Você está aqui
Home > DSTs > Os riscos do sexo oral

Os riscos do sexo oral

Os riscos do sexo oral

Last updated on janeiro 22nd, 2018 at 12:27 pm

Os riscos do sexo oral

  • Sexo oral = Ato no qual a boca é usada para estimulação do pênis, vagina ou ânus
  • Felação ativa = Ato de estimular o pênis de alguém com a boca
  • Felação passiva = Ato de ter o seu pênis estimulado pela boca de alguém
  • Cunilíngua ativa = Ato de estimular a vagina de alguém com a boca
  • Cunilíngua passiva = Ato de ter a sua vagina estimulada pela boca de alguém
  • Ani língua ativa = Ato de estimular o ânus com a própria boca
  • Ani língua passiva = Ato de ter o seu ânus estimulado pela boca de alguém

Como a saliva não transmite o vírus HIV, a pessoa praticante do sexo oral passiva (ou seja, tem o seu genital ou ânus estimulado pela boca de alguém) não está em risco de se infectar pelo vírus HIV.

O risco de transmissão do HIV para uma pessoa que pratica o sexo oral é extremamente baixo, mas ainda assim existe.

Este risco parece ser maior durante a felação ativa (quando a boca estimula o pênis)

O que aumenta os riscos do sexo oral

Quais os riscos do sexo oral – o que aumenta:

  • Presença de feridas na boca que pratica ou nos genitais que recebem o estímulo
  • Receber a ejaculação na boca (independente de engolir ou não)
  • Sangramento nas gengivas
  • Inflamação nas gengivas
  • Contato oral com sangue menstrual
  • Presença de outras Infecções Sexualmente Transmissíveis – ISTs, principalmente se estiverem causando lesões ou inflamações no genital ou ânus onde estará sendo realizado o ato sexual

Quais são os riscos do sexo oral:

Felação ativa

As infecções mais fáceis de serem transmitidas por essa via são: sífilis (mesmo sem lesões ativas no pênis), as diversas causas de uretrites sintomáticas ou outras infecções sexuais com lesões penianas ativas.

Felação passiva

(Ato de ter o seu pênis estimulado pela boca de alguém)

Cunilíngua ativo

As infecções mais fáceis de serem transmitidas por essa via são: sífilis (mesmo sem lesões ativas na vulva ou vagina), as diversas causas de uretrites sintomáticas ou outras infecções sexuais com lesões vulvovaginais ativas.

Cunilíngua passivo

(Ato de ter a sua vagina estimulada pela boca de alguém)

Anilíngua ativo

 

Infecções especialmente dessa via sexual:

  • Hepatite A
  • Parasitoses intestinais (como a Giardíase, enterobius vermiculares)
  • Infecções intestinais bacterianas (como a E. coli)

Anilíngua passivo

(Ato de ter o seu ânus estimulado pela boca de alguém)

 

Como prevenir os riscos do sexo oral

  • Usar preservativo, mesmo no sexo oral é o ideal.
  • No caso do Anilíngua pode-se cortar a camisinha ao meio e colocar no ânus para realizar a prática
  • Caso não esteja usando preservativo, não receber a ejaculação na boca pode diminuir os riscos um pouco mais.

 

Referência:

 

Compartilhe nas redes sociais:
  •  
  •  
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    1
    Share
Dra. Keilla Freitas
Dra. Keilla Freitas
Residência médica em Infectologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com complementação especializada em Controle de Infecção Hospitalar pela USP (Universidade de São Paulo); Pós-Graduação em Medicina Intensiva pela Universidade Gama Filho; Graduação em Medicina pela ELAM, com diploma revalidado por prova de processo público pela UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso); Experiência no controle e prevenção de infecção hospitalar com equipe multidisciplinar no ajustamento antimicrobiano, taxa de infecção do hospital e infectologia em geral, atendendo pacientes internados e com exposição ao risco de infecção hospitalar; Vivência em serviço de controle de infecção hospitalar, interconsulta de pacientes cardiológicos e imunossuprimidos pós-transplante cardíaco no InCor (Instituto do Coração) ; Gerenciamento do atendimento prestado aos pacientes internados em quartos e enfermarias, portadoras de doenças crônicas e agudas com necessidades de cuidados e controles específicos.
http://www.drakeillafreitas.com.br/

44 thoughts on “Os riscos do sexo oral

  1. Recebi sexo oral, e na hora houve uma esfolação do pênis na pele, logo abaixo da glande. O contato da saliva com essa lesão pode transmitir hiv pra quem recebeu?

  2. Olá Dr venho acompanhando seu trabalho fantástico tirando nossas eventuais dúvidas,

    1 referente ao receber sexo oral com garganta profundo aumenta o risco de contágio ou não

    2 se eu apenas encostar a lingua no clitores da mulher por segundos tem chances de contrair a doença .

    Sexo com penetração vaginal realizei com camisinha depois da prática oral sem camisinha
    Agradeço

    1. Boa tarde e obrigada por suas palavras.
      1 – Tem sim risco de transmissão do HIV para quem realizou mas não para quem recebeu.
      2 – O risco é o mesmo para sexo oral receptivo, conforme descrito na tabela. Não pesquisa com relação ao tempo de exposição e sim a situação em si.

  3. Doutara adimiro muito seu trabalho.Vc ajuda muito…
    Minha dúvida é RECEBI sexo oral ou seja,o garoto HIV+ fez oral em mim,ele tinha algumas lesoes na boca,corro risco(hiv).MUITO OBRIGADO

    1. Boa tarde. O risco de transmissão de HIV para a situação descrita é muito baixa, pois a saliva não transmite o HIV, mesmo que com uma pequena quantidade de sangue. de qualquer forma, sugiro que procure um médico Infectologista de sua confiança para te avaliar pessoalmente e solicitar todos os exames cabíveis para o seu caso, pois se essas lesões forem herpes ou sífilis, isso sim pode ser uma situação de risco.

  4. olá Dra. fiz sexo oral em um rapaz e ele ejaculou em minha boca, passados 30 dias tive tosse seca, dor d garanta, dor d cabeça, diarreia… 75 dias após o sexo oral pedi ao rapaz fazer um teste rapido no cta, ele fez de hiv, hepatite b e c e sifilis, deu tudo negativo, ele mandou ate a foto do exame p mim. Enfim depois disso tive suores noturnos e tomei antibiotico o q fez passar minha tosse com 88 dias apos o sexo oral fiz um teste de hiv d 4 geração deu negativo, para o hiv posso encerrar?

    1. Boa tarde. Uma vez que houve exposição ao risco de se infectar você deve procurar um médico infectologista de sua confiança para te avaliar pessoalmente e solicitar todos os exames cabíveis, independente de ter sintomas ou não.

  5. Dra.keilla sane minha duvida prf.Recentemente recebi sexo oral, mas antes de mim o garoto havia ja feito oral em outro(com ejaculacao) o intervalo foi de 20min entre mim e o outro cara. Tomo a pep?

    1. Se formos pensar apenas no contexto da orofaringe ter contato com um esperma e 20 minutos ter contato contigo, as chances de transmissão são irrisórias, pois esse material já foi cuspido ou absorvido, logo, você já não poderia ter tido contato com o esperma de outra pessoa a traves da boca de um terceiro.
      Mas para decidir a indicação do uso da PEP vale mais pensar em todo o contexto do risco junto a um médico infectologista de sua confiança e na dúvida, realizar a PEP.

  6. Bom dia Dra. Keilla, parabéns pelo trabalho!

    Gostaria de saber se um homem recebendo sexo oral de uma mulher infectada por clamidia possui grandes riscos de contrair a doença.

    Muito obrigado!!!

    Luiz

    1. Boa tarde e obrigada por suas palavras. A clamídia é transmitida principalmente durante a relação sexual anal ou vaginal. É menos provável pegar clamídia através da relação sexual oral, seja ativo ou passivo. Nesse caso, o risco seria maior para quem estivesse entrando em contato com o sêmen ou fluido vaginal.

      1. Obrigado pelo retorno Dra. Keilla.

        Ainda sobre a Clamidia, os exames Clamydia Trachomatis IGG – Imunofluorescencia e Clamydia Trachomatis IGM – Imunofluorescencia são confiáveis?

        Mais uma vez agradeço.

        Luiz

  7. Boa tarde, Doutora. Tudo bem ? Bom, eu não faço sexo sem preservativo, exceto na felação passiva, porém, tem umas duas semanas que surgiu dois caroços pequenos no meu pênis (E não vi nada na internet igual ao que eu tenho) devo me preocupar ?

    Abs, obrigado pelo retorno na última pergunta que fiz.

  8. Dra td bem? Tenho duvida ao receber sexo oral de um garoto POSITIVO , caso a boca dele tenha sangue e fez oral em mim por 5min,devo recorrer ao pEP.

  9. Bom dia dra.Minha duvida,conheci um garoto positivo que disse que nao se trata, ele recem tinha feito a barba. Tinha sangue na barba dele e acabou encostando no meu rosto e no labio

    1. se houve contato direto com uma boa quantidade de liquido pre ejaculatório ou esperma sendo imediatamente esfregado na mucosa de seu pênis, isso é sim considerado um risco. se suas mão estava absolutamente, daí a possibilidade já passa a ser bem remota.

  10. Dra, eu tenho alergia a alguns tecidos de cueca e as vezes fico com poucas bolinhas vermelhas na glande, não sangram e nem doem. Caso eu receba sexo oral, posso contrair hiv por isso? Muito obrigado!

  11. Ola doutora keilla,amo ler seus artigos aqui site.Estou com uma duvida.Hj sai com um garoto Hiv e ele fez oral em mim,na canto da boca dele tinha um machucado com pus(boqueira/herpes) Corro risco de pegar HIV ou sifilis,herpes?

  12. Doutora Keilla,

    a senhora conhece algum caso de pessoa que tenha sido contaminada unicamente por ter recebido apenas sexo oral?

    Obrigado!

    1. De forma geral é é difícil identificar qual foi a relação na qual a pessoa pegou a infecção sexual com certeza, que dirá a via pela qual ela se infectou. O que melhor temos para nos guiar como risco ou não são os estudos científicos.

  13. Dra keilla admiro muito seu trabalho,tenho uma duvida ontem recebi sexo oral, e o cara estava com boqueira,herpes(nao sei definir)no canto da boca,corro risco PARA O HIV, e pra outras doencas?

  14. Dra Keilla, muito obrigado pela resposta. Por que alguns lugares dizem que é risco de exposição receber sexo oral? Depois de 30 dias um resultado negativo já pode encerrar o caso? Para uma pessoa que recebeu sexo oral.

  15. Dra desculpa minha ignorância,sempre leio seus artigos.Hoje me relacionei com um garoto Hiv+ ele disse que nao se trata,pois bem tivemos masturbacao a dois. Eu estou com corte no meu dedo com sabgue peguei na base do penis dele por 4min e o masturbei.EXISTE UM RICO GRANDE?

  16. Fiz sexo oral em uma mulher que não sei a sorologia. Após 22 dias fiz teste rápido bio-clin em postinho (NÃO REAGENTE). Devo fazer outro após 30 dias? Esses testes são de 3ª ou 4ª geração?

    1. Boa tarde. Os testes rápidos normalmente são de 3ª geração, com janela imunológica de 180 dias.
      Para descartar completamente a possibilidade de Infecção do HIV deve ser realizado um exame de 4ª geração em local confiável após 90 dias da última exposição ao risco.

  17. Boa tarde doutora, me relacionei com um cara na fase aguda do hiv, sem tratamento ele me realtou isso .A situcao: ele masturbou seu anus e com a mao tocou no meu penis logo eu tirei.Corro algum tipo de risco?

  18. Doutora tenho muito duvida em oral,li seu artigo,mas se eu revceber oral de alguem(hiv) com um pircing com sangue na boca. Ai tem
    Risco?

  19. Boa noite doutora keilla,Minha pergunta é: meu penis ecostou em algumas ESPINHAS COM pouco sangue de um garoto sorologia desconhecida. devo me preocupar?

  20. Mas. Se for pouco sangue,bem pouco em uma espinha tem muito risco? Desculpa fazer esse tipo de pergunta doutora estou bem aflito

Faça Aqui sua Pergunta


*Os comentários são limitados a 500 letras. Obrigada.

Top