Você está aqui
Home > Vídeos > Infecções urinarias > Porque sempre tenho bactéria na urina

Porque sempre tenho bactéria na urina

Porque sempre tenho bactéria na urina

Nem toda bactéria na urina é uma Infecção Urinária.

A urina é normalmente estéril. Ou seja, não possui bactérias.

Contudo, pode ser um bom meio para o crescimento de bactérias que nela chegam. (Veja como as bactérias podem chegar na urina aqui)

Pode aparecer bactéria no exame de cultura de urina por 3 motivos:

Bacteriúria assintomática:

Bacteriúria assintomática é basicamente a presença de bactérias na urina sem sinais ou sintomas de infecção

A incidência de bacteriúria assintomática aumenta de acordo com a idade e gênero:

  • Nas mulheres corresponde a 1% das garotas jovens e mais de 20% nas idosas acima de 80 anos
  • Em homens maiores de 75 anos, a incidência varia de 6 a 15%

Fatores que aumentam a incidência de bacteriúria assintomática:

  • Idade avançada
  • Diabetes mellitus
  • Uso de Sonda vesical de demora (aumenta também o risco de infecção)

Quando tratar bacteriúria assintomática:

  • Gestantes
  • Intervenções urológicas como exames urológicos invasivos
  • Pacientes na fila de transplante renal

Quando NÃO tratar a bacteriúria assintomática:

  • Não tratar mulheres jovens não gestantes
  • Não tratar pacientes com diabetes
  • Não tratar pacientes com lesões de coluna
  • Não tratar pacientes com cateteres vesicais permanentes
  • Idosos
  • Não tratar pacientes com prótese ortopédicas
  • Não tratar pacientes que vivem em casa de repouso

 

Compartilhe nas redes sociais:
  •  
  •  
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    1
    Share
Dra. Keilla Freitas
Dra. Keilla Freitas
Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.
http://www.drakeillafreitas.com.br/

Deixe uma resposta


*Os comentários são limitados a 500 letras. Obrigada.

Top