um mosaico de antígenos otimizados do HIV.

O vírus entrega este mosaico ao sistema imune, estimulando sua resposta.

Essa combinação de antígenos não é encontrada em nenhum vírus individual, mas em fragmentos de diferentes vírus.

Isso otimiza a resposta imune, abrangendo diferentes cepas do HIV existentes em todo o mundo.

Como o Estudo Será Feito?

O estudo incluirá 3.800 pessoas que vivem em países da América do Norte, América do Sul e Europa.

Serão 24 centros de estudo nos Estados Unidos, 9 no Brasil, 5 no Peru, 4 na Argentina, 3 no México, 6 na Espanha, 3 na Itália e 3 na Polônia.

Os participantes serão divididos em 2 grupos: um que receberá 4 doses da vacinas (0 – 3 – 6 e 12 meses) e outro que receberá placebo.

Os 2 grupos receberão um pacote preventivo, que inclui o esquema PrEP.

O estudo irá comparar as taxas de novas infecções por HIV em cada um dos grupos.

Critérios de Inclusão

Participarão do estudo homens que fazem sexo com outros homens e transexuais, entre 18 e 60 anos, que apresentem pelo menos um dos seguintes fatores nos últimos 6 meses:

  • Sexo anal ou vaginal receptivo sem preservativo;
  • Diagnóstico de gonorreia, sífilis ou clamídia (uretral ou retal);
  • Histórico de uso de estimulantes, incluindo cocaína e metanfetamina;
  • Quatro ou mais parceiros sexuais.

Fonte:


Compartilhe
Dra. Keilla Freitas
CRM-SP 161.392 RQE 55.156-Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.


https://www.drakeillafreitas.com.br/quem-somos/

Deixe uma resposta

Top