Você está aqui
Home > Vídeos > Vacinas > Vacina contra o Herpes Zoster

Vacina contra o Herpes Zoster

Vacina contra o Herpes Zoster.

Vacina contra o Herpes Zoster

A vacina contra o herpes Zoster tem uma ótima resposta e é muito bem tolerada.

Ela está indicada apenas para idosos, que são aqueles com maior predisposição para ter essa infecção, e uma vez tendo, maior risco para desenvolver complicações.

A vacina é de vírus vivo atenuado.

 

Que pode tomar a vacina?

Ela está indicada para adultos maiores de 50 anos

É administrada em dose única através de uma injeção subcutânea

Pode ser administrada juntamente com a vacina da Gripe

A vacina do Zoster previne novas infecções

Benefícios da vacina

Mesmo que a pessoa já tenha tido um episódio de Zoster, a vacina está indicada

Caso tenha tido uma crise de Zoster, a vacina pode ser administrada um ano após a crise

Mesmo quando a vacina não previne uma crise de zoster, ela reduz o tempo de dor e previne a nevralgia pós Zoster.

Nevralgia pós herpética

A complicação mais frequente neste tipo de infecção é a nevralgia pós herpética.
O vírus já não está mais ativo, mas o nervo machucado leva a alterações importantes da sensibilidade e principalmente dores constantes em toda a região inervada.

Compartilhe nas redes sociais:
  •  
  •  
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    1
    Share
Dra. Keilla Freitas
Dra. Keilla Freitas
Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.
http://www.drakeillafreitas.com.br/

Deixe uma resposta


*Os comentários são limitados a 500 letras. Obrigada.

Top